Dólar Comercial compra R$ 4,0054 venda R$ 4,0062 máxima 4,0080
Euro compra R$ 4,4420 venda R$ 4,4433 máxima 4,4449
17 Ago - 10h29
sábado, 17 de agosto de 2019
Jorge e Mateus Unico
Jorge e Mateus Unico mobile
TRANSPORTE

Caminhões, carretas e ambulâncias voltarão a usar a Alça Viária

Balsas dos portos da Avenida Bernardo Sayão e Rodovia Arthur Bernardes ficará restrito a carros pequenos

10 Jun 2019 - 16h24Atualizado 10 Jun 2019 - 17h11Por Da Redação
Caminhões, carretas e ambulâncias voltarão a usar a Alça Viária - Crédito: Reprodução Crédito: Reprodução

Caminhões, carretas e ambulâncias voltarão a usar a Alça Viária como opção para as viagens entre a Região Metropolitana de Belém e o Sul e Sudeste do Estado. O trecho interditado por conta da queda da ponte sobre o rio Moju será atravessado por balsas. De acordo com a Secretaria de Estado de Transportes (Setran), as obras das rampas que permitirão o serviço no local serão concluídas nos próximos dias.

“Com isso, o serviço de balsa hoje instalado nos portos da Av. Bernardo Sayão e na rodovia Arthur Bernardes ficará restrito a carros pequenos. Caminhões, carretas e ambulâncias, que têm sempre prioridade, voltarão a usar a Alça Viária”, afirmou o diretor técnico da Setran, João Renato Aguiar. Atualmente, todos os veículos que precisam se deslocar para essas regiões usam os portos instalados nesses dois pontos.

Em paralelo, a Setran inicia, esta semana, a retirada do entulho que foi jogado no rio tanto pela queda da ponte quanto pelos cortes das sobras, feitos já pelos engenheiros que atuam no local. A retirada desse material permitirá que a empresa contratada para a reconstrução da ponte inicie o serviço de instalação dos pilares de sustentação do novo trecho que será construído.

“Até porque o Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis) não permite que esse material fique submerso no rio. Mas é a retirada desses ferros e concretos que dará espaço para o início das obras dos pilares”, explicou João Renato.

O projeto de R$ 180 milhões inclui ainda a recuperação da PA-252, entre os municípios do Acará e Moju, como rota alternativa para quem segue viagem pelo trecho. O prazo para reconstrução da ponte é de seis meses, a partir do início da construção dos pilares.

Envie denúncias, informações, vídeos e imagens para o Whatsapp do Portal Roma News
(91) 99385-1113ou clique aqui e fale conosco

Deixe seu Comentário

Leia Também

Coronel da PM sofre sequestro relâmpago em Belém
SEGURANÇA

Coronel da PM sofre sequestro relâmpago em Belém

17/08/2019 08:58
Coronel da PM sofre sequestro relâmpago em Belém
Diretores do Ideflor passam cinco dias em Ilha Bela (SP) com verba pública
FARRA

Diretores do Ideflor passam cinco dias em Ilha Bela (SP) com verba pública

17/08/2019 05:00
Diretores do Ideflor passam cinco dias em Ilha Bela (SP) com verba pública
Evento promove a inclusão de pessoas com necessidades especiais em Mosqueiro
ACESSIBILIDADE

Evento promove a inclusão de pessoas com necessidades especiais em Mosqueiro

17/08/2019 04:59
Evento promove a inclusão de pessoas com necessidades especiais em Mosqueiro
Site conecta mulheres da construção civil e público feminino que precisa de reparos domésticos
EMPODERADAS

Site conecta mulheres da construção civil e público feminino que precisa de reparos domésticos

17/08/2019 04:58
Site conecta mulheres da construção civil e público feminino que precisa de reparos domésticos
Suspeitos de envolvimento em assalto com reféns são presos em Novo Repartimento
MANHÃ DE TERROR

Suspeitos de envolvimento em assalto com reféns são presos em Novo Repartimento

16/08/2019 20:25
Suspeitos de envolvimento em assalto com reféns são presos em Novo Repartimento
Últimas Notícias