Dólar Comercial compra R$ 3,8585 venda R$ 3,8603 máxima 3,8887
Euro compra R$ 4,3209 venda R$ 4,3221 máxima 4,3723
18 Jun - 16h47
terça, 18 de junho de 2019
TCM
TCM_mobile
TRANSPORTE

Caminhões, carretas e ambulâncias voltarão a usar a Alça Viária

Balsas dos portos da Avenida Bernardo Sayão e Rodovia Arthur Bernardes ficará restrito a carros pequenos

10 Jun 2019 - 16h24Atualizado 10 Jun 2019 - 17h11Por Da Redação
Caminhões, carretas e ambulâncias voltarão a usar a Alça Viária - Crédito: Reprodução Crédito: Reprodução

Caminhões, carretas e ambulâncias voltarão a usar a Alça Viária como opção para as viagens entre a Região Metropolitana de Belém e o Sul e Sudeste do Estado. O trecho interditado por conta da queda da ponte sobre o rio Moju será atravessado por balsas. De acordo com a Secretaria de Estado de Transportes (Setran), as obras das rampas que permitirão o serviço no local serão concluídas nos próximos dias.

Engenho do Dedé2

“Com isso, o serviço de balsa hoje instalado nos portos da Av. Bernardo Sayão e na rodovia Arthur Bernardes ficará restrito a carros pequenos. Caminhões, carretas e ambulâncias, que têm sempre prioridade, voltarão a usar a Alça Viária”, afirmou o diretor técnico da Setran, João Renato Aguiar. Atualmente, todos os veículos que precisam se deslocar para essas regiões usam os portos instalados nesses dois pontos.

Em paralelo, a Setran inicia, esta semana, a retirada do entulho que foi jogado no rio tanto pela queda da ponte quanto pelos cortes das sobras, feitos já pelos engenheiros que atuam no local. A retirada desse material permitirá que a empresa contratada para a reconstrução da ponte inicie o serviço de instalação dos pilares de sustentação do novo trecho que será construído.

“Até porque o Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis) não permite que esse material fique submerso no rio. Mas é a retirada desses ferros e concretos que dará espaço para o início das obras dos pilares”, explicou João Renato.

O projeto de R$ 180 milhões inclui ainda a recuperação da PA-252, entre os municípios do Acará e Moju, como rota alternativa para quem segue viagem pelo trecho. O prazo para reconstrução da ponte é de seis meses, a partir do início da construção dos pilares.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Pará terá transporte rodoviário 12% mais caro neste feriado
CONFIRA OS VALORES

Pará terá transporte rodoviário 12% mais caro neste feriado

há 26 minutos atrás
Pará terá transporte rodoviário 12% mais caro neste feriado
Mãe compra briga da filha e agride estudante em escola de Mosqueiro. Assista!
VIOLÊNCIA NAS ESCOLAS

Mãe compra briga da filha e agride estudante em escola de Mosqueiro. Assista!

há 43 minutos atrás
Mãe compra briga da filha e agride estudante em escola de Mosqueiro. Assista!
Acusado de participação em latrocínio de PM é preso em Castanhal
DURANTE OPERAÇÃO

Acusado de participação em latrocínio de PM é preso em Castanhal

há 59 minutos atrás
Acusado de participação em latrocínio de PM é preso em Castanhal
Túnel de 30 metros é encontrado no Complexo Penitenciário de Santa Izabel
IMPRESSIONANTE

Túnel de 30 metros é encontrado no Complexo Penitenciário de Santa Izabel

18/06/2019 15:33
Túnel de 30 metros é encontrado no Complexo Penitenciário de Santa Izabel
Mais de 10 mil pessoas devem passar pelo Terminal Hidroviário durante o feriadão
PARTIU!

Mais de 10 mil pessoas devem passar pelo Terminal Hidroviário durante o feriadão

18/06/2019 14:54
Mais de 10 mil pessoas devem passar pelo Terminal Hidroviário durante o feriadão
Últimas Notícias