Dólar Comercial compra R$ 5,624 venda R$ 5,6246 máxima 5,6251
Euro compra R$ 6,6391 venda R$ 6,6421 máxima 6,6569
27 Out - 06h25
terça, 27 de outubro de 2020
BASA - CAP DE GIRO - DESK - 24, 25 E 26.10 - ALTERN
BASA - CAP DE GIRO - MOB - 24, 25 E 26.10 - ALTERN
MACHISMO

Candidato a prefeito de Belém, Priante diz que vice mulher foi para ‘deixar foto da posse mais bonita’. Assista!

Nas eleições municipais deste ano não há mulheres liderando as chapas. Ao todo, são onze candidatos homens na disputa

18 Set 2020 - 17h55Atualizado 19 Set 2020 - 00h00Por redação
Candidato a prefeito de Belém, Priante diz que vice mulher foi para ‘deixar foto da posse mais bonita’. Assista! - Crédito: Reprodução Crédito: Reprodução

Durante a convenção partidária do Movimento Democrático Brasileiro (MDB), nesta quarta-feira, 16, quando foi oficializada a candidatura de José Priante para a Prefeitura de Belém, o deputado federal fez declarações machistas sobre a candidata a vice que teria sido oferecida pelo Partido Social Cristão (PSC) para compor a sua chapa e deixar a foto da posse mais bonita.

“Quero agradecer ao PSC que nos ofereceu essa mulher guerreira para que a foto da minha posse possa estar mais bonita com a patrícia ao meu lado”, disse o candidato a prefeito.

Candidata a vice-prefeita pelo Partido Social Cristão (PSC), Patrícia Queiroz é pastora da Igreja do Evangelho Quadrangular e cantora gospel.

A declaração machista feita durante a convenção está publicada na íntegra no perfil do candidato no Instagram. Assista o trecho em que o candidato se refere de forma machista sobre sua vice: 

Representatividade

Uma pesquisa entre as dez capitais mais populosas do país constatou um sutil aumento no número de mulheres candidatas ao cargo executivo, em comparação com as eleições de 2016. Porém, à exceção do Rio de Janeiro, que tem 43% dos postulantes à vaga representados por mulheres neste ano, nas outras nove capitais as candidatas mulheres não passam de 37% do total. Em Belém e outras cidades brasileiras, apenas homens lideram suas chapas.

Nas eleições municipais deste ano não há mulheres liderando as chapas. Entre os onze candidatos homens, há apenas duas mulheres candidatas a vice-prefeita: Patrícia Queiroz (PSC) e Mary Muniz (PSDB).

As candidaturas ainda dependem de confirmação na Justiça Eleitoral, até 26 de setembro. Em 2016, essas mesmas capitais apresentaram no máximo 28% de candidatas mulheres às prefeituras. Naquele ano, 649 candidatas foram eleitas para o cargo nas 5.568 cidades brasileiras, o que representa apenas 11,7% do total. Houve, inclusive, uma queda de quase 3% no número de prefeitas eleitas em comparação com as eleições de 2012, conforme aponta o estudo Perfil das Prefeitas no Brasil (2017-2020), do Instituto Alziras.

Mulheres na política

Apesar de se discutir muito sobre representatividade e participação política de mulheres e outros grupos sociais normalmente sub-representados (como pessoas com deficiência, LGBTI+, negras, indígenas e outras), é um sintoma de como a política partidária ainda está muito enraizada nos moldes tradicionais de ver o espaço como de domínio político masculino.

De acordo com a coordenadora do Grupo de Estudos de Gênero e Relações Internacionais (GENERI), da Unama, Brenda de Castro, mesmo com políticas que garantem uma participação mínima de mulheres existem muitos fatores que contribuem para isso, desde a preferência de eleitores por candidatos homens até as limitações estruturais da sociedade que dificultam o envolvimento de mulheres nesses espaços - pela discriminação, trabalho de cuidados não remunerados. “Ou seja, não significa que não existam candidatas aptas a cargos no Executivo, por exemplo, mas existe muita resistência em investir em campanhas femininas”, destaca.

Diante desse contexto muitas vezes as mulheres adentram o espaço político partidário por ligações familiares, dentro do mesmo projeto político de pais e maridos; enquanto mulheres sem essas conexões acabam por ter mais dificuldade de acessar recursos e apoio. “Além disso, é comum que mesmo ocupando esses espaços as mulheres continuam sendo vistas por uma lente sexista do patriarcado de forma ‘objetificada’, como no caso ocorrido ontem, em que descaracteriza seus atributos enquanto sujeita e são hipersexualizadas, vistas como ‘acessórios’ e ‘adornos’ políticos sobre suas belezas, como se a presença no espaço pública se restringisse a atender às expectativas de homens - os ‘verdadeiros’ ocupantes de tais lugares. O que podemos perceber na referência em que a vice é, nas palavras do candidato, ‘emprestada’ para deixar a foto mais ‘bonita’, enfatiza a pesquisadora.

Para a advogada e membro do coletivo Não é Não!, Larissa Pinheiro, o vídeo mostra que a mulher é vista como mero acessório e no cenário da política paraense isso fica evidente mesmo sendo um Estado em que já elegeu uma mulher para chefa do Executivo. Ana Júlia Carepa (PT) governou o Estado entre 2007 e 2010.

"Um candidato à Prefeitura de Belém exaltar o quesito estético em detrimento da capacidade, da competência e das qualidades técnicas e políticas que uma mulher, para estar ali, naquele palanque, tem é no mínimo uma vergonha, afinal, não se trata de um concurso de beleza e sim em uma pré-candidatura a um cargo no legislativo. É como se vivêssemos na época em que a figura feminina estivesse diretamente ligada a servir e ter como dever estar sempre impecavelmente bela para a sociedade poder aceita-la, o Mito da Beleza", afirma a advogada.

A maioria da população brasileira e do eleitorado nacional, as mulheres sequer alcançam 15% nos cargos eletivos do país. São exatos 12,32% em 70 mil cargos eletivos, aponta o Mapa da Política de 2019, elaborado pela Procuradoria da Mulher no Senado.

"A política precisa ser protagonizada por mulheres e temos mulheres na política Paraense com carreira e experiência para isso. Não é que não tenhamos mulheres para serem indicadas à candidatura, é que elas foram invisibilizadas e silenciadas. É necessário denunciar esse tipo de prática política para o fortalecimento das mulheres na política", diz Larissa Pinheiro.

 

Envie denúncias, informações, vídeos e imagens para o Whatsapp do Portal Roma News
(91) 98469-4559ou clique aqui e fale conosco

Deixe seu Comentário

Leia Também

Vídeo: Carro capota durante racha na Júlio Cesar
PERIGO NA PISTA

Vídeo: Carro capota durante racha na Júlio Cesar

há 18 minutos atrás
Vídeo: Carro capota durante racha na Júlio Cesar
Polícia apreende mais de 80 quilos de maconha no bairro do Marco; três pessoas foram presas
TRÁFICO

Polícia apreende mais de 80 quilos de maconha no bairro do Marco; três pessoas foram presas

há 25 minutos atrás
Polícia apreende mais de 80 quilos de maconha no bairro do Marco; três pessoas foram presas
Polícia Ambiental fecha serraria clandestina em Santarém
ILEGAL

Polícia Ambiental fecha serraria clandestina em Santarém

há 28 minutos atrás
Polícia Ambiental fecha serraria clandestina em Santarém
Passageiro é preso em ônibus de viagem para Rurópolis com 10 quilos de maconha na mochila
FISCALIZAÇÃO DE ROTINA

Passageiro é preso em ônibus de viagem para Rurópolis com 10 quilos de maconha na mochila

há 36 minutos atrás
Passageiro é preso em ônibus de viagem para Rurópolis com 10 quilos de maconha na mochila
Pesquisadores descobrem três novas espécies de peixes na Amazônia e no Cerrado; duas foram encontradas no Pará
BIODIVERSIDADE

Pesquisadores descobrem três novas espécies de peixes na Amazônia e no Cerrado; duas foram encontradas no Pará

27/10/2020 05:00
Pesquisadores descobrem três novas espécies de peixes na Amazônia e no Cerrado; duas foram encontradas no Pará
Últimas Notícias