Dólar Americano/Real Brasileiro compra R$ 4,9137 venda R$ 4,9157 máxima 4,9147
Euro/Real Brasileiro compra R$ 5,8674 venda R$ 5,8703 máxima 5,8731
25 Jun - 04h22
sexta, 25 de junho de 2021
VALE 9532 - 500MIL HECT RECUP - Super B - 11 à 26/06
LIDER - INFORMATICA - 07,16 E 25/06 - MOB
JUSTIÇA

Caso Ana Karina: acusados de executar jovem grávida serão julgados nesta quinta, em Belém

10 Jun 2021 - 08h38Atualizado 10 Jun 2021 - 08h57
Caso Ana Karina: acusados de executar jovem grávida serão julgados nesta quinta, em Belém - Crédito: Reprodução/ redes sociais Crédito: Reprodução/ redes sociais

Três acusados de envolvimento no assassinato da jovem Ana Karina Guimarães, executada no dia 10 de maio de 2010, em Parauapebas, na região sudeste do Pará, serão julgados nesta quinta-feira, 10, as 8h, no Fórum Criminal de Belém. O julgamento será conduzido pelo juiz Raimundo Moisés Alves Flexa. Alessandro Camilo de Lima, Graziela Barros Almeida e Francisco de Assis Dias, sentam no banco dos réus. 

A defesa de um dos réus solicitou a transferência do julgamento para a capital paraense, o que foi atendido pelo Tribunal de Justiça do Estado (TJPA). Inicialmente o caso seria julgado pela Justiça de Parauapebas. Porém, foi alegado que o município não oferecia proteção suficiente aos acusados.

A vítima tinha 29 anos e estava com nove meses de gestação. O principal suspeito de planejar a morte da jovem é o pai da criança, o empresário Alessandro Camilo, que, dias depois do assassinato, confessou ter matado com a ajuda de outros comparsas. Em 2013, um dos envolvidos no assassinato, Florentino de Sousa Rodrigues, foi julgado e condenado a 24 anos de prisão por homicídio qualificado, aborto e ocultação de cadáver.

Entenda o caso

O empresário Alessandro Camilo é apontado como mandante do crime e teve pedido de habeas corpus negado, em 2017. Ele teria planejado o assassinato com o apoio de sua noiva, Graziela Barros de Almeida, e atraído Ana Karina para uma emboscada.

Alessandro marcou encontro com a vítima para supostamente repassar valores para as despesas do parto, levando Ana Karina para um local deserto, onde já aguardavam Francisco de Assis Dias e Florentino de Souza Rodrigues, os outros dois acusados no processo.

A jovem foi executada a tiros, colocada em um tambor e jogada no rio Itacaiunas. Os acusados colocaram pedras no tambor e fizeram perfurações para que permanecesse no fundo do rio.

 

Envie denúncias, informações, vídeos e imagens para o Whatsapp do Portal Roma News
(91) 98469-4559ou clique aqui e fale conosco

Deixe seu Comentário

Leia Também

Moradores de Viseu fazem protesto e cobram agilidade nas buscas por Ravyla
DESAPARECIDA

Moradores de Viseu fazem protesto e cobram agilidade nas buscas por Ravyla

24/06/2021 23:39
Moradores de Viseu fazem protesto e cobram agilidade nas buscas por Ravyla
Caso Ravyla: mãe revela detalhes do dia em que a filha sumiu e faz apelo por informações
DESAPARECIDA

Caso Ravyla: mãe revela detalhes do dia em que a filha sumiu e faz apelo por informações

24/06/2021 23:12
Caso Ravyla: mãe revela detalhes do dia em que a filha sumiu e faz apelo por informações
Eguchi oficializa saída do PSL; Filipe Meirelles assume partido no Pará
DESPEDIDA

Eguchi oficializa saída do PSL; Filipe Meirelles assume partido no Pará

24/06/2021 21:45
Eguchi oficializa saída do PSL; Filipe Meirelles assume partido no Pará
Polícia captura preso que saiu para o Dia das Mães e ficou 10 anos foragido em Parauapebas
AUDACIOSO

Polícia captura preso que saiu para o Dia das Mães e ficou 10 anos foragido em Parauapebas

24/06/2021 20:20
Polícia captura preso que saiu para o Dia das Mães e ficou 10 anos foragido em Parauapebas
Pará registra 10 óbitos e 270 casos de covid-19 nos últimos sete dias
CORONAVÍRUS

Pará registra 10 óbitos e 270 casos de covid-19 nos últimos sete dias

24/06/2021 19:52
Pará registra 10 óbitos e 270 casos de covid-19 nos últimos sete dias
Últimas Notícias