Dólar Comercial compra R$ 4,0220 venda R$ 4,0224 máxima 4,0476
Euro compra R$ 4,5058 venda R$ 4,5079 máxima 4,5307
25 Mai - 22h18
sábado, 25 de maio de 2019
vale
vale_mobile
PESQUISA IBGE

Cresce número de pessoas que desistiram de procurar emprego no Pará

16 Mai 2019 - 17h31
Cresce número de pessoas que desistiram de procurar emprego no Pará - Crédito: © EBC Crédito: © EBC

Entre as pessoas que estão fora do mercado de trabalho, estão os desalentados, que são os que gostariam de trabalhar mas desistiram de procurar por uma vaga por alguns dos seguintes motivos: não havia trabalho na localidade; não conseguiam trabalho adequado; não tinham experiência profissional ou qualificação; por considerarem que os empregadores não as contratariam por achá-las muito jovens ou idosas para trabalhar.

A pesquisa por Amostra de Domicílios Contínua do IBGE mostrou um aumento expressivo de pessoas desalentadas no Pará, pois no 1 º trimestre de 2014 havia 64 mil pessoas nessa condição, esse total subiu para 303 mil pessoas no mesmo período em 2019. Isso representa um aumento de 473%.

O número de pessoas que estavam em busca de algum trabalho há mais de um ano e não haviam conseguido a almejada vaga subiu de 97 mil pessoas, no primeiro trimestre de 2014, para 134 mil pessoas, nos três primeiros meses de 2019.

Aumentou a subutilização no mercado de trabalho paraense

A Pnad Contínua revelou um aumento da população subutilizada no estado, grupo que reúne as pessoas que estavam em busca de uma vaga no mercado de trabalho (desocupados), os que trabalharam menos horas do que gostariam (subocupados) e aqueles que gostariam de trabalhar, mas não procuraram trabalho ou não estavam disponíveis (força potencial). No Pará, entre o 1º trimestre de 2014 (período anterior à crise econômica) e o mesmo período em 2019, o número de subutilizados passou de 831 mil para 1,3 milhão.

Com uma taxa de subutilização de 30,5%, o Pará ocupa a 12ª posição no ranking entre os estados brasileiros quando se trata desse indicador, ficando o Piauí com a maior taxa (41,6%) e Santa Catarina com a menor  (12,1%). Com relação à subutilização no mercado de trabalho nacional “O que chama atenção é o perfil de dispersão generalizada da subutilização, que é recorde em todas as regiões”, explica o coordenador de Trabalho e Rendimento do IBGE, Cimar Azeredo: “além da taxa, é preciso observar a população subutilizada, que é recorde em 15 unidades da federação, cobrindo metade das regiões Norte e Nordeste e quase todo o Sudeste, Sul e Centro-Oeste”.

Fonte: IBGE/Pa

Deixe seu Comentário

Leia Também

Polícia Militar divulga nota sobre prisão de PMs suspeitos de envolvimento em chacina no Guamá
MANDADOS DE PRISÃO

Polícia Militar divulga nota sobre prisão de PMs suspeitos de envolvimento em chacina no Guamá

há 1 hora atrás
Polícia Militar divulga nota sobre prisão de PMs suspeitos de envolvimento em chacina no Guamá
Marcha para Jesus reúne milhares de fiéis em Belém
2ª EDIÇÃO

Marcha para Jesus reúne milhares de fiéis em Belém

há 4 horas atrás
Marcha para Jesus reúne milhares de fiéis em Belém
Homem é preso por tráfico durante operação em Oriximiná
POSE PARA FOTO

Homem é preso por tráfico durante operação em Oriximiná

há 4 horas atrás
Homem é preso por tráfico durante operação em Oriximiná
Mais um suspeito de ter matado PM em Abaetetuba é preso
O SEGUNDO:

Mais um suspeito de ter matado PM em Abaetetuba é preso

há 4 horas atrás
Mais um suspeito de ter matado PM em Abaetetuba é preso
Vídeo mostra momento em que jovem é espancado a pauladas até a morte em Itaituba
VIOLÊNCIA

Vídeo mostra momento em que jovem é espancado a pauladas até a morte em Itaituba

há 5 horas atrás
Vídeo mostra momento em que jovem é espancado a pauladas até a morte em Itaituba
Últimas Notícias