Dólar Americano/Real Brasileiro compra R$ 5,3351 venda R$ 5,3361 máxima 5,3548
Euro/Real Brasileiro compra R$ 6,2495 venda R$ 6,2548 máxima 6,2705
26 Set - 12h42
domingo, 26 de setembro de 2021
LIDER - MELHOR A CASA E SUA SOFA AMAR - DESK - 08, 17 e 26/09
LIDER - MELHOR A CASA E SUA SOFA AMAR - MOB - 08, 17 e 26/09
ELEIÇÕES 2020

Direção nacional do Psol planeja eleger prefeito de Belém no primeiro turno

Juliano Medeiros cita também, Florianópolis, Porto Alegre, Rio de Janeiro, São Paulo e Belo Horizonte, como capitais prioritárias nesta eleição

23 Ago 2020 - 05h00Atualizado 22 Ago 2020 - 22h48Por Da Redação
Presidente do Psol: "Eleição 2020 será diferente das anteriores" - Crédito: Reprodução - PsolPresidente do Psol: "Eleição 2020 será diferente das anteriores" - Crédito: Reprodução - Psol
A cúpula nacional do Psol articula uma frente ampla de esquerda, liderada pelo próprio partido para disputar a eleição municipal de Belém. O partido já definiu a pré-candidadura do deputado federal Edmilson Rodrigues e já fez acordo com o PT, que deverá confirmar na convenção o nome de Ivanise Gasparim para compor a chapa majoritária como candidata a vice-prefeita da capital paraense.
 
Em entrevista exclusiva ao Portal Roma News, o presidente nacional do Psol, Juliano Medeiros, revela que o planejamento da cúpula do partido é eleger o prefeito de Belém no primeiro turno da eleição municipal.
 
Essa é a principal tática da frente para evitar uma derrota no segundo turno. "Vamos trabalhar para chegar com mais de 50% dos votos no primeiro turno", afirma Medeiros. Ele assegura, que apesar de Belém não ter tradição de eleger o prefeito em um único turno, o atual cenário político mostra que "é plenamente possível" fechar a eleição para prefeito no primeiro turno na capital paraense.
 
Pandemia fará a diferença nesta campanha 2020

A pandemia da covid-19, que afetou a economia e todos os setores do país, segundo Medeiros, "será um divisor nesse cenário político atual", pois embaralhou o contexto, inclusive, em Belém.

Sobre a possibilidade do candidato do Psol ir ao segundo turno, Juliano Medeiros afirma que a eleição em Belém chegar na segunda etapa, o partido vai trabalhar com outra análise. Mas, não quis informar com quais forças políticas poderá compor.

Além de Belém, Medeiros cita Florianópolis, Porto Alegre, Rio de Janeiro, São Paulo e Belo Horizonte, como capitais prioritárias nestas eleições 2020, em que o Psol articula ações com outros partidos com afinidade ideológica para comandar a partir de janeiro de 2021.
 
Em outras capitais, Macapá, Fortaleza e Salvador, a cúpula nacional do Psol elegeu para fazer um grande empenho para o partido chegar no segundo turno na eleição municipal.
 
Em Belém, além do PT, Juliano Medeiros afirma que o PDT fará parte da coalizão de partidos;  já há quase certeza de que o PCdoB integrará a aliança; há conversações com os dirigentes da Rede e UP. No caso do PV, ele afirma que não está descartada a aliança, mas ainda não há sinalização.
 
Edmilson Rodrigues lidera as pesquisas de intenções de votos 
 
Em julho, pesquisa encomendada pelo Portal Roma News apontou o deputado Edmilson Rodrigues na liderança das intenções de votos, seguido do ex-governador Simão Jatene (PSDB), que já descartou a candidatura para Prefeitura de Belém e do deputado federal Eder Mauro (PSD).
 
Edmilson Rodrigues já foi prefeito de Belém por dois mandatos seguidos (1997 a 2004) e disputou outras duas vezes o mesmo cargo, sendo derrotado no segundo turno para o atual prefeito Zenaldo Coutinho (PSDB). 
 
Neste período de pandemia, em que o cenário nacional econômico e social é de grande dificuldade, Juliano Medeiros afirma que a campanha eleitoral deste ano de 2020 apresenta novidades, que é a construção de um campo de forças partidárias, em que legendas de oposição se unirão contra o grupo político que representa o governo federal e o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), que aglutina partidos da direita conservadora.
 
Medeiros ressalta, que Edmilson Rodrigues reúne condições de agregar, as pesquisas o colocam como favorito para enfrentar as forças que congregam governantes que apresentaram postura irresponsável na pandemia. "Vamos para a eleição com uma frente. Não é só Psol é uma frente de partidos de esquerda, diferente de outras eleições. Essa frente representa responsabilidade com a vida, pelo emprego, pela geração de renda, cultura, arte, lazer, educação e saúde pública", ressalta o presidente do Psol.
 
"Problema da corrupção não anula o que o PT fez na política brasileira"
 
Questionado sobre a aliança com o PDT, que no Pará é liderado por políticos ligados ao agronegócio, setor da economia muito criticado pelo Psol, Juliano Medeiros afirma que "o critério para compor a aliança é a coerência com as propostas do partido, que no Congresso é oposição ao governo federal, defende historicamente a democracia". Ele ressalta, que essa aliança não é recente, pois em 2016, o candidato a vice-prefeito na chapa com Edmilson Rodrigues foi o empresário pedetista Allan Pombo.
 
Em relação ao PT, partido em que o Psol criticava durante as investigações de combate à corrupção, realizadas pela Operação Lava-jato no país - vários petistas foram condenados por corrupção, inclusive o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva -, Juliano Medeiros afirma que o Psol continua com a mesma postura de enfrentamento à corrupção, mas reconhece que como instituição o PT fez transformações importantes no Brasil. "O problema da corrupção não anula o que o PT fez na política brasileira", ressalta.

O fato de ainda haver muitos eleitores indecisos em Belém, apontados nas pesquisas de intenções de votos, Juliano Medeiros acredita que é normal e reflete o final de um ciclo de um grupo político no poder no Pará, o PSDB. 

Ele também afirma, que a pandemia e as restrições de campanha de rua vão favorecer candidatos mais conhecidos e que este aspecto favorece Edmilson Rodrigues.
 
A boa avaliação do mandato do pré-candidato do Psol no Congresso Nacional pelo site Congresso em Foco,  também a experiência na Prefeitura de Belém, segundo Medeiros, são muito importantes para o debate político. Porém, para o eleitor mais jovem, a campanha tem outras estratégias.
 
Psol defende que TSE imponha regras claras sobre fake news
 
A internet será a principal ferramenta da campanha da frente de partidos de esquerda, como alternativa à campanha de rua, por causa das restrições sanitárias provocadas pela pandemia, informa o presidente do Psol. "O uso da tecnologia agrega maior potencial", explica.  
 
Sobre as fake news que afetaram de forma avassaladora a campanha de 2018, Juliano Medeiros, defende que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) precisa impor regras claras para a campanha.
 
"O ponto central do nosso projeto são as políticas de retomada da economia", revela Medeiros. 
 
 
 
 

Envie denúncias, informações, vídeos e imagens para o Whatsapp do Portal Roma News
(91) 98547-6589ou clique aqui e fale conosco

Deixe seu Comentário

Leia Também

Vídeo: colisão entre carros de passeio deixa rodovia Mário Covas parcialmente interditada
TRÂNSITO LENTO

Vídeo: colisão entre carros de passeio deixa rodovia Mário Covas parcialmente interditada

há 21 minutos atrás
Vídeo: colisão entre carros de passeio deixa rodovia Mário Covas parcialmente interditada
Primos de 13 anos são encontrados mortos as margens da BR-230 em Altamira
INVESTIGAÇÃO

Primos de 13 anos são encontrados mortos as margens da BR-230 em Altamira

26/09/2021 11:38
Primos de 13 anos são encontrados mortos as margens da BR-230 em Altamira
Semec conclui primeira etapa de retorno às aulas presenciais nesta segunda
EDUCAÇÃO

Semec conclui primeira etapa de retorno às aulas presenciais nesta segunda

26/09/2021 11:00
Semec conclui primeira etapa de retorno às aulas presenciais nesta segunda
Homem é morto a tiros e golpes de terçado no meio da rua em São Francisco do Pará
INVESTIGAÇÃO

Homem é morto a tiros e golpes de terçado no meio da rua em São Francisco do Pará

26/09/2021 10:40
Homem é morto a tiros e golpes de terçado no meio da rua em São Francisco do Pará
Suspeito de pertencer a organização criminosa é morto a tiros no meio da rua em Anapu
INVESTIGAÇÃO

Suspeito de pertencer a organização criminosa é morto a tiros no meio da rua em Anapu

26/09/2021 09:45
Suspeito de pertencer a organização criminosa é morto a tiros no meio da rua em Anapu
Últimas Notícias