Dólar Comercial compra R$ 5,617 venda R$ 5,6199 máxima 5,6344
Euro compra R$ 6,6623 venda R$ 6,6667 máxima 6,6793
25 Out - 04h14
domingo, 25 de outubro de 2020
BASA - CAP DE GIRO - DESK - 24, 25 E 26.10 - ALTERN
LIDER MAG - TECNOLOGIA - 24 e 25.10 - MOB
DESBUROCRATIZAÇÃO

Empresas de baixo risco são dispensadas de licença e alvará de funcionamento no Pará

17 Out 2020 - 11h00Atualizado 17 Out 2020 - 11h05Por redação
Empresas de baixo risco são dispensadas de licença e alvará de funcionamento no Pará - Crédito: Agência Brasil Crédito: Agência Brasil

Negócios ligados a atividades de baixo risco estão dispensados de autorização, permissão, liberação ou alvará para funcionarem no Pará. A mudança consta do Decreto nº 1.098, publicado nesta sexta-feira (16), no Diário Oficial do Estado (DOE). A medida visa desburocratizar o processo de registro, legalização e licenciamento de empresas e sociedades empresariais, além de incentivar a geração de emprego e renda no Estado. Entre os tipos de empreendimentos beneficiados estão bares, borracharias e padarias, fábricas de alimentos artesanais, de calçados, acessórios e vestuário, atacados e varejos.

Segundo a regra anterior, as empresas registravam e recebiam o cartão do CNPJ e ficavam sujeitas a análises posteriores dos municípios e dos órgãos de licenciamento, com a cobrança de taxas. Somente após as análises, o empreendimento era classificado e poderia exercer a atividade, caso fosse considerado de baixo risco.

O modelo, na prática, atrasava a instalação de empreendimentos. Já a nova iniciativa facilita a abertura de negócios e terá um grande impacto neste momento de pandemia, pois desburocratizar essa etapa de licenciamento é um grande incentivo para que novos empreendimentos venham para o Estado.

Com as novas regras, toda empresa de baixo risco aberta no Pará poderá exercer a atividade imediatamente após o recebimento do Cadastro Nacional Pessoa Jurídica (CNPJ). No entanto, caso as legislações, estadual e municipal, sejam diferentes da lista de segmentos de baixo risco do Ministério da Economia, prevalecem as normas locais.

A norma é uma iniciativa do Subcomitê para Gestão da Rede Nacional para Simplificação do Registro e da Legalização de Empresas e Negócios (SCGSIM), sob a presidência da Jucepa, e segue os parâmetros da Lei de Liberdade Econômica, que visa tornar o ambiente de negócios no Brasil mais simples e menos burocrático.

*Fonte: Agência Pará

Envie denúncias, informações, vídeos e imagens para o Whatsapp do Portal Roma News
(91) 98469-4559ou clique aqui e fale conosco

Deixe seu Comentário

Leia Também

Acidente deixa motoqueiro desacordado na Marambaia
BELÉM

Acidente deixa motoqueiro desacordado na Marambaia

24/10/2020 23:00
Acidente deixa motoqueiro desacordado na Marambaia
Polícia Civil prende membro de facção criminosa acusado de quatro homicídios
ATRÁS DAS GRADES

Polícia Civil prende membro de facção criminosa acusado de quatro homicídios

24/10/2020 18:47
Polícia Civil prende membro de facção criminosa acusado de quatro homicídios
Justiça proíbe paralisação de agentes penitenciários no Pará marcada para o dia 26
DECISÃO JUDICIAL

Justiça proíbe paralisação de agentes penitenciários no Pará marcada para o dia 26

24/10/2020 18:23
Justiça proíbe paralisação de agentes penitenciários no Pará marcada para o dia 26
Sespa confirma mais 783 casos de covid-19 no Pará
PANDEMIA

Sespa confirma mais 783 casos de covid-19 no Pará

24/10/2020 18:12
Sespa confirma mais 783 casos de covid-19 no Pará
Casas penais retomam atividades religiosas
NO PARÁ

Casas penais retomam atividades religiosas

24/10/2020 17:29
Casas penais retomam atividades religiosas
Últimas Notícias