Dólar Comercial compra R$ 4,3938 venda R$ 4,394 máxima 4,3939
Euro compra R$ 4,7484 venda R$ 4,749 máxima 4,7546
21 Fev - 07h16
sexta, 21 de fevereiro de 2020
Vale ITV Galeria
Unique_mobile
MERCADO INTERNACIONAL

Governo federal libera exportação de carne paraense para a China

11 Set 2019 - 10h33Atualizado 11 Set 2019 - 10h35
Governo federal libera exportação de carne paraense para a China -

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) habilitou quatro frigoríficos paraenses para exportar carne bovina para o mercado chinês. O anúncio foi feito na terça-feira, 10.

De acordo com um comunicado do GACC (órgão sanitário chinês), 25 plantas frigoríficas brasileiras estão habilitadas a vender carne para o país asiático, entre elas estão os paraenses Frigorífico Rio Maria; que fica no município de Rio Maria; Master Boi Ltda, de São Geraldo do Araguaia; Frigol, localizado em Água Azul do Norte; e o Mercúrio Alimentos, de Castanhal.

Para o presidente do Sindicarne, Daniel Freire, a abertura de mercados no exterior era um anseio antigo do setor. “Nossa dificuldade para atingir o mercado da China não era falta de staff. Nós tínhamos critérios técnicos, nossas plantas são modernas, nossa carne é de qualidade”, afirmou.

Fortalecimento do Campo

Segundo a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Agropecuário e da Pesca (Sedap), os quatro frigoríficos representam quase 2 mil empregos diretos e 6 mil indiretos. A comercialização de carne no mercado internacional mantém o setor e, consequentemente, o mercado interno e os empregos gerados pela atividade.

“Com a queda no consumo de carne no Brasil, o setor precisa se expandir para novos mercados e manter a produção. A China é altamente qualificada e consumidora. Isso vai agregar valor à carne paraense e verticalizar a pecuária no Estado”, enfatiza o secretário Hugo Suenaga.

Só a Indústria Mercúrio Ltda, que fica em Castanhal gera, atualmente, 522 empregos diretos e mais de 1,5 mil indiretos. Isso com apenas 20% da produção da empresa para o mercado internacional (geralmente do Oriente médio). Agora a exportação do frigorífico pode chegar até 40%.

“A perspectiva é de ampliação da produção internacional com o mercado chinês e, em breve, mercados dos EUA, Europa e Japão. Isso amplia nossa capacidade produtiva e a geração de empregos. Além disso, gera mais modernização para o setor”, acredita Freire.

Envie denúncias, informações, vídeos e imagens para o Whatsapp do Portal Roma News
(91) 99385-1113ou clique aqui e fale conosco

Deixe seu Comentário

Leia Também

Frio devido as chuvas causa câimbras nos paraenses. Saiba o que fazer!
SAÚDE

Frio devido as chuvas causa câimbras nos paraenses. Saiba o que fazer!

21/02/2020 05:00
Frio devido as chuvas causa câimbras nos paraenses. Saiba o que fazer!
Chuvas devem se intensificar ainda mais nos próximos dias
‘Inverno amazônico’

Chuvas devem se intensificar ainda mais nos próximos dias

21/02/2020 05:00
Chuvas devem se intensificar ainda mais nos próximos dias
Com que roupa eu vou nesse Carnaval? Ouça!
ÉGUA DO PAPO

Com que roupa eu vou nesse Carnaval? Ouça!

21/02/2020 04:58
Com que roupa eu vou nesse Carnaval? Ouça!
MPF pede à Justiça que mais uma fazenda em Marabá seja bloqueada por ocupar terras da União
NO PARÁ

MPF pede à Justiça que mais uma fazenda em Marabá seja bloqueada por ocupar terras da União

20/02/2020 20:58
MPF pede à Justiça que mais uma fazenda em Marabá seja bloqueada por ocupar terras da União
Mulher é morta a facadas pelo companheiro em Canaã dos Carajás
BRUTALIDADE

Mulher é morta a facadas pelo companheiro em Canaã dos Carajás

20/02/2020 20:30
Mulher é morta a facadas pelo companheiro em Canaã dos Carajás
Últimas Notícias