Dólar Comercial compra R$ 4,1472 venda R$ 4,1479 máxima 4,1830
Euro compra R$ 4,5681 venda R$ 4,5706 máxima 4,6132
21 Set - 10h47
sábado, 21 de setembro de 2019
sebrae
sebrae_mobile
MERCADO INTERNACIONAL

Governo federal libera exportação de carne paraense para a China

11 Set 2019 - 10h33Atualizado 11 Set 2019 - 10h35
Governo federal libera exportação de carne paraense para a China -

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) habilitou quatro frigoríficos paraenses para exportar carne bovina para o mercado chinês. O anúncio foi feito na terça-feira, 10.

De acordo com um comunicado do GACC (órgão sanitário chinês), 25 plantas frigoríficas brasileiras estão habilitadas a vender carne para o país asiático, entre elas estão os paraenses Frigorífico Rio Maria; que fica no município de Rio Maria; Master Boi Ltda, de São Geraldo do Araguaia; Frigol, localizado em Água Azul do Norte; e o Mercúrio Alimentos, de Castanhal.

Para o presidente do Sindicarne, Daniel Freire, a abertura de mercados no exterior era um anseio antigo do setor. “Nossa dificuldade para atingir o mercado da China não era falta de staff. Nós tínhamos critérios técnicos, nossas plantas são modernas, nossa carne é de qualidade”, afirmou.

Fortalecimento do Campo

Segundo a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Agropecuário e da Pesca (Sedap), os quatro frigoríficos representam quase 2 mil empregos diretos e 6 mil indiretos. A comercialização de carne no mercado internacional mantém o setor e, consequentemente, o mercado interno e os empregos gerados pela atividade.

“Com a queda no consumo de carne no Brasil, o setor precisa se expandir para novos mercados e manter a produção. A China é altamente qualificada e consumidora. Isso vai agregar valor à carne paraense e verticalizar a pecuária no Estado”, enfatiza o secretário Hugo Suenaga.

Só a Indústria Mercúrio Ltda, que fica em Castanhal gera, atualmente, 522 empregos diretos e mais de 1,5 mil indiretos. Isso com apenas 20% da produção da empresa para o mercado internacional (geralmente do Oriente médio). Agora a exportação do frigorífico pode chegar até 40%.

“A perspectiva é de ampliação da produção internacional com o mercado chinês e, em breve, mercados dos EUA, Europa e Japão. Isso amplia nossa capacidade produtiva e a geração de empregos. Além disso, gera mais modernização para o setor”, acredita Freire.

Envie denúncias, informações, vídeos e imagens para o Whatsapp do Portal Roma News
(91) 99385-1113ou clique aqui e fale conosco

Deixe seu Comentário

Leia Também

Estudantes de Portel vão às ruas pedindo por professores em escola estadual
MARAJÓ

Estudantes de Portel vão às ruas pedindo por professores em escola estadual

há 47 minutos atrás
Estudantes de Portel vão às ruas pedindo por professores em escola estadual
Consumidores paraenses já podem resolver litígios pela internet
NEGOCIAÇÃO DIGITAL

Consumidores paraenses já podem resolver litígios pela internet

21/09/2019 05:00
Consumidores paraenses já podem resolver litígios pela internet
Programação em comemoração ao Dia Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência é realizada em Belém
SOLIDARIEDADE

Programação em comemoração ao Dia Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência é realizada em Belém

21/09/2019 04:58
Programação em comemoração ao Dia Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência é realizada em Belém
Justiça Federal revoga um dos embargos da área de depósito da Alunorte
REVOGADO

Justiça Federal revoga um dos embargos da área de depósito da Alunorte

20/09/2019 21:00
Justiça Federal revoga um dos embargos da área de depósito da Alunorte
Vereador Hugo Atayde se apresenta à Polícia
ESTAVA FORAGIDO

Vereador Hugo Atayde se apresenta à Polícia

20/09/2019 20:54
Vereador Hugo Atayde se apresenta à Polícia
Últimas Notícias