Euro compra R$ 4,284 venda R$ 4,2878 máxima 4,2928
Dólar Comercial compra R$ 3,7648 venda R$ 3,7678 máxima 3,8152
24 Jan - 03h56
quinta, 24 de janeiro de 2019
Residencial Marajoara
Mobile - Residencial Marajoara
DOE

Governo recua e torna sem efeito algumas exonerações

Mulheres grávidas, em amamentação e alguns técnicos voltaram para os cargos públicos

09 Jan 2019 - 17h40Por Da Redação
Governo recua e torna sem efeito algumas exonerações -

Após a lista de exonerações em massa, contendo mais de 2.5 mil funcionários da administração estadual e ter "viralizado" nas redes sociais, o governo do Pará recuou e mandou tornar sem efeito algumas demissões de mulheres grávidas, em período de amamentação, alguns técnicos dispensados sem critérios, entre outros.

A extensa lista de exonerações em massa foi publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) da terça-feira, 8. Na publicação do DOE desta quarta-feira, 9, um novo decreto do governador Helder Barbalho (MDB) tornou sem efeito a dispensa de mais de 50 nomes de servidores contratados, somente que atuam na Casa Civil. Outros cerca de 40 nomes incluem servidores contratados da Fundação Cultural do Pará, Fundação Paraense de Rádio Difusão, Núcleo de Atuação e Cidadania, Núcleo do Programa Municípios Verdes, Secretaria de Administração, Secretaria de Comunicação, Secretaria de Ciência e Tecnologia, Secretaria de Desenvolvimento Agropecuário e da Pesca, Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Mineração, Secretaria de Obras Públicas, Secretaria de Esporte e Lazer, Secretaria da Fazenda, Secretaria de Justiça e Direitos Humanos, Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade e Secretaria de Saúde. 

Porém, a mesma edição publica outro decreto de exoneração de mais servidores contratados com cargos em comissão lotados na Secretaria Estadual de Educação (Seduc). No total, um grupo de 60 pessoas foram dispensadas dos cargos.

A demissão em massa feita pelo novo governo, acabou por inviabilizar vários setores da administração pública estadual. Na Fundação de Telecomunicações do Pará (Funtelpa), administradora das emissoras Cultura, a maior parte da programação da rádio e TV Cultura não foi ar nesta quarta-feira, pois a maior parte dos técnicos foi demitida.

Pela primeira em mais de três décadas, o Jornal da Manhã, principal produto da rádio Cultura, não foi transmitido nesta manhã. O programa Sem Censura e o Jornal da Cultura, ambos da TV, também ficaram fora do ar. Os apresentadores, produtores e técnicos foram exonerados. 

 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Polícia Civil prende três acusados de roubo no Guamá
NESTA QUARTA-FEIRA

Polícia Civil prende três acusados de roubo no Guamá

23/01/2019 21:27
Polícia Civil prende três acusados de roubo no Guamá
Justiça Federal suspende ação do MPF que solicita o fechamento do aterro de Marituba
''IMPROCEDÊNCIA''

Justiça Federal suspende ação do MPF que solicita o fechamento do aterro de Marituba

23/01/2019 21:16
Justiça Federal suspende ação do MPF que solicita o fechamento do aterro de Marituba
Moradores fecham duas vias da Av. João Paulo II
PROTESTO

Moradores fecham duas vias da Av. João Paulo II

23/01/2019 20:26
Moradores fecham duas vias da Av. João Paulo II
Operação conjunta apreende 23kg de maconha na Terra Firme
TRÁFICO DE DROGAS

Operação conjunta apreende 23kg de maconha na Terra Firme

23/01/2019 20:00
Operação conjunta apreende 23kg de maconha na Terra Firme
Espaço Apoena é multado em R$ 20 mil e pode fechar as portas
NOSSA CULTURA POR UM TRIZ

Espaço Apoena é multado em R$ 20 mil e pode fechar as portas

23/01/2019 18:42
Espaço Apoena é multado em R$ 20 mil e pode fechar as portas
Últimas Notícias