Dólar Comercial compra R$ 5,3202 venda R$ 5,3208 máxima 5,3232
Euro compra R$ 6,2693 venda R$ 6,2722 máxima 6,2798
04 Ago - 05h04
terça, 04 de agosto de 2020
PMB ICOAR E OUT 27.7
PMB ICOAR E OUT - MOB 27.7
EDUCAÇÃO

Indígenas venezuelanos recebem aulas de língua portuguesa

31 Jul 2020 - 16h56Atualizado 31 Jul 2020 - 16h57Por Redação
Indígenas venezuelanos recebem aulas de língua portuguesa - Crédito: Agência Belém Crédito: Agência Belém

Os indígenas venezuelanos Warao abrigados no espaço do Tapanã estão recebendo aulas de Português como língua estrangeira. O objetivo do projeto é de auxiliar os indígenas a superarem as barreiras linguística enfrentadas diariamente.

Jovens e adultos venezuelanos participam das aulas, que estão sendo ministradas de segunda a quinta-feira, nos horários da tarde e noite. A intenção é que os indígenas e seus familiares possam ter maior autonomia dentro da cidade com o contexto social totalmente diferente do que eles viviam. A iniciativa da Prefeitura de Belém, por meio da Fundação Papa João XXIII (Funpapa) e em parceria com o Fundo das Nações Unidas (Unicef), a partir da ONG Aldeias Infantis SOS Brasil

“Essa oportunidade de aprender o português vai me ajudar nos relacionamentos, tanto aqui dentro do abrigo, quanto fora. Além de me ajudar a lutar pelo meu povo”, disse Roisdael Calderón de 37 anos.

Segundo Sandro Carvalho, idealizador do projeto e representante da ONG, as aulas de português como língua estrangeira são voltadas para as questões do cotidiano, trabalhando a oralidade e a prática. “O aprendiz de língua deve compreendê-la como fator social e se entender como ator na sociedade. Além de facilitar as relações pessoais e as questões de empregabilidade deles”, explicou.

Sandro destacou ainda que uma língua tem uma carga cultural muito grande e através do domínio da língua portuguesa os Warao poderão se reconhecer dentro da cultura brasileira, sem perder a cultura do país de origem.

De acordo com Isabely Castro, coordenadora do abrigo, o trabalho desenvolvido promove atividades de educação e proteção dentro do espaço do Tapanã. “Essa é mais uma ação para garantir os direitos para comunidade Warao, assegurando seu acesso à educação e fortalecendo o vínculo familiar e cultural”, contou.

*Fonte: Agência Belém

Envie denúncias, informações, vídeos e imagens para o Whatsapp do Portal Roma News
(91) 99385-1113ou clique aqui e fale conosco

Deixe seu Comentário

Leia Também

Deputados e vereadores retornam às sessões legislativas presenciais
PARLAMENTO

Deputados e vereadores retornam às sessões legislativas presenciais

há 5 minutos atrás
Deputados e vereadores retornam às sessões legislativas presenciais
Biblioteca Arthur Vianna mantém atendimento ao público nos canais digitais
E-MAIL E TELEFONE

Biblioteca Arthur Vianna mantém atendimento ao público nos canais digitais

03/08/2020 22:40
Biblioteca Arthur Vianna mantém atendimento ao público nos canais digitais
Bebê com tumor no rosto segue sem fazer biópsia e contrai covid-19 no Barros Barreto
SAÚDE

Bebê com tumor no rosto segue sem fazer biópsia e contrai covid-19 no Barros Barreto

03/08/2020 21:00
Bebê com tumor no rosto segue sem fazer biópsia e contrai covid-19 no Barros Barreto
Número de óbitos pela covid-19 reduzem 66% no Hospital Dom Vicente Zico, em julho
RECUPERAÇÃO

Número de óbitos pela covid-19 reduzem 66% no Hospital Dom Vicente Zico, em julho

03/08/2020 20:15
Número de óbitos pela covid-19 reduzem 66% no Hospital Dom Vicente Zico, em julho
Justiça determina que missas do Círio de Santo Antônio em Oriximiná serão todas virtuais
MPPA

Justiça determina que missas do Círio de Santo Antônio em Oriximiná serão todas virtuais

03/08/2020 19:30
Justiça determina que missas do Círio de Santo Antônio em Oriximiná serão todas virtuais
Últimas Notícias