Dólar Comercial compra R$ 5,338 venda R$ 5,3385 máxima 5,4619
Euro compra R$ 5,9224 venda R$ 5,9251 máxima 6,0735
30 Mai - 00h03
sábado, 30 de maio de 2020
Natura
XP Invest mobile
CERTIFICAÇÃO

Justiça federal suspende selo ambiental de madeireiras que atuam no oeste do Pará

As madeireiras devastaram parte da área da Floresta Nacional de Saracá-Taquera na região da Calha Norte

11 Out 2019 - 15h15Atualizado 11 Out 2019 - 15h16Por Da Redação
Estrada construída pelas madeireiras dividiu lago na Calha Norte - Crédito: Reprodução / MPF-PAEstrada construída pelas madeireiras dividiu lago na Calha Norte - Crédito: Reprodução / MPF-PA

A Justiça Federal manteve a decisão e confirmou a suspensão da certificação socioambiental concedida a duas madeireiras em atuação na Floresta Nacional de Saracá-Taquera, no oeste do Pará.

A sentença acatou argumentação do Ministério Público Federal (MPF) de que as empresas Ebata e Golf não cumprem os critérios de sustentabilidade socioambiental exigidos pelo selo certificador do Forest Stewardship Council (FSC), Conselho de Manejo Florestal.

O juiz federal de Santarém, Érico Rodrigo Freitas Pinheiro, manteve a proibição contra as empresas e o Instituto de Manejo e Certificação Florestal e Agrícola (Imaflora), que não podem utilizar o selo certificador para os projetos das madeireiras, até que seja elaborado e executado um plano de recuperação de área degradada em um canal que liga um lago ao rio Trombetas.

O plano deve conter soluções que evitem novas ocorrências de danos. O uso da certificação também está condicionado à recuperação de uma área, em, que foi construída uma obra que seccionou um lago da região.

As madeireiras e o Imaflora foram condenados, ainda, ao pagamento de indenização por danos morais coletivos, no valor de R$ 100 para cada réu - que serão destinados ao Fundo de Defesa de Direitos Difusos (FDD) e à comunidade atingida, e à obrigação de divulgar campanhas publicitárias para promoção dos direitos das comunidades tradicionais e da preservação do meio ambiente.

O FSC é um selo verde, reconhecido em todo o mundo, que dá ao consumidor a garantia de que determinado produto é proveniente de um processo produtivo manejado de forma ecologicamente correta, socialmente justa, seguindo todas as leis, com respeito ao meio ambiente, aos trabalhadores florestais e à comunidade.

As empresas Ebata e Golf venceram licitação para explorar florestas em uma região da Calha Norte paraense com forte presença de populações tradicionais. A área é ocupada pelas comunidades ribeirinhas Acari, Boas Novas, Samaúma II e Bom Jesus, na margem direita do Trombetas. Uma vez instaladas, em 2011, passaram a criar sérios problemas de sobrevivência e conflitos com os moradores. Os fatos foram denunciados ao MPF e ao Imaflora, que chegou a suspender o selo FSC de ambas em fevereiro de 2015. Mas, sem resolução de nenhum dos conflitos, o selo foi devolvido cinco meses depois.

Fonte: MPF

Envie denúncias, informações, vídeos e imagens para o Whatsapp do Portal Roma News
(91) 99385-1113ou clique aqui e fale conosco

Deixe seu Comentário

Leia Também

Governo decreta luto oficial de três dias pelo falecimento do padre Bruno Secchi
PESAR

Governo decreta luto oficial de três dias pelo falecimento do padre Bruno Secchi

29/05/2020 22:15
Governo decreta luto oficial de três dias pelo falecimento do padre Bruno Secchi
Padre Bruno Sechi, fundador do Movimento República de Emaús, faleceu nesta sexta-feira, 29
LUTO

Padre Bruno Sechi, fundador do Movimento República de Emaús, faleceu nesta sexta-feira, 29

29/05/2020 20:20
Padre Bruno Sechi, fundador do Movimento República de Emaús, faleceu nesta sexta-feira, 29
Sindicato informa que escolas particulares vão recorrer da obrigatoriedade de descontos
CONTRA DECRETO ESTADUAL

Sindicato informa que escolas particulares vão recorrer da obrigatoriedade de descontos

29/05/2020 19:20
Sindicato informa que escolas particulares vão recorrer da obrigatoriedade de descontos
Pará chega ao total de 37.296 casos e 2.900 óbitos por covid-19
CORONAVÍRUS

Pará chega ao total de 37.296 casos e 2.900 óbitos por covid-19

29/05/2020 18:40
Pará chega ao total de 37.296 casos e 2.900 óbitos por covid-19
Após sete dias internado, carpinteiro de 92 anos é o centésimo paciente a vencer a doença no Hospital Galileu
DE VOLTA PARA CASA

Após sete dias internado, carpinteiro de 92 anos é o centésimo paciente a vencer a doença no Hospital Galileu

29/05/2020 18:19
Após sete dias internado, carpinteiro de 92 anos é o centésimo paciente a vencer a doença no Hospital Galileu
Últimas Notícias