Dólar Comercial compra R$ 4,3868 venda R$ 4,3873 máxima 4,3921
Euro compra R$ 4,7448 venda R$ 4,7471 máxima 4,7475
20 Fev - 12h12
quinta, 20 de fevereiro de 2020
Vale ITV Galeria
Unique_mobile
CAPITÃO POÇO

Major da PM é acusado de receber dinheiro de bancos para transportar valores em viaturas

13 Fev 2020 - 10h40Atualizado 13 Fev 2020 - 10h44
Major da PM é acusado de receber dinheiro de bancos para transportar valores em viaturas - Crédito: Reprodução/Facebook Crédito: Reprodução/Facebook

A Justiça Militar recebeu uma denúncia da 2ª promotoria contra o major da polícia militar Waldemar Wallace Figueiredo das Neves, por corrupção passiva. Segundo as acusações, o major recebia valores para permitir que o transporte de dinheiro para bancos fosse feito na viatura da polícia.

 O promotor da 2ª promotoria, Armando Brasil, foi quem recebeu a denúncia contra o major Waldemar, e encaminhou a justiça. As acusações partiram de denunciante anônimo, que relatou a promotoria diversas condutas praticadas pelo oficial da PM, no ano de 2018.

Na época, segundo o denunciante, o major utilizava o cargo de comandante da 10º Companhia da PM, em Capitão Poço, para fazer o serviço de transporte de valores aos bancos, pelo menos duas vezes por semana, recebendo cerca de R$ 800,00 por vez, além do pagamento de aluguel da residência onde morava, no valor de R$ 2.500,00, por parte de empresários da região.

Ainda de acordo com a denúncia, o major Waldemar coagia os policias que se recusassem a entrar no esquema, além de proteger os parceiros cobrindo faltas. O major ainda é acusado de cobrar R$ 100 por cada policial que trabalhasse fazendo segurança em eventos na cidade, e de pedir doações de empresários para a reforma do quartel.

Corregedoria da PM recebeu as denúncias, e documentos apresentados, abrindo inquérito, para ouvir os policiais da 10ª CIPM. Em depoimento, os cabos Geferson Coelho da Silva e Elton Nazaré Vinhas; o soldado Phellipe Carvalho Coimbra e o 3º sargento Adailson Teixeira confirmaram que o major determinava que os policiais militares subordinados a ele realizassem o transporte de valores entre instituições bancárias e, e que fizessem nas próprias viaturas policiais.

Além disso, os policiais militares confirmaram que todos sabiam que o major recebia dos bancos, mas que no momento em que se recusaram, foram punidos com escalas para guarda do quartel e com escalas com menos folgas.

Os gerentes da agência do Banpará de Capitão Poço, Raimundo Policarpo da Silva e Nilda Helena da Costa confirmaram o transporte dos valores e o pagamento ao oficial.

As demais acusações seguem sendo investigadas, e o acusado será ouvido pela Justiça Militar. O crime de corrupção passiva está descrito no Art. 308, e a pena aplicada é de dois a oito anos de reclusão.

 

Envie denúncias, informações, vídeos e imagens para o Whatsapp do Portal Roma News
(91) 99385-1113ou clique aqui e fale conosco

Deixe seu Comentário

Leia Também

Paciente cai de ambulância, com placa de Marituba, no trânsito da avenida Augusto Montenegro
CENA INUSITADA

Paciente cai de ambulância, com placa de Marituba, no trânsito da avenida Augusto Montenegro

há 8 minutos atrás
Paciente cai de ambulância, com placa de Marituba, no trânsito da avenida Augusto Montenegro
Habilitação de aprovados no PSS voltado para indígenas e quilombolas será realizada nesta sexta
APROVEITE!

Habilitação de aprovados no PSS voltado para indígenas e quilombolas será realizada nesta sexta

há 9 minutos atrás
Habilitação de aprovados no PSS voltado para indígenas e quilombolas será realizada nesta sexta
Vai viajar para Fortaleza no carnaval? Veja como está a cidade após onda de violência
CUIDADO!

Vai viajar para Fortaleza no carnaval? Veja como está a cidade após onda de violência

há 27 minutos atrás
Vai viajar para Fortaleza no carnaval? Veja como está a cidade após onda de violência
Atraso na entrega de equipamentos adia reabertura do Pronto Socorro do Guamá
NOVO PRAZO

Atraso na entrega de equipamentos adia reabertura do Pronto Socorro do Guamá

há 45 minutos atrás
Atraso na entrega de equipamentos adia reabertura do Pronto Socorro do Guamá
Conselho Federal da OAB se manifesta contra abusos no sistema penitenciário do Pará
ATO DE DESAGRAVO

Conselho Federal da OAB se manifesta contra abusos no sistema penitenciário do Pará

há 52 minutos atrás
Conselho Federal da OAB se manifesta contra abusos no sistema penitenciário do Pará
Últimas Notícias