Dólar Comercial compra R$ 4,1957 venda R$ 4,1967 máxima 4,1962
Euro compra R$ 4,6367 venda R$ 4,6395 máxima 4,6399
16 Nov - 22h53
sábado, 16 de novembro de 2019
Vestibular Fibra
Vestibular Fibra Mobile
APELO

Pai pede agilidade no traslado de corpo do filho que morreu após teste de aptidão física de concurso

Família deseja velar o corpo do jovem no Rio de Janeiro

12 Ago 2019 - 17h29Atualizado 12 Ago 2019 - 18h46
Renan passou mal durante um Teste de Aptidão Física (TAF) do concurso do Centro de Perícias Científicas Renato Chaves (CPCRC) - Crédito: ReproduçãoRenan passou mal durante um Teste de Aptidão Física (TAF) do concurso do Centro de Perícias Científicas Renato Chaves (CPCRC) - Crédito: Reprodução

O jovem que foi internado em estado grave na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Sacramenta, em Belém, após passar mal durante um Teste de Aptidão Física (TAF) do concurso do Centro de Perícias Científicas Renato Chaves (CPCRC), onde concorre ao cargo de perito criminal, faleceu na tarde desta segunda-feira, 12, no Hospital Guadalupe.

José Saisse, pai de Renan Saisse, veio do Rio de Janeiro, onde vive a família, até Belém para dar assistência ao filho. Após a notícia do falecimento, ele informou que não vai solicitar laudo do Instituto Médico Legal (IML) para saber a causa da morte. Segundo ele, isso poderia trazer mais dor à família. Entretanto, o diretor do hospital o convenceu de dar entrada na perícia e aguarda a retirada do corpo.

Além disso, José deseja velar o corpo do filho o mais rápido possível e pede ajuda à Fundação Amparo e Desenvolvimento da Pesquisa (Fadesp), administradora do concurso, para realizar o traslado do corpo ao Rio de Janeiro o quanto antes. De acordo com o pai, um advogado da fundação já está em contato com a família para prestar essa assistência.

Ainda nesta tarde, 12, amigos de Renan pretendiam ir até uma delegacia registrar um Boletim de Ocorrência contra a Fadesp. Segundo testemunhas, o candidato passou mal durante a terceira atividade física, caindo por três vezes. Após ocorrido, ele foi amparado pelos socorristas, mas não foi tirado da prova, o que pode ter agravado o estado de saúde dele. "Para você ter uma ideia, ele concluiu a prova engatinhando”, informou uma das candidatas, que pediu para não ser identificada.

A Fadesp se pronunciou

A Fadesp lamentou a morte de Renan Cabral Saisse e esclareceu que o local de prova contava com uma ambulância e equipe de socorristas de prontidão, que realizou todos os atendimentos imediatos necessários e encaminhou o candidato à unidade de pronto atendimento da Sacramenta. A fundação ressaltou ainda que a 2° etapa do concurso consistiu em uma extensa avaliação médica, na qual o candidato foi considerado apto.

Envie denúncias, informações, vídeos e imagens para o Whatsapp do Portal Roma News
(91) 99385-1113ou clique aqui e fale conosco

Deixe seu Comentário

Leia Também

Polícia civil desartifula esquema de tráfico de drogas em Afuá
CERCO FEITO

Polícia civil desartifula esquema de tráfico de drogas em Afuá

há 1 hora atrás
Polícia civil desartifula esquema de tráfico de drogas em Afuá
Aluna de escola pública lê 40 livros em menos de um ano
EXEMPLO

Aluna de escola pública lê 40 livros em menos de um ano

16/11/2019 20:16
Aluna de escola pública lê 40 livros em menos de um ano
Incêndio atinge pousada em Bragança-PA. Assista!
URGENTE

Incêndio atinge pousada em Bragança-PA. Assista!

16/11/2019 19:22
Incêndio atinge pousada em Bragança-PA. Assista!
Menino de 8 anos morre afogado no Rio Murumuru, em Marabá
LUTO

Menino de 8 anos morre afogado no Rio Murumuru, em Marabá

16/11/2019 17:41
Menino de 8 anos morre afogado no Rio Murumuru, em Marabá
Governo do Pará não comprou medicamento de criança que, em estado grave, é transferida para São Paulo
EMERGÊNCIA

Governo do Pará não comprou medicamento de criança que, em estado grave, é transferida para São Paulo

16/11/2019 15:45
Governo do Pará não comprou medicamento de criança que, em estado grave, é transferida para São Paulo
Últimas Notícias