Dólar Comercial compra R$ 4,1947 venda R$ 4,1949 máxima 4,1948
Euro compra R$ 4,6158 venda R$ 4,6173 máxima 4,6261
29 Jan - 05h11
quarta, 29 de janeiro de 2020
Unique
Unique_mobile
NOVAS DENÚNCIAS

Pode chegar a dez o número de mulheres vítimas do 'maníaco de Marituba'

Três novas denúncias são recebidas pela Polícia Civil, que estuda montar "Sala Lilás" nas seccionais

15 Jan 2020 - 13h29Atualizado 15 Jan 2020 - 14h07
Pode chegar a dez o número de mulheres vítimas do 'maníaco de Marituba' - Crédito: Diego Monteiro Crédito: Diego Monteiro

Mais três vítimas compareceram na Seccional Urbana de Marituba, Região Metropolitana de Belém, na tarde de terça-feira, 14, e reconheceram o adolescente de 17 anos que atraia, utilizando as redes sociais, mulheres que prestavam serviços de estética com atendimento domiciliar, para roubar, estuprar e agredi-las. Com as novas denúncias pode chegar a dez o número de casos do “maníaco de Marituba”, como ficou conhecido o adolescente.

A informação foi confirmada pelo delegado Marco Antônio Duarte, diretor de polícia metropolitana. “Até o final da manhã de segunda, 13, tínhamos contabilizado sete vítimas. Mas na tarde de ontem, 14, três vítimas estiveram na Seccional Urbana de Marituba para denunciar o adolescente. Duas disseram que teriam sido estupradas, e a outra chegou a trocar mensagens com ele, mas ficou desconfiada e não foi ao encontro”, informou, ao falar sobre o andamento das investigações dos crimes de estupro e homicídio no município de Marituba.

Com as investigações após a morte de Samara Duarte Mescouto, que estava desaparecida desde sexta-feira, 10, e a apreensão do menor e prisão de seu comparsa, os novos casos vieram à tona. O corpo de Samara foi encontrado no domingo, 12. Para cometer o crime, segundo informações da Polícia, o adolescente teve a ajuda de Jederson Menezes Alves, de 20 anos. Nos demais casos, ele agiu sozinho.

O adolescente acusado de envolvimento nos crimes contra dez mulheres já está à disposição da Fundação de Atendimento Socioeducativo do Pará (Fasepa). O outro acusado, Jederson Menezes Alves, foi encaminhado ao sistema penitenciário ainda na segunda-feira, 13.

A Polícia Civil prossegue com as investigações e orienta as mulheres vítimas desse tipo de crime que procurem qualquer unidade da Polícia Civil, para que sejam tomadas as providências necessárias.

“Sala Lilás” – Para ampliar as condições de acolhimento às mulheres vítimas de violência sexual, o delegado-geral de Polícia Civil, Alberto Teixeira, informou que a Polícia Civil estuda a instalação da “Sala Lilás”, inicialmente em seccionais urbanas da Região Metropolitana de Belém. O objetivo é prestar atendimento especializado e humanizado a mulheres e crianças vítimas de violência física e sexual.

Teixeira adiantou a iniciativa em reunião interna sobre o andamento das investigações dos crimes de estupro e homicídio em Marituba. “Nós sabemos que o crime de violência sexual causa constrangimento e, ao mesmo tempo, medo de procurar as nossas delegacias para registrar o fato. A mulher sente vergonha em ter que falar o que aconteceu. E, efetivamente, com essas prisões que ocorreram no município de Marituba, algumas mulheres tiveram coragem de procurar a seccional”, afirmou.

Segundo o delegado, as mulheres que buscaram a delegacia posteriormente à prisão dos acusados de Marituba foram recepcionadas de forma adequada, possibilitando que fizessem esse registro. “Porque se o fato não chega ao conhecimento da Polícia Civil não temos como iniciar uma investigação. Pensando nisso, é que criaremos a Sala Lilás nas principais seccionais da capital e demais municípios da Região Metropolitana, justamente para que possamos recepcionar essas mulheres que são vítimas de violência sexual e, também ali, terem um atendimento especializado e humanizado”, afirma o delegado-geral.

 

Envie denúncias, informações, vídeos e imagens para o Whatsapp do Portal Roma News
(91) 99385-1113ou clique aqui e fale conosco

Deixe seu Comentário

Leia Também

Mês de janeiro registra aumento de casos de violência contra mulher
PÂNICO

Mês de janeiro registra aumento de casos de violência contra mulher

há 12 minutos atrás
Mês de janeiro registra aumento de casos de violência contra mulher
Penitenciárias do Pará vão implantar sistema de biometria e reconhecimento facial
TECNOLOGIA

Penitenciárias do Pará vão implantar sistema de biometria e reconhecimento facial

há 13 minutos atrás
Penitenciárias do Pará vão implantar sistema de biometria e reconhecimento facial
Após ventania, pequena embarcação naufraga e pessoas desaparecem no Rio Tapajós
EM SANTARÉM

Após ventania, pequena embarcação naufraga e pessoas desaparecem no Rio Tapajós

28/01/2020 21:30
Após ventania, pequena embarcação naufraga e pessoas desaparecem no Rio Tapajós
Justiça autoriza quebra de sigilo telefônico de homem que deu fuga a grupo que atentou contra policial civil em Santarém
OESTE DO PARÁ

Justiça autoriza quebra de sigilo telefônico de homem que deu fuga a grupo que atentou contra policial civil em Santarém

28/01/2020 20:33
Justiça autoriza quebra de sigilo telefônico de homem que deu fuga a grupo que atentou contra policial civil em Santarém
PM recebeu informações por telefone de onde acusado de sequestro em Ananindeua se escondia
PRISÃO

PM recebeu informações por telefone de onde acusado de sequestro em Ananindeua se escondia

28/01/2020 17:41
PM recebeu informações por telefone de onde acusado de sequestro em Ananindeua se escondia
Últimas Notícias