Dólar Americano/Real Brasileiro compra R$ 5,5664 venda R$ 5,5672 máxima 5,5672
Euro/Real Brasileiro compra R$ 6,4559 venda R$ 6,4591 máxima 6,4575
26 Out - 21h11
terça, 26 de outubro de 2021
LIDER - MELHOR LAVAD - DESK - 08, 17 E 26/10 - 04/11
LIDER - MELHOR LAVAD - DESK - 08, 17 E 26/10 - 04/11
URGENTE

Santarém tem primeiro óbito por suspeita de ‘doença da urina preta’

Secretaria municipal de Saúde do município já iniciou as investigações para confirmação do caso

07 Set 2021 - 13h20Atualizado 07 Set 2021 - 14h15
Santarém tem primeiro óbito por suspeita de ‘doença da urina preta’ - Crédito: Reprodução/ Redes Sociais/ Instagram @eumedicina / Whatsapp Crédito: Reprodução/ Redes Sociais/ Instagram @eumedicina / Whatsapp

Um homem de 55 anos, identificado como Genivaldo Cardoso, foi internado e morreun no Hospital Municipal de Santarém Dr. Alberto Tolentino Sotelo (HMS) com sintomas da doença de Haff, conhecida também como "doença da urina preta".

A assessoria de comunicação do Hospital confirmou a informação, e informou também que ele veio a óbito no inicio da manhã deste dia, 7 de setembro.

Por meio de nota, a assessoria do Hospital Municipal informou que recebeu na última segunda-feira, 6, um homem com sintomas parecido com a doença de Haff, como dores musculares e urina com coloração escura, que se assemelha com café. 

Ainda segundo a nota, o homem chegou com quadro clínico delicado, recebeu todos os atendimentos da equipe médica da estabilização do HMS, mas não resistiu. Por se tratar de um caso suspeito da doença de haff, os órgãos competentes foram acionados para seguir os protocolos técnicos.

A doença teve os primeiros casos registrados no país no estado do Amazonas. Até o momento 44 casos foram confirmados. Após o resultado dos exames, se confirmado, este será o primeiro caso de haff registrado no Pará.

A doença é causada por uma toxina que pode ser encontrada em determinados peixes como o tambaqui, o badejo e a arabaiana ou crustáceos, como lagostas, lagostim e camarões. Quando o peixe não foi guardado e acondicionado de maneira adequada, ele cria uma toxina sem cheiro e sem sabor.

Os sintomas da doença de Haff costumam aparecer entre duas e 24 horas após o consumo de peixe ou crustáceos. Além dos incômodos sentidos pelo corpo e a coloração escura da urina.

Envie denúncias, informações, vídeos e imagens para o Whatsapp do Portal Roma News
(91) 98547-6589ou clique aqui e fale conosco

Deixe seu Comentário

Leia Também

Cesupa retira trabalho sobre 'inconstitucionalidade das uniões homossexuais' de Jornada Jurídica
APÓS REPERCUSSÃO

Cesupa retira trabalho sobre 'inconstitucionalidade das uniões homossexuais' de Jornada Jurídica

há 41 minutos atrás
Cesupa retira trabalho sobre 'inconstitucionalidade das uniões homossexuais' de Jornada Jurídica
Cemitérios de Mosqueiro são preparados para Dia de Finados
LIMPEZA

Cemitérios de Mosqueiro são preparados para Dia de Finados

há 51 minutos atrás
Cemitérios de Mosqueiro são preparados para Dia de Finados
Pará registra 64 novos casos de covid-19 e nenhuma morte pela doença
BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO

Pará registra 64 novos casos de covid-19 e nenhuma morte pela doença

26/10/2021 19:06
Pará registra 64 novos casos de covid-19 e nenhuma morte pela doença
PM apreende plantação de maconha e armas no nordeste do estado
FLAGRANTE

PM apreende plantação de maconha e armas no nordeste do estado

26/10/2021 18:30
PM apreende plantação de maconha e armas no nordeste do estado
Vídeo: amigos e familiares de ex-Paysandu morto em Belém fecham Avenida João Paulo II e cobram justiça
MANIFESTAÇÃO

Vídeo: amigos e familiares de ex-Paysandu morto em Belém fecham Avenida João Paulo II e cobram justiça

26/10/2021 18:30
Vídeo: amigos e familiares de ex-Paysandu morto em Belém fecham Avenida João Paulo II e cobram justiça
Últimas Notícias