Dólar Comercial compra R$ 5,3319 venda R$ 5,3328 máxima 5,3323
Euro compra R$ 6,385 venda R$ 6,3866 máxima 6,3914
01 Dez - 06h23
terça, 01 de dezembro de 2020
LIDER MAG - MODA 3a - 01 E 02.12 - DESK
VALE - PROTETORES DA FLORESTA - MOB - 24.11 a 24.12
POLÍCIA

Vídeo: protesto pede celeridade na apuração da morte da cabo Andreza Araújo

19 Nov 2020 - 11h00Atualizado 19 Nov 2020 - 20h14
Família da cabo Andreza pede resposta - Crédito: Marianne MeloFamília da cabo Andreza pede resposta - Crédito: Marianne Melo

Um protesto realizado na manhã desta quinta-feira, 19, em frente à Divisão de Homicídios por familiares da policial militar Andreza Nascimento, que morreu em setembro deste ano, pede agilidade no processo que investiga a causa da morte de policial.

De acordo com a mãe da policial, Maria do Carmo Araújo, a espera já dura mais de 60 dias. “A resposta do IML [Instituto Médico Legal] é que a pandemia atrasou tudo. Mas nós queremos a conclusão o mais rápido possível. O que nós sabemos é que minha filha foi morta misteriosamente, com um tiro no tórax e que no mesmo local estava o marido”, afirmou.

No dia 15 de setembro, por volta de 21h, a vítima foi socorrida para um hospital, em Ananindeua.  A Andreza era cabo da PM, lotada no Batalhão de Polícia Rodoviária Estadual. Ela foi atingida com um tiro no tórax e não resistiu.

De acordo com informações repassadas pela Polícia, à época a vítima foi encaminhada ao hospital pelo próprio marido, Fágner Nascimento, que também é policial militar, mas logo depois ele teria saído do local.

O soldado, lotado no 21º batalhão, se apresentou horas depois, espontaneamente, na Divisão de Homicídios. Em depoimento, ele relatou que o disparo foi feito pela própria vítima. Fágner foi submetido ao exame de pólvora combustão nas mãos e foi liberado depois de ser ouvido.

A corregedoria da PM acompanha o caso e a promotoria de Justiça Militar também abriu inquérito para apurar as circunstâncias da morte da policial.

Em nota, a Polícia Militar informou que o soldado foi afastado de todas as atividades e a corregedoria-geral da corporação segue acompanhando as investigações e diligências realizadas pela polícia civil.

Sobre o laudo, a Polícia Civil disse que a investigação do caso segue sob sigilo.

Assista:

Envie denúncias, informações, vídeos e imagens para o Whatsapp do Portal Roma News
(91) 98469-4559ou clique aqui e fale conosco

Deixe seu Comentário

Leia Também

Campanhas de vacinação contra pólio e sarampo são prorrogadas até 20 de dezembro
EM TODO O PARÁ

Campanhas de vacinação contra pólio e sarampo são prorrogadas até 20 de dezembro

01/12/2020 04:59
Campanhas de vacinação contra pólio e sarampo são prorrogadas até 20 de dezembro
Entregadores de aplicativo realizam novo protesto em Belém
BATISTA CAMPOS

Entregadores de aplicativo realizam novo protesto em Belém

30/11/2020 22:10
Entregadores de aplicativo realizam novo protesto em Belém
Preço do diesel em novembro no Pará é o mais caro entre os estados que cortam a rodovia BR-101
COMBUSTÍVEL

Preço do diesel em novembro no Pará é o mais caro entre os estados que cortam a rodovia BR-101

30/11/2020 19:00
Preço do diesel em novembro no Pará é o mais caro entre os estados que cortam a rodovia BR-101
Pará já registrou mais de 271 mil casos positivos de covid-19
SESPA

Pará já registrou mais de 271 mil casos positivos de covid-19

há 12 horas atrás
Pará já registrou mais de 271 mil casos positivos de covid-19
Funai planeja fazer expedição em área de indígenas isolados no Pará e MPF recomenda que seja suspensa imediatamente
PANDEMIA

Funai planeja fazer expedição em área de indígenas isolados no Pará e MPF recomenda que seja suspensa imediatamente

30/11/2020 17:17
Funai planeja fazer expedição em área de indígenas isolados no Pará e MPF recomenda que seja suspensa imediatamente
Últimas Notícias