Homem que se passava por policial é preso após agressão no Marajó

Um homem que se passava por policial foi preso após uma suspeita de agressão na madrugada da última segunda-feira, 25, no município de Portel, no Arquipélago do Marajó. Uma equipe da 22ª Companhia Independente da Polícia Militar (22ª CIPM) identificaram que além da agressão, foi encontrado um documento militar falso....

Publicado em 26 de junho de 2024 às 13:35

Um homem que se passava por policial foi preso após uma suspeita de agressão na madrugada da última segunda-feira, 25, no município de Portel, no Arquipélago do Marajó. Uma equipe da 22ª Companhia Independente da Polícia Militar (22ª CIPM) identificaram que além da agressão, foi encontrado um documento militar falso.

Por volta das 3h, a PM foi acionada pela vítima que relatou a agressão por um homem que se identificava como policial. O suspeito teria desferido golpes com o cabo de uma arma de fogo na vítima.

A vítima apontou o loca onde o suspeito estava e imediatamente viaturas da companhia atenderam a ocorrência, localizando o suposto policial. Ao chegarem no local, o homem passou por revista e encontrou, além da identidade, um documento funcional militar 'grosseiramente falsificado'.

Segundo o Notícia Marajó, o documento apresentava a foto do suspeito, mas com o nome falso de João Paulo de Sousa Formigosa, que não era o nome apresentado na carteira de identidade original. O documento falso informava que o suspeito era cabo da Polícia Militar do Pará desde 2005.

O homem foi preso e deve responder pelos crimes de lesão corporal e falsificação de documento público.

A suposta arma utilizada na agressão não foi localizada. Segundo a PM, existe a suspeita de que a arma possa estar com um segundo homem, que supostamente seria uma Guarda Municipal, que ainda não foi localizado.