Influenciadoras presas na operação sobre 'jogo do tigrinho' estão no CRF, em Ananindeua, na Grande Belém

As influenciadoras Emilly Almeida da Penha, Géssica Meireles Alves, Jamily de Pinho Ipiranga, Ianne Raquel Andrade dos Santos e Suzana Karla Melo de Araújo (mãe de Noelle Araújo), alvos da operação “Truque de Mestre”, deflagrada na segunda-feira, 18, pela Polícia Civil do Pará, já estão no Centro de...

Publicado em 26 de junho de 2024 às 13:31

As influenciadoras Emilly Almeida da Penha, Géssica Meireles Alves, Jamily de Pinho Ipiranga, Ianne Raquel Andrade dos Santos e Suzana Karla Melo de Araújo (mãe de Noelle Araújo), alvos da operação 'Truque de Mestre', deflagrada na segunda-feira, 18, pela Polícia Civil do Pará, já estão no Centro de Recuperação Feminino (CRF), em Ananindeua, na Grande Belém.

A informação foi divulgada na noite de ontem, 18, no sistema de informações penitenciárias da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária do Pará (Seap) que mostrou as cinco presas no sistema, já vestindo as roupas das internas.

A prisão das influenciadoras é temporária, ou seja, elas podem permanecer por um período de até 30 dias no CRF.

Até o momento, não foram divulgados detalhes sobre a transferência da influenciadora Rayssa Natacha Motta Berbary, que foi localizada e presa ao desembarcar em Recife (PE), também na segunda-feira, 18.

Considerada foragida

Um dos alvos dos mandados foi uma casa de prostituição, localizada no bairro do Campina, em Belém, pertencente a Noelle. Segundo as investigações, o local era utilizado para lavagem de dinheiro do esquema criminoso. Além disso, os agentes também estiveram em condomínios de luxo, na Grande Belém.

A operação

Uma operação da Polícia Civil (PC), realizada na manhã desta segunda-feira, 18, em Belém, mira influenciadores digitais investigados por divulgar jogos de azar, conhecidos como ‘jogo do tigrinho’, através das redes sociais. Sete pessoas foram presas.

No total, foram 12 mandados de prisão e mandados de busca e apreensão, segundo a polícia, que cumpriu alguns deles em condomínios de luxo e a uma casa de prostituição em Belém. Os agentes apreenderam cinco carros de luxo, duas motos, aparelhos eletrônicos e documentos que subsidiarão as investigações.