Recém-nascidos participam de ensaio fotográfico de Natal em hospital no Pará; veja as fotos

A Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Neonatal do Hospital Regional do Sudeste do Pará – Dr. Geraldo Veloso (HRSP), em Marabá, se destacou nesta semana ao promover uma iniciativa extraordinária de humanização: um encantador ensaio fotográfico temático de Natal, envolvendo os bebês internados.   A atmosfera da...

Publicado em 26 de junho de 2024 às 13:33

A Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Neonatal do Hospital Regional do Sudeste do Pará – Dr. Geraldo Veloso (HRSP), em Marabá, se destacou nesta semana ao promover uma iniciativa extraordinária de humanização: um encantador ensaio fotográfico temático de Natal, envolvendo os bebês internados. 

 A atmosfera da instituição foi transformada por esta comovente sessão de fotos, proporcionando momentos de calor humano e alegria para os pequeninos que estão recebendo cuidados intensivos. A iniciativa não apenas trouxe um espírito festivo para o ambiente, mas também fortaleceu os laços entre a equipe médica, os familiares e os bebês, criando memórias preciosas em meio ao contexto delicado da UTI Neonatal. 

Polyana Lobo, enfermeira à frente da UTI, enfatizou que a habilidade e o comprometimento dos profissionais envolvidos na ação demonstram um compromisso inabalável com a humanização, ressaltando que gestos simples podem ter um impacto significativo no bem-estar emocional e no processo de cura dos pacientes. 

'Cada sorriso capturado nas fotos é muito significativo, é uma vitória da humanidade sobre a adversidade. É um símbolo poderoso de que, mesmo diante de desafios, conseguimos semear alegria e conforto. Nosso objetivo é criar um ambiente onde o amor e a esperança sejam tão palpáveis ​​quanto os equipamentos que utilizamos diariamente', explicou.

Luana Souza, moradora de Marabá, há mais de 20 dias acompanha a filha Alana Vitória, na UTI Neonatal. Ela ressaltou que as fotos capturadas não são simples registros, mas testemunhos de que, mesmo em um ambiente hospitalar, há espaço para ternura e afeto. 

'Esta iniciativa foi um presente inesperado, ver minha Vitória, tão frágil e ao mesmo tempo tão forte, envolvido nesse clima de Natal, trouxe uma paz indescritível ao meu coração. Cada enfeite natalino no leito da minha filha, é um símbolo de esperança, um lembrete de que, mesmo aqui, há beleza e motivos para sorrir', agradeceu emocionada a mãe.  

 Daiane Uszynski, analista de humanização da instituição, ressaltou que o ensaio fotográfico na unidade do Governo do Pará, foi organizado pela comissão de humanização do hospital, que transformou o ambiente da UTI Neonatal, adicionando um toque natalino aos bebês com gorros, trajes infantis e uma variedade de adereços. 

 'Essa iniciativa só foi possível graças ao apoio de nossa equipe assistencial, que cuida dos bebês com excelência clínica, e compreende a importância vital da humanização. Cada detalhe foi meticulosamente planejado, para garantir o conforto e a segurança dos pequeninos durante o ensaio fotográfico', destacou.  

Ainda de acordo com a profissional, a unidade em Marabá assegura o direito à presença das mães 24h por dia na UTI Neonatal ao lado de bebês hospitalizados, seguindo todas as diretrizes e recomendações do Ministério da Saúde e da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Referência Neonatal  - O Hospital Regional de Marabá é referência para 22 cidades da região de integração Carajás nos cuidados com prematuros. A instituição conta com uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) com nove leitos Neonatais, e equipe assistencial altamente qualificada, disponível 24 horas por dia. 

Composta por médicos especializados, enfermeiros dedicados, técnicos de enfermagem, fisioterapeutas e nutricionistas, a equipe Neonatal realiza um monitoramento constante dos prematuros, fornecendo uma assistência humanizada e segura, garantindo o bem-estar e a recuperação dos bebês desde os primeiros momentos de vida. 

Perfil – O Hospital Regional do Sudeste pertence ao Governo do Pará e é gerenciado pelo Instituto de Saúde Social e Ambiental da Amazônia (ISSAA) em parceria com a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa). É referência para procedimentos de média e alta complexidade para mais de 1 milhão de pessoas, em 22 municípios da região.  

. por .

Com informações da Agência Pará.