Dólar Comercial compra R$ 4,4861 venda R$ 4,4866 máxima 4,5008
Euro compra R$ 4,9338 venda R$ 4,9348 máxima 4,9372
27 Fev - 20h43
quinta, 27 de fevereiro de 2020
Unique
Vale ITV mobile
REUNIÃO

Órgãos de segurança começam a definir atuação no Círio Fluvial

11 Set 2019 - 11h21Atualizado 11 Set 2019 - 11h22
Órgãos de segurança começam a definir atuação no Círio Fluvial - Crédito: Reprodução/Agência Pará Crédito: Reprodução/Agência Pará

Os órgãos de Segurança Pública do Pará já estão estabelecendo quais serão as ações de reforço na segurança para o Círio Fluvial, que neste ano ocorrerá no dia 12 de outubro. Dentre as instituições que participam na atuação, estão a Marinha do Brasil, grupamentos Aéreo e Marítimo Fluvial, além da Defesa Civil.

Segundo o delegado Arthur Braga, diretor do Grupamento Fluvial (Gflu), o trabalho em conjunto também garante rapidez em casos de acidentes, como ocorreu no ano passado, quando houve princípio de incêndio em uma embarcação que acompanhava a romaria. “A atuação de todos os órgãos com o Gflu foi fundamental, pois tivemos uma resposta muito rápida devido à integração das equipes. Com essa integração já havia o Corpo de Bombeiros para prestar os primeiros socorros, e os policiais para ajudar na segurança e demais necessidades”, informou. 

Ao todo oito a dez embarcações conduzem de forma integrada, policiais civis e militares, bombeiros militares e agentes da Defesa Civil, garantindo um atendimento mais ágil nas ações de salvamento, quando necessário, durante a romaria.

A Marinha com o Grupamento Fluvial tem um papel fundamental nas ações que identificam barcos irregulares, que não realizaram seu cadastro devidamente para percorrer o trajeto. O cadastramento garante orientações sobre a forma de deslocamento, normas legais e contenção com acompanhamento antes e durante a procissão, inclusive com a condução do comandante para a Delegacia de Polícia, em caso de descumprimento das normas.

Participam do Círio Fluvial aproximadamente, 500 embarcações, que percorrem um trajeto de 18,5 km pelas águas da Baía do Guajará, em quase duas horas.


Fonte: Agência Pará

Envie denúncias, informações, vídeos e imagens para o Whatsapp do Portal Roma News
(91) 99385-1113ou clique aqui e fale conosco

Deixe seu Comentário