Dólar Comercial compra R$ 5,4144 venda R$ 5,4149 máxima 5,4146
Euro compra R$ 6,37 venda R$ 6,3728 máxima 6,3755
21 Set - 21h29
segunda, 21 de setembro de 2020

Rolê Científico

Avanço nas vacinas contra a Covid-19

Mais notícias boas, vacinas contra a Covid-19 avançam e resultados são promissores.

23 Jul 2020 - 12h00Por Giovanni Palheta e Yuri Willkens

Após exaustivas notícias ruins que a pandemia trouxe, é reconfortante receber algumas animadoras sobre as vacinas contra a Covid-19. Agora nós temos avanço das vacinas, principalmente a do grupo de pesquisa da Universidade de Oxford, no Reino Unido, que parecer estar se saindo muito bem (obrigado ciência) nos testes em pessoas. Como falamos na nossa primeira coluna, fazer uma vacina é um processo bastante complicado e demorado.

Quais vacinas estão mais avançadas nas pesquisas?

Quanto as vacinas para a Covid-19, estão avançando bem, a de Oxford que está sendo testada no Brasil parece ser segura e parece induzir uma boa resposta imune. A vacina deste estudo utiliza um adenovírus de chimpanzés, que possui a proteína spike, aquela que o coronavírus usa para entrar em nossas células. Segundo o estudo, esta vacina foi capaz de produzir uma resposta que conta com linfócitos T - específicos para a proteína spike, e produção de anticorpos IgG. Porém o estudo não avaliou quanto tempo esses anticorpos podem durar, é o que está sendo analisado na terceira fase de testes. Mas temos boas expectativas considerando o estudo que comentamos sobre uma possível imunidade duradoura.

Outras candidatas à vacina também apresentaram resultados positivos para a imunização. Respostas imunes "fortes" foram observadas em estudos alemães de acordo com as farmacêuticas Pfizer e BioNTech. Um outro estudo, liderado por pesquisadores chineses que também foi publicado na revista The Lancet, mostrou resultados seguros, com resposta imunológica forte na produção de anticorpos na maioria dos participantes, cerca de 500 pessoas.

Ao que tudo indica estamos entrando nas retas finais pela corrida da vacina. E quanto mais boas canditadas tivermos, maior será o esforço e colaboração para tornar a vacina acessível e segura para todos. Muito melhor do que depender de apenas uma candidata.

Quando a vacina ficar pronta, será que dá adiantar o prazo com esses bons resultados?

Ainda não sabemos se a vacina estará pronta logo, lembre-se que fazer uma vacina demora algo em torno de dez anos, pelo menos até ficarem disponíveis para todos. Ainda precisamos reponder um monte de questões sobre as vacinas, mesmo essas mais avançadas. A vacina mais rápida já produzida foi a da Caxumba que demorou cerca de 4 anos e ainda assim, não era duradoura. Só depois que ela foi melhorada, passou a ser distribuída em larga escala e hoje está incluída na tríplice viral que também combate o sarampo e a rubéola.

Se tudo correr bem e os testes em um grande número de pessoas (fase 3) for efetivo, a estimativa é que tenhamos a bendita vacina para todo mundo em 2021. Sempre falamos a mesma coisa desde o começo da pandemia, mas é importante saber que a vacina será destinada primeiro aos médicos, enfermeiros e a equipe da linha de frente, pra garantir que o sistema de saúde e os profissionais possam cuidar dos doentes, só depois ela será disponibilizada para nós. Uma parte dessa demora é a complexidade em entender o vírus e os rigorosos testes de segurança e eficácia. Mas outra parte é devido a falta de investimento em pesquisas, e convenhamos que nos últimos anos a toneira do dinheiro público só se abre para a pesquisa em momentos de crise, quando as chamas de uma emergência estão altas, e os cientistas têm que se virar para apagá-las.

Outra coisa que talvez atrase um pouco a chegada da vacina aqui no Brasil seria a competição entre os países pelas primeiras doses das vacinas. Assim que confirmada a eficácia, as empresas desenvolvedoras poderão firmar acordos com outras empresas para produção em larga escala, mas não sabemos qual vai ser capacidade de produção à curto e médio prazo.

Desde o começo da pandemia, o Brasil teve atrasos na compra de equipamentos de segurança, que os EUA vem comprando em grandes quantidades. Aliás, os norteamericanos já se adiantaram e compraram toda produção de vacinas da Pfizer e BioNtech prevista para o ano de 2020 inteiro, pode ser que uma situação similar possa ocorrer se os outros países entrarem numa corrida pelas vacinas (é por isso que é bom termos várias pesquisas de uma vacina).

A Organização Mundial de Saúde (OMS) reagiu com otimismo com os resultados positivos das vacinas em potencial. Porém, Michael Ryan, o diretor-executivo da organização, porém também resaltou a importância das precauções para garantir a segurança e eficácia da vacina. De acordo com o diretor, em uma visão mais realista, será apenas na primeira parte de 2021 que as pessoas começarão a ser vacinadas. 

De qualquer forma, como o investimento está sendo bem maior e mais direcionado para a pandemia, os testes e pesquisas continuam avançando com mais velocidade que o normal. No entanto, tenhamos calma, só poderemos dizer o que vai realmente acontecer com essa vacina depois das próximas fases de testes. Mas imagine como poderiam ser mais rápidas as pesquisas se os investimentos na pesquisa fossem constantes e não apenas nos períodos de crise, e como é que vai ser depois que essa pandemia passar? 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Estudo brasileiro aponta que covid-19 pode causar danos cerebrais
CORONAVÍRUS

Estudo brasileiro aponta que covid-19 pode causar danos cerebrais

há 27 minutos atrás
Estudo brasileiro aponta que covid-19 pode causar danos cerebrais
POUCAS E BOAS

Setor farmacêutico em alta

há 29 minutos atrás
Hospital em Belém capacita funcionários para acolhimento humanizado a pacientes transgêneros
POLÍTICA NACIONAL

Hospital em Belém capacita funcionários para acolhimento humanizado a pacientes transgêneros

há 29 minutos atrás
Hospital em Belém capacita funcionários para acolhimento humanizado a pacientes transgêneros
Sandra Annenberg e Ernesto Paglia comemoram 26 anos de casados
VIVA O AMOR!

Sandra Annenberg e Ernesto Paglia comemoram 26 anos de casados

há 49 minutos atrás
Sandra Annenberg e Ernesto Paglia comemoram 26 anos de casados
Cantor Jonas Esticado vai gravar música com Gusttavo Lima
PARCERIA

Cantor Jonas Esticado vai gravar música com Gusttavo Lima

21/09/2020 20:20
Cantor Jonas Esticado vai gravar música com Gusttavo Lima
Últimas Notícias