Dólar Americano/Real Brasileiro compra R$ 5,3351 venda R$ 5,3361 máxima 5,3548
Euro/Real Brasileiro compra R$ 6,2495 venda R$ 6,2548 máxima 6,2705
26 Set - 12h54
domingo, 26 de setembro de 2021

Rolê Científico

Quem não se vacinar poderá perder o emprego, é obrigação?

Veja porquê não se vacinar pode ser prejudicial para todos e como as vacinas são seguras e eficientes.

24 Jul 2021 - 13h00Por Giovanni Palheta

O Brasil vem avançando na vacinação nas diferentes faixas de idade o mais rápido que pode, apesar de estar em um ritmo muito lento. A demora na compra de vacinas, a desinformação em cima delas e a desmoralização da ciência por parte de figuras públicas, deixaram marcas terríveis. Muitas pessoas tem medo das vacinas, pois acreditaram e acreditam que de alguma forma elas são experimentais, pura desinformação barata de redes sociais promovida por tolos distantes da ciência e charlatões políticos e religiosos.

Agora quem não se vacinar poderá perder o emprego. A pessoa que recusar a imunização poderá ser demitida por justa causa, pois está colocando a saúde outras pessoas em risco. Não tem nada a ver com aquele discurso de direito próprio ou restrição de liberdade, tem a ver com a saúde de todos, isso é saber viver em sociedade, isso é ter empatia. 

No estado de São Paulo houve uma demissão por justa causa, a justiça do estado no caso determinou que o interesse individual não poderia prevalecer sobre o coletivo. É difícil saber que há pessoas que pensam em recusar a imunização em uma pandemia, isso caracteriza uma autossabotagem e uma violação da saúde do próximo, onde o contágio, caso ocorra, poderá prejudicar outras pessoas.

Muitas pessoas confiaram em figuras controversas de "autoridade" como profissionais de saúde incultos, charlatões políticos e religiosos que fizeram o desserviço de propagar bobagens na pandemia. O estrago foi feito lá no início com toda a enxurrada de notícias falsas nas redes sociais. Os "antivacinas involuntários", provavelmente se vacinaram a vida toda e agora nesse momento crítico são as vítimas da desinformação.

Vacinas

As vacinas são seguras e são eficazes, não há motivo racional para recusar uma estratégia de prevenção que é conhecida há tanto tempo. As vacinas vem nos mantendo com saúde e erradicando doenças terríveis há centenas de anos. Veja só um exemplo na imagem abaixo, um evidente benefício da vacinação.

Uma criança que não foi vacinada contra a varíola e uma criança vacinada em 1901. Foto: Allan Warner.

A pandemia do novo coronavírus parou o mundo e matou milhões simplesmente porque a covid-19 era uma doença nova e ainda não havia vacina. A vacina é a estratégia mais eficaz para erradicar doenças virais. Os efeitos das vacinas (que felizmente já temos) para essa pandemia já são notáveis. Países com altas taxas de vacinação estão voltando ao normal e liberando atividades.

As vacinas passam por processos extremamente rigorosos antes de qualquer tipo de aprovação. Em resumo, entenda que existem 4 fases na produção de uma vacina. Os testes mais iniciais são chamados de pré-clínicos que são feitos em animais, se lá conseguirmos sucesso os experimentos avançam para os seres humanos, caso contrário, os testes nem avançam para as próximas fases. (1) Caso seja funcional e segura em um grupo pequeno de pessoas, os testes avançam para um grupo maior de pessoas (2) e verifica-se se gera imunidade. (3) Com a segurança e imunidade já verificadas, testa-se grandes populaçãoes a eficácia, e após os estudos dessa fase, há o registro da vacina. (4) A vacina é disponibilizada para a população em geral.

Em todos as fases existe uma vigilância. Junto com essa vigilância também saem os estudos que funcionam como um crivo de qualidade na ciência, com resultados que podem ser visto por outros cientistas em todo o mundo, e dessa forma, podemos assegurar a qualidade e segurança das nossas vacinas que salvam milhões de vidas.

Portanto, quando uma vacina passa por todas as fases, pelo crivo de diversos especialistas e ainda são avaliadas pelas instituições sanitárias dos países (como foram), não há dúvidas que elas são seguras e eficazes para conter a doença. Elas não são perfeitas, mas já diminuem drasticamente a chance de uma agravamento dos sintomas que a doença causa e morte, quanto mais pessoas vacinadas melhor.

A vacinação não é obrigatória no sentido estrito, visto que ninguém invadirá a nossa casa e nos forçará uma agulha no braço, mas o cidadão que se recusar poderá sofrer com medidas restritivas. A vacinação é um direito fundamental e sobretudo um dever do estado e de todos nós, vacine-se!

Deixe seu Comentário

Leia Também

Ministro da Justiça testa negativo para covid-19
APÓS VIAGEM

Ministro da Justiça testa negativo para covid-19

há 9 minutos atrás
Ministro da Justiça testa negativo para covid-19
Nasce filho de Lore Improta e Léo Santana
VEIO AO MUNDO

Nasce filho de Lore Improta e Léo Santana

há 24 minutos atrás
Nasce filho de Lore Improta e Léo Santana
Vídeo: colisão entre carros de passeio deixa rodovia Mário Covas parcialmente interditada
TRÂNSITO LENTO

Vídeo: colisão entre carros de passeio deixa rodovia Mário Covas parcialmente interditada

há 33 minutos atrás
Vídeo: colisão entre carros de passeio deixa rodovia Mário Covas parcialmente interditada
Nego do Borel diz estar muito feliz após ser expulso de A Fazenda 13; assista!
TRANQUILIZOU OS FÃS

Nego do Borel diz estar muito feliz após ser expulso de A Fazenda 13; assista!

há 34 minutos atrás
Nego do Borel diz estar muito feliz após ser expulso de A Fazenda 13; assista!
POUCAS E BOAS

Pix noturno

há 54 minutos atrás
Últimas Notícias