Dólar Comercial compra R$ 5,5089 venda R$ 5,5109 máxima 5,5102
Euro compra R$ 6,4305 venda R$ 6,434 máxima 6,4345
25 Set - 03h34
sexta, 25 de setembro de 2020

Rolê Científico

Robôs de volta ao planeta vermelho

02 Ago 2020 - 08h00Por Giovanni Palheta e Yuri Willkens

Desde muito tempo o planeta vermelho nos fascina, o seu brilho rubro característico fez com que os romanos o denominassem de Marte, o deus da guerra. Marte é o planeta do sistema solar mais propício para encontrarmos pistas de vida no passado, o que pode mudar bastante o que conhecemos sobre a vida e como ela floresceu no nosso mundo. Há evidências de que há milhões anos Marte possuia oceanos como a Terra, e que possivelmente, a vida tenha se desenvolvido por lá. Este é um dos motivos principais para a exploração constante desse astro por nós.

marteaguareproindependent

Hoje sabemos que o planeta possui alguns requisitos para vida que conhecemos. Ele possui água no estado sólido nos polos do planeta e água líquida abaixo da superfície. Isso é resultado de dados coletados durante anos, sabemos disso porque já enviamos diversas sondas para orbitar o planeta, e robôs para coletar terra e outras amostras em sua superfície.

De volta ao planeta vermelho

Depois do sucesso de algumas missões anteriores com robôs, como o Curiosity, que ainda está em operação em Marte, a humanidade leva mais alguns para estudar a composição da terra e do clima marciano. Estudar o solo e a atmosfera é o objetivo principal dos novos robôs, além claro, de nos mandarem fotos incríveis. Seus equipamentos sensíveis irão analisar possíveis bioassinaturas (vestígios de vida). O veículo espacial Perseverance e o helicóptero que o acompanha Ingenuity, (perseverança e ingenuidade em português), foram lançados dia 30 de julho pela NASA no foguete Atlas V da base de lançamento da Flórida, nos Estados Unidos.

Lançamento do foguete Atlas V em Cabo canaveral - Flórida, Estados unidos. Foto: NASA

Perseverance

Simulação do rover Perseverance operando em solo marciano. Fonte: NASA

Ingenuidade

Simulação de voo do helicóptero Ingenuidade em Marte. Fonte: NASA

Esse lançamento da NASA, fecha o ciclo de 3 missões para o planeta vermelho. Emirados Árabes Unidos e China enviaram antes suas próprias sondas Hope e Tianwen-1, aproveitando a janela de oportunidade que esta data de julho-agosto fornece, onde Marte ficará mais próximo da Terra, diminuindo assim, o tempo para chegarmos até lá. A previsão é que cheguem no solo extraterrestre em fevereiro de 2021. Junto com os robôs, vão mais de 10 milhões de nomes de pessoas da Terra em um microchip, estes nomes foram cadastrados no site da NASA. Se você quiser o seu na próxima, é só se cadastrar aqui.

Este é mais um marco para a astronomia mundial. Todos os dados coletados serão valiosos para verificar se poderemos um dia, migrar para lá. A promessa é que a humanidade colocará os pés em Marte até 2033, não ainda para se estabelecer, apenas 'chegar', mas antes disso, vamos esperar a nossa volta a lua prevista para 2024.

"Se não nos autodestruirmos, um dia iremos nos aventurar pelas estrelas". O cosmos nos chama.

Siga o Rolê científico nas redes sociais!

Twitter 

Facebook

Instagram

Deixe seu Comentário

Leia Também

Amazonas volta a suspender funcionamento de bares e casas de show
CORONAVÍRUS

Amazonas volta a suspender funcionamento de bares e casas de show

24/09/2020 23:20
Amazonas volta a suspender funcionamento de bares e casas de show
PF afirma que respiradores comprados por Helder Barbalho custaram 86% acima da média do mercado
SUPERFATURAMENTO

PF afirma que respiradores comprados por Helder Barbalho custaram 86% acima da média do mercado

24/09/2020 22:00
PF afirma que respiradores comprados por Helder Barbalho custaram 86% acima da média do mercado
Gkay mostra closet de Anitta em novo tour
NOVO EPISÓDIO

Gkay mostra closet de Anitta em novo tour

24/09/2020 21:00
Gkay mostra closet de Anitta em novo tour
Covid-19: Brasil tem 139 mil mortes e 4,65 milhões de casos acumulados
PANDEMIA

Covid-19: Brasil tem 139 mil mortes e 4,65 milhões de casos acumulados

24/09/2020 21:00
Covid-19: Brasil tem 139 mil mortes e 4,65 milhões de casos acumulados
Mário Gomes explica o ‘xixi em público’
REPERCUSSÃO

Mário Gomes explica o ‘xixi em público’

24/09/2020 20:30
Mário Gomes explica o ‘xixi em público’
Últimas Notícias