Dólar Comercial compra R$ 3,7557 venda R$ 3,7572 máxima 3,7573
Euro compra R$ 4,2887 venda R$ 4,2901 máxima 4,2941
19 Nov - 08h59
segunda, 19 de novembro de 2018
ELEIÇÕES 2018

Quais os termos mais pesquisados junto aos nomes dos candidatos à Presidência no Google?

14 Set 2018 - 19h28
Quais os termos mais pesquisados junto aos nomes dos candidatos à Presidência no Google? -

Polêmicas e memes são as buscas mais comuns associadas aos nomes dos candidatos à Presidência da República no último mês. É o que deixa claro um levantamento feito pelo Blog #FocaNoVoto sobre as pesquisas relacionadas aos nomes dos treze postulantes ao Palácio do Planalto nessa eleição.

Utilizando a ferramenta Google Trends, pesquisamos as palavras mais buscadas no site junto aos nomes de cada candidato entre o dia do primeiro debate entre os presidenciáveis (09 de agosto) e a última quarta (12 de setembro).

Confira o resultado:


A maior parte das pesquisas relacionadas ao nome de Jair Bolsonaro tem relação com o atentado que ele sofreu no último dia 6 de setembro, em Juiz de Fora. Uma das pesquisas mais comuns junto com seu nome é pelo termo "morreu". Também tem muita gente querendo saber quem é a mulher do candidato. A palavra "esposa" aparece com destaque ao lado do nome do político, casado com Michelle Bolsonaro.

Já o candidato Geraldo Alckmin (PSDB) tem seu nome muito pesquisado junto à sigla "PCC", da facção criminosa surgida nas prisões paulistas que promoveu ataques no Estado de São Paulo durante a gestão do político tucano. Na sabatina transmitida pelo Jornal Nacional, da TV Globo, Alckmin foi questionado sobre a expansão da organização, que hoje está espalhada por vários estados, e sobre as informações dando conta de que líderes do PCC estão comandando o crime organizado de dentro dos presídios de São Paulo, algo que foi negado pelo candidato.


O nome do ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad (PT) aparece associado ao termo "Ficha", provavelmente impulsionado por pessoas querendo saber sobre eventuais acusações contra ele. Recentemente, o candidato foi denunciado pelo Ministério Público por corrupção, lavagem de dinheiro e associação criminosa. Haddad é acusado pelo órgão de ter recebido R$ 2 milhões da empreiteira UTC Engenharia S.A para pagamento de uma dívida relativa à sua campanha em 2012.


O candidato do PDT, Ciro Gomes, tem seu nome associado à sigla do Sistema de Proteção ao Crédito (SPC), por conta de sua proposta de ajudar a "limpar" o nome de brasileiros endividados. A ideia, anunciada por ele com poucos detalhes no debate da Band, no dia 9 de agosto, gerou polêmica e críticas de adversários. Nas semanas seguintes, porém, o político apresentou mais informações sobre como pretende colocar sua proposta em prática.

O nome do ex-governador do Ceará também é muito pesquisado junto ao da atriz Patricia Pillar, com quem já foi casado. Durante a campanha do político à Presidência em 2002, Ciro causou constrangimento ao dizer que a grande contribuição da sua mulher para a sua candidatura era "dormir com ele". O candidato pediu desculpas pelas palavras e, mais tarde, foi defendido pela própria Patrícia.


Duas curiosidades alimentam a maior parte das buscas sobre o nome de Marina Silva (Rede), que aparece no Google ao lado de "quantos anos tem" e "de cabelo solto". Aparentemente, muita gente quer saber a idade da candidata, enquanto boa parte dos internautas quer ver fotos da presidenciável com as madeixas livres.


Os demais candidatos também têm as buscas relacionadas aos seus nomes com termos que envolvem polêmica. É o caso do Cabo Daciolo, que tem como uma das principais pesquisas relacionadas a sigla da União das Repúblicas Socialistas da América Latina (Ursal), um termo desconhecido para a maioria das pessoas até ele fazer uma estranha pergunta a Ciro Gomes sobre aquela organização. O candidato do PDT, assim como quase todo o Brasil, não sabia do que se tratava. 


As palavras que mais aparecem associadas a Henrique Meirelles (MDB) mostram o tamanho de seu desafio na campanha. Ao digitar seu nome, logo a ferramenta mostra os termos "quem é", indicando que muita gente não conhece o candidato.


Para João Amoêdo (NOVO), a pesquisa comum relacionada ao candidato é o termo “Itaú”, banco no qual Amoêdo trabalhou e que foi responsável pela compra de uma empresa da qual ele era acionista. Também surge como um dos principais resultados sugeridos a palavra "aborto", após o candidato se posicionar contra a legalização da prática na sabatina do programa Roda Viva, da TV Cultura.


Entre as pesquisas mais comuns relacionadas ao nome de Alvaro Dias (PODEMOS), o termo "professores" aparece entre os mais buscados, em referência à repressão policial a uma manifestação de docentes da rede estadual do Paraná em 1988, quando ele era governador do estado. Outra busca recorrente é "corrupção", por conta do candidato usar a operação Lava-jato como uma de suas principais bandeiras de campanha.

Para os nomes de João Goulart Filho (PPL), Vera Lúcia (PSTU) e José Maria Eymael (DC) não há sequer pesquisas relacionadas. O candidato do PSOL, Guilherme Boulos, não teve buscas destoantes na ferramenta no período analisado.

Fonte: G1

Deixe seu Comentário