Dólar Comercial compra R$ 5,5089 venda R$ 5,5109 máxima 5,5102
Euro compra R$ 6,4146 venda R$ 6,4185 máxima 6,4386
25 Set - 07h57
sexta, 25 de setembro de 2020
BASA - EM CADA ORAÇÃO... DESK - 18.9
LIDER MAG - ESTILO - 25 E 26.9 - DESK
#1 OPINIÃO

Ela que lute no Oscar: ‘Adoráveis Mulheres’ aborda inquietações femininas e tem brasileiro no elenco

16 Jan 2020 - 05h00Atualizado 17 Jan 2020 - 14h59Por Lissa de Alexandria
Ela que lute no Oscar: ‘Adoráveis Mulheres’ aborda inquietações femininas e tem brasileiro no elenco - Crédito: Divulgação/Vanity Fair Crédito: Divulgação/Vanity Fair

Começo informando que não sou “crítica profissional” da sétima arte, mas o gosto tomado de forma arrebatadora em produzir histórias, me obriga a ter referências cinematográficas e com elas, opiniões. Então, como o desafio #ElaQueLuteNoOscar foi aceito, me arrisco nas palavras sobre os indicados à maior premiação do cinema em 2020. Hoje com “Adoráveis Mulheres”.

Se fosse possível definir em uma palavra, suavidade, caberia bem, mas muitas outras ficariam de fora. A adaptação – a sétima, diga-se de passagem – talvez não fosse uma grande promessa, já que a história foi repetida tantas vezes: do livro para os palcos, dos palcos para o cinema, e futuramente em séries. Mas a versão ganhou o toque da diretora Greta Gerwig, que cativa o público não só pela essência da história, mas pelas transições temporais entre passado e presente, delicadamente inseridas. Talvez pela segunda passagem de tempo surja alguma dúvida sobre qual o momento as atrizes estão vivendo, mas logo o desenrolar da trama responde. A fotografia que varia entre cores mais vibrantes e um tom mais mórbido, ajuda na captação do contexto pelo público.

Esses detalhes ajudam a contar a história das irmãs March: Jo, Meg, Amy e Beth. Quando juntas, a atenção parece ter a mesma medida para todas e são cenas nas quais o amor familiar e as intrigas são bem presentes; nas cenas dedicadas a cada personagem é que se aproveita para mostrar mais da personalidade e sonhos individuais.

As figuras masculinas são coadjuvantes mas não perdem sua importância, porém, sem dúvida, são as aflições e desejos femininos, lá em 1868, que de forma natural e atual tornam o filme hipnotizante.

Mulheres, assistam a esse filme! Avós, mães, filhas, netas (e os homens, por favor, acompanhem), esse filme é para todas nós. Nos faz refletir o quanto as mulheres abdicaram de seus sonhos por não terem o direito de sonhar; sobre tantas mulheres que tiveram que sofrer para que eu pudesse sair com um largo sorriso no rosto hoje do cinema; sobre obrigações sociais da mulher para que ela seja considerada bem-sucedida e respeitada.

Foto: divulgação/Vanity Fair

Saoirse Ronan, a intérprete de Jo, mais uma vez impacta na intensidade da atuação. Já havia visto outros filmes com ela, e a atriz está em uma linha crescente de desenvolvimento profissional sem vista para o final. Ela concorre na categoria de Melhor Atriz no Oscar deste ano, sendo a quarta indicação à premiação – e ela tem só 25 anos -. Ao lado de Saoirse no longa, aparecem Florence Pugh (Amy) – concorre na categoria Atriz Coadjuvante -, Emma Watson (Meg) e Eliza Scanlen (Beth).

Adoráveis Mulheres ainda concorre em outras quatro categorias: Melhor Figurino – o que não era muito difícil a indicação -, Melhor Trilha Sonora, Melhor Roteiro Adaptado e Melhor Filme. Uma pena Greta ter ficado de fora da categoria de Melhor Direção.

Dá uma olhada no Trailer: 

Ainda estou no começo da maratona Oscar 2020 mas já arrisco dizer que merece estar entre os favoritos em Melhor Roteiro Adaptado. Diferente de Cats, que mais pareceu a mudança apenas espacial do teatro para o cinema – além de problemas com efeitos especiais -, é perceptível que Adoráveis Mulheres foi feito com zelo, prezando por cada detalhe em uma real adaptação para o cinema.

Para finalizar, já adiantei lá em cima, mas ressalto o sorriso no pós-filme e assumo que algumas lágrimas rolaram durante. Lágrimas de empatia – sim, eu me envolvo com a histórias que assisto – e sorriso de “é isto mesmo” – no modo de fazer cinema e na forma de repensar o que é ser mulher, nesse ser mulher.

Curiosidade 1: um ator brasileiro participa do filme. É o Rafael Silva, ele interpreta um dos amigos do professor Friedrich Bhaer (Louis Garrel). Rafael nasceu em São Paulo, morou até os nove anos na Colômbia e depois foi para os EUA, onde trabalha como ator há dez anos.

Curiosidade 2: o livro que deu origem à história, Little Woman, escrito por Louisa May Alcott, foi publicado em 1868 e 1869, tem versão em português e hoje é uma obra de domínio público.

Onde assistir?

Até a próxima quarta-feira, 22, Adoráveis Mulheres continua em cartaz no circuito comercial de Belém:

Moviecom | Pátio Belém - 21h

Cinépolis | Boulevard - 17h / 19h45 / 22h30

Cinesystem | Metrópole Ananindeua - 18h30

Envie denúncias, informações, vídeos e imagens para o Whatsapp do Portal Roma News
(91) 99385-1113ou clique aqui e fale conosco

Deixe seu Comentário

Leia Também

Soprano paraense vai se apresentar junto a Orquestra Sinfônica de Santa Maria em 2021
REPRESENTANTE REGIONAL

Soprano paraense vai se apresentar junto a Orquestra Sinfônica de Santa Maria em 2021

25/09/2020 05:00
Soprano paraense vai se apresentar junto a Orquestra Sinfônica de Santa Maria em 2021
MTV Miaw 2020 será realizado nesta quinta-feira, 24
É HOJE!

MTV Miaw 2020 será realizado nesta quinta-feira, 24

24/09/2020 18:00
MTV Miaw 2020 será realizado nesta quinta-feira, 24
Festival Amazônia Doc divulga os filmes vencedores da edição 2020
RESULTADO

Festival Amazônia Doc divulga os filmes vencedores da edição 2020

24/09/2020 17:00
Festival Amazônia Doc divulga os filmes vencedores da edição 2020
Diretoria do Círio cancela tradicional queima de fogos para evitar aglomerações
FESTIVIDADE

Diretoria do Círio cancela tradicional queima de fogos para evitar aglomerações

24/09/2020 14:30
Diretoria do Círio cancela tradicional queima de fogos para evitar aglomerações
Filme 'Enola Holmes' estreia na Netflix nesta quarta-feira, 23
CHEGOU!

Filme 'Enola Holmes' estreia na Netflix nesta quarta-feira, 23

23/09/2020 16:00
Filme 'Enola Holmes' estreia na Netflix nesta quarta-feira, 23
Últimas Notícias