Dólar Comercial compra R$ 4,1686 venda R$ 4,1692 máxima 4,1902
Euro compra R$ 4,6084 venda R$ 4,6107 máxima 4,6473
23 Jan - 18h13
quinta, 23 de janeiro de 2020
Unique
Unique_mobile
ESCÂNDALO

Brasileiro é banido do tênis profissional por corrupção

09 Set 2019 - 16h38Atualizado 09 Set 2019 - 18h08
Brasileiro é banido do tênis profissional por corrupção - Crédito: Reprodução Facebook. Crédito: Reprodução Facebook.

A  Unidade de Integridade do Tênis (TIU) anunciou na tarde desta segunda-feira, 9, o banimento para a vida do brasileiro Diego Matos, de 31 anos, atual 1147º do mundo, por "inúmeros delitos" e manipulação de resultados, ou seja, venda e combinação de resultados de partidas oficiais.

O gaúcho foi suspenso pela unidade em dezembro de 2012 por 60 dias sob suspeita dos atos ilícitos e através de um comunicado, à época, enviado para a imprensa contou que no decorrer de 2018, seu melhor ano como profissional em termos de resultados, foi entrevistado em três oportunidades por agentes do TIU e ainda revelou que em outubro de 2018, na Tunísia, voltou a ser interpelado por agentes da unidade que queria fazer buscas em seu quarto no hotel oficial da competição ITF que ocorria.

Matos contou que negou a revista e disse que autorizaria a mesma com a presença da polícia local e por isto os agentes teriam desistido da ação. No mesmo comunicado, Matos levantou a teoria de que as investigações sobre ele, então com 30 anos, era com intuito de se fazer uma 'limpa no esporte'. "Em 2018 eu tive 3 entrevistas onde eu sempre colaborei e nunca até hoje me deram resultado dessas entrevistas, sinto que as autoridades estão sendo duras com essas sanções apenas por me considerar veterano para jogar, agora que vem muitas mudanças no circuito para 2019, tenho a impressão de que estas medidas tão agressivas, estão sendo utilizadas para limpar a lista de jogadores que buscam o sonho de ser tenistas profissionais", escreveu.

De acordo com o anuncio deste 09 de setembro do TIU, o promotor do caso Richard H. McLaren conseguiu apurar e provar que Diego Matos planejou o resultados de 10 partidas jogadas por ele em 2018 em torneios ITFs realizados no Brasil, Sri Lanka, Equador, Portugal e Espanha.

Por isto, o brasileiro deverá devolver a premiação de US$ 12 mil por ter vendido resultados das partidas de torneios no Equador.

O TIU ainda informa que a pena do gaúcho foi agravada com o fato de "não colaborar com a investigação" e além de devolver a premiação conquistada no Equador, deverá pagar uma multa de US$ 125 mil, aproximadamente
R$ 536.760,00.
 

Fonte: Jornal o Dia!

Envie denúncias, informações, vídeos e imagens para o Whatsapp do Portal Roma News
(91) 99385-1113ou clique aqui e fale conosco

Deixe seu Comentário

Leia Também

Carlos Alberto vai poder voltar a treinar com o elenco azulino em 30 dias
LIBERADO!

Carlos Alberto vai poder voltar a treinar com o elenco azulino em 30 dias

23/01/2020 16:51
Carlos Alberto vai poder voltar a treinar com o elenco azulino em 30 dias
Paysandu homenageia jovem torcedora vítima do ‘maníaco de Marituba’
LUTO E COMOÇÃO

Paysandu homenageia jovem torcedora vítima do ‘maníaco de Marituba’

23/01/2020 13:00
Paysandu homenageia jovem torcedora vítima do ‘maníaco de Marituba’
Paysandu faz treino tático focado em desafio contra o Bragantino
TRABALHANDO DURO

Paysandu faz treino tático focado em desafio contra o Bragantino

23/01/2020 12:35
Paysandu faz treino tático focado em desafio contra o Bragantino
Paragominas busca sustentabilidade por meio de pacto social com torcedor
ESPORTE SOCIAL

Paragominas busca sustentabilidade por meio de pacto social com torcedor

23/01/2020 11:45
Paragominas busca sustentabilidade por meio de pacto social com torcedor
Apresentação do projeto de reforma do Mangueirão é adiada para fevereiro
NOVO PRAZO

Apresentação do projeto de reforma do Mangueirão é adiada para fevereiro

23/01/2020 10:30
Apresentação do projeto de reforma do Mangueirão é adiada para fevereiro
Últimas Notícias