Dólar Comercial compra R$ 5,3158 venda R$ 5,3163 máxima 5,3792
Euro compra R$ 5,9766 venda R$ 5,9782 máxima 6,0392
05 Jul - 11h13
domingo, 05 de julho de 2020
Basa Sua Conta
Equatorial Celpa mobile
O HOMEM VOLTOU!

'Contrariando' pedido da família, Mazola retorna a Belém motivado e visando minimizar impacto dos dias parados

Treinador azulino elogiou ainda as chegadas de Zé Carlos e Everton, o protocolo do clube e falou de novas contratações

30 Jun 2020 - 17h54Atualizado 30 Jun 2020 - 17h55Por Junior Cunha
'Contrariando' pedido da família, Mazola retorna a Belém motivado e visando minimizar impacto dos dias parados - Crédito: Samara Miranda/Ascom Remo Crédito: Samara Miranda/Ascom Remo

De volta à Belém após 100 dias de quarentena por conta da pandemia do novo coronavírus, o técnico Mazola Júnior conversou por videoconferência com a imprensa na tarde desta terça-feira, 30. No início da conversa, o treinador azulino deixou uma mensagem para as famílias que perderam um ente querido por conta da covid-19.

"Queria desejar os meus sinceros sentimentos aqueles que perderam seus entes queridos. É um sentimento de muita preocupação", disse Mazola.

O treinador, que desembarcou no final da manhã na cidade, revelou que enfrentou "resistência" em casa para retornar à Belém em meio a pandemia.

"A confiança é tão grande, estou tão entusiasmado, empolgado, que vou te confessar, a minha família não queria que eu voltasse, pensando em mim, na minha saúde. Já não sou mais nenhum garoto. Tenho 55 anos. Graças a Deus tenho uma vida estabilizada. Mas o meu entusiasmo e a minha volta, vim com tanta gana, que tenho certeza que vamos conseguir ultrapassar todos esses obstáculos. A maior referência que tive nesses três meses seu fiquei fora de Belém, foi o trabalho da diretoria e do presidente. É histórico no Clube do Remo situações de inadimplência, de abandono, histórico de notícias ruins. E nesses 100 dias, a diretoria no comando do presidente conseguiu resolver todos. A diretoria e o presidente foram colocados a prova muito mais do que nós. Esse foi um dos principais fatores para que me motivar a voltar e fazer um grande trabalho", disse.

Protocolo de segurança do clube

O Remo montou um cronograma que será seguido por todos os profissionais que convivem no dia a dia do clube. Este protocolo já foi colocado em prática nos treinos desta terça-feira, 30. Ao chegar no Baenão, todos os jogadores passaram pela medição de temperatura e já vieram de casa uniformizados para o treino, tudo para evitar utilizar o vestiário do Baenao. Além disso, todos os jogadores e membros da comissão técnica seria responsáveis pela lavagem e gerenciamento de seus materiais de treino.

O técnico Mazola Júnior fez questão de elogiar o modo como a diretoria e o departamento médico do clube estão lidando com a questão sanitária. Para Mazola, o protocolo adotado pelo Remo dá "mais segurança" para retornar aos trabalhos presenciais.

(Foto: Samara Miranda/Remo)

"Eu acho muita prepotência da minha parte me posicionar em algum sentido nessa parte de saúde. Tem gente muito mais competente que eu nesse assunto para determinar a sequência ou não do paraense. Na parte que me toca, o clube do Remo está nos dando todas as condições que seriam possíveis ser dada para os profissionais voltarem a trabalhar. Não é uma forma minha de agir, mas é um assunto que confesso que, por tudo que escutei, estou seguindo a risca todas as recomendações que o meu departamento médico está dando. Estamos fazendo todos os procedimentos para voltar a treinar. A partir do momento que o nosso departamento médico nos der condições para voltar a treinar, eu confio plenamente".

Volta do Parazão

Uma reunião nesta quinta-feira, 2, pode selar o retorno do Campeonato Paraense 2020, provavelmente para o início de agosto. Caso isso seja confirmado, o Remo teria pouco mais de um mês para trabalhar em grupo e recondicionar o elenco para os jogos. Apesar do tempo "não ser o ideal", o técnico Mazola Júnior reforça que o trabalho será feito para minimizar os efeitos negativos da pausa de 100 dias.

"Um mês é pouco. Não é o ideal. Mas dentro da conjuntura toda, vamos ter condições de minimizar esse problema da menor maneira possível. Esperamos que possa correr tudo bem e que possamos ter o grupo todo em campo a partir do dia 6 de julho para começar o trabalho", disse.

"Acreditamos que vamos trabalhar na ponta dos dedos porque é um momento e uma situação totalmente inédita para todos. Esperamos poder contar também com a nossa experiência para que possamos minimizar todos os problemas e chegar as finais de todas as competições que temos nesta temporada. Sabemos que no começo vamos ter muita dificuldade. Mas pelo o que a diretoria, o presidente tem mostrado, vamos ter condições de buscar nossos objetivos", prosseguiu.

Zé Carlos e Everton

Como já havia sido adiantado pelo Portal Roma News, o Remo oficializou nesta manhã às contratações do lateral direito Everton e do centroavante Zé Carlos.

Zé Carlos era um dos pedidos do treinador - embora ele não admita - desde sua chegada ao Remo, em fevereiro. Porém, só agora a vinda dele foi concretizada. Mazola elogiou o atacante, reforçando a parceria entre eles - quando trabalharam juntos no CRB e no Criciúma - e rechaçou a questão de que o atacante veio "passar tempo" em Belém.

"Treinador nenhum contrata jogador. Comigo não funciona assim. Quem contrata e dispensa é o Clube do Remo. Há um conjunto de fatores que nos levam a tomar essas decisões. São jogadores que estavam disponíveis no mercado e aceitaram a proposta financeira que o Remo pode fazer. O Zé Carlos trabalhou comigo desde 2015 no CRB. Ele só teve rendimento quando foi treinado por mim. Ele é o maior artilheiro do Brasileiro da Série B de pontos corridos. Passa por um momento de final de carreira. Teve um início de ano ruim no São Bernardo. E ele se ofereceu para voltar a trabalhar comigo. O Remo estava precisando de atacantes, de um nove, com experiência em clube grande, de tomar pressão porque o Remo tem que subir esse ano. O Zé Carlos não veio aqui para roubar o Clube do Remo. O contrato dele, até onde sei, é o mais barato da carreira dele. Ele não vai dá prejuízo nenhum para o Clube do Remo".

Em relação ao lateral direito Everton, Mazola revelou ter sido indicação de um "treinador que tenho muita confiança". Ainda segundo ele, outros dois nomes estavam sendo observados pela diretoria para a posição.

"Nós tínhamos outros dois outros nomes de Série B, mas não andou. Apareceu o nome de Everton Silva de um treinador que tenho muita confiança. A partir disso e pelas características de um jogador que queríamos contratar, e pelo acesso com o Sampaio, fui assistir quatros jogos decisivos que o Everton jogou e gostei muito do que vi. Todas as informações que tivemos do Everton, encaixa religiosamente no perfil que estávamos querendo. Foi um casamento perfeito que esperamos que dê grande resultado para nós". 

Novas contratações e torcida

O Remo ainda segue no mercado em busca de mais três jogadores. Segundo apurou a reportagem, os nomes em questão são do lateral esquerdo Marlon, do volante Júlio Rusch e do centroavante Tcharlles.

Marlon pode pintar no clube para a disputa da Série C do Brasileiro, assim como o atacante Tcharlles. Ambos estão disputando o Paulista da Série A1 e já teriam um pré contrato assinado com o clube. Por outro lado, Mazola revelou ter um "problemão" para resolver logo mais com a diretoria azulina. Especula-se que o problema em questão seja a vinda do volante Júlio Rusch, pois o Londrina, clube em que está emprestado pelo Coritiba, não quer liberar o atleta antes do término do estadual.

"A princípio esperávamos a Série C e o estadual com um jogo por semana. Mas não vai acontecer. Já te asseguro que já tem um jogador com um pré contrato assinado para essa mesma função. Temos duas situações a serem resolvidas. Jogadores que vão acabar o estadual ainda. Estou chegando hoje. Sou meio das antigas. Não gosto de reunião virtual. Gosto do olho no olho. Hoje vou ter uma reunião com o presidente e a diretoria de futebol para ver qual o cenário. Temos um problema sério que apareceu na semana passada. Mas tudo isso vai passar por essa reunião que vou ter hoje". 

A volta dos jogos sem torcida é outro "problema" que Mazola terá que encarar nos próximos meses. O treinador contou que não gosta dessa situação de jogo, que prefere a pressão do torcedor "fungando" na cabeça dele.

"É mais uma situação totalmente inédita. Eu sou treinador de time grande. Gosto de estádio cheio, pressão em cima de mim. Gosto desse ambiente. Me sinto bem e acho que consigo produzir mais nesse tipo de ambiente. Por isso, a falta da torcida vai ser muito complicado, pelo menos para mim. Eu sinceramente, o que mais preocupa aqui, é imaginar fazer um jogo dirigindo sem o Fenômeno Azul "fungando" na minha cabeça", finalizou.

Envie denúncias, informações, vídeos e imagens para o Whatsapp do Portal Roma News
(91) 99385-1113ou clique aqui e fale conosco

Deixe seu Comentário

Leia Também

Série C do Brasileiro começa no dia 8 de agosto, afirma presidente da CBF
DATA MARCADA!

Série C do Brasileiro começa no dia 8 de agosto, afirma presidente da CBF

há 37 minutos atrás
Série C do Brasileiro começa no dia 8 de agosto, afirma presidente da CBF
Remo confirma saída de Rafael Jansen e zagueiro deixa recado para torcida: 'Obrigado, Nação'
JÁ FOI!

Remo confirma saída de Rafael Jansen e zagueiro deixa recado para torcida: 'Obrigado, Nação'

há 1 hora atrás
Remo confirma saída de Rafael Jansen e zagueiro deixa recado para torcida: 'Obrigado, Nação'
Goleiro do Paysandu reafirma que grupo vai em busca dos títulos e diz que momento é de 'readaptação'
NOVO NORMAL

Goleiro do Paysandu reafirma que grupo vai em busca dos títulos e diz que momento é de 'readaptação'

05/07/2020 05:00
Goleiro do Paysandu reafirma que grupo vai em busca dos títulos e diz que momento é de 'readaptação'
Globo acata decisão da Justiça e anuncia transmissão de Fluminense x Botafogo neste domingo
AO VIVO!

Globo acata decisão da Justiça e anuncia transmissão de Fluminense x Botafogo neste domingo

há 19 horas atrás
Globo acata decisão da Justiça e anuncia transmissão de Fluminense x Botafogo neste domingo
Gilbert Durinho testa positivo para a covid-19 e está fora do UFC 251
QUE PENA!

Gilbert Durinho testa positivo para a covid-19 e está fora do UFC 251

04/07/2020 15:16
Gilbert Durinho testa positivo para a covid-19 e está fora do UFC 251
Últimas Notícias