Dólar Comercial compra R$ 4,4861 venda R$ 4,4866 máxima 4,4863
Euro compra R$ 4,9518 venda R$ 4,9541 máxima 4,9588
28 Fev - 08h12
sexta, 28 de fevereiro de 2020
Unique
Unique_mobile
INCLUSÃO

Equipe de refugiados vai competir na Paralimpíada de Tóquio em 2020

12 Set 2019 - 09h50Atualizado 12 Set 2019 - 09h52Por Da Redação
Equipe de refugiados vai competir na Paralimpíada de Tóquio em 2020 - Crédito: Agência Brasil Crédito: Agência Brasil

O Comitê Paralímpico Internacional (IPC, na sigla em inglês) informou que uma equipe de refugiados vai competir na Paralimpíada de Tóquio em 2020. Em entrevista à NHK nessa quarta-feira, 10, o presidente do IPC, Andrew Parsons, disse que entre quatro e oito paratletas refugiados participarão das competições. Uma equipe de refugiados competiu pela primeira vez na Paralimpíada do Rio de Janeiro, há três anos.

Parsons afirmou que discussões estão sendo feitas com federações esportivas internacionais a respeito da seleção de atletas que vão participar dos jogos. Faltando cerca de um ano para a competição, o presidente do IPC declarou que, até o momento, a Paralimpíada de Tóquio é a que oferece melhores condições em comparação com torneios anteriores.

Ele disse ainda que o transporte é o maior desafio para os Jogos. Segundo Parsons, um nível maior de acessibilidade se faz necessário em relação ao transporte, desde o alojamento até os locais de competição, para atletas e pessoal encarregado que são portadores de diversos tipos de deficiência.

Segurança

Empresas de tecnologia dos Estados Unidos e do Japão apresentaram à imprensa um sistema de reconhecimento facial que será empregado em checagens de segurança na Olimpíada e Paralimpíada de Tóquio.

A gigante americana de semicondutores Intel e a fabricante japonesa de eletroeletrônicos NEC exibiram nessa quarta-feira (11) o equipamento de reconhecimento Neo Face, que tem 1,5 metro de altura e 30 centímetros de largura.

O sistema será usado em portões de acesso aos locais de competições para a identificação de atletas, jornalistas, funcionários e voluntários e também nas acomodações dos atletas.

O equipamento escaneia crachás emitidos pelos organizadores dos jogos e identifica instantaneamente mais de 300 mil indivíduos credenciados por meio de dados cadastrados e a imagem obtida nos portões de acesso.

As duas fabricantes dizem que será um uso inédito em Jogos Olímpicos, de uma tecnologia de reconhecimento facial em substituição a guardas de segurança.

Segundo as empresas, o sistema vai garantir uma identificação mais confiável e reduzirá o tempo de espera nas verificações de credencial. O presidente da Intel Japan, Kunimasa Susuki, disse que pretende fazer dos Jogos de 2020 os mais inovadores já realizados.

Fonte: Agência Brasil.

Envie denúncias, informações, vídeos e imagens para o Whatsapp do Portal Roma News
(91) 99385-1113ou clique aqui e fale conosco

Deixe seu Comentário

Leia Também

Neymar processa novamente o barcelona
PODE PEDIR MÚSICA?

Neymar processa novamente o barcelona

há 37 minutos atrás
Neymar processa novamente o barcelona
Mercy Nunes: 'Estamos com grande expectativa de fazer uma grande competição'
RITMO INTENSO

Mercy Nunes: 'Estamos com grande expectativa de fazer uma grande competição'

28/02/2020 04:56
Mercy Nunes: 'Estamos com grande expectativa de fazer uma grande competição'
CBF divulga tabela de jogos do Brasileirão Série A 2020
CONFIRA!

CBF divulga tabela de jogos do Brasileirão Série A 2020

27/02/2020 18:03
CBF divulga tabela de jogos do Brasileirão Série A 2020
Flamengo tenta manter, mas clubes vetam venda de mando de campo em todo o Brasileirão
POLÊMICA

Flamengo tenta manter, mas clubes vetam venda de mando de campo em todo o Brasileirão

27/02/2020 17:57
Flamengo tenta manter, mas clubes vetam venda de mando de campo em todo o Brasileirão
Arábia Saudita anuncia a criação de campeonato feminino de futebol
NOVA LIGA

Arábia Saudita anuncia a criação de campeonato feminino de futebol

27/02/2020 17:39
Arábia Saudita anuncia a criação de campeonato feminino de futebol
Últimas Notícias