Dólar Comercial compra R$ 5,3665 venda R$ 5,3675 máxima 5,3672
Euro compra R$ 5,9697 venda R$ 5,9719 máxima 5,9786
01 Jun - 23h09
segunda, 01 de junho de 2020
Basa - Amazônia Vida
XP Invest mobile
BOLA ROLANDO

Jogando na Nicarágua, lateral paraense relata situação do futebol no país e diz: 'Estamos indo só para os treinos e jogos'

29 Mar 2020 - 05h00Atualizado 28 Mar 2020 - 21h42Por Junior Cunha
Rafael Vieira em ação pelo Juventus - Crédito: Divulgação/Juventus ManáguaRafael Vieira em ação pelo Juventus - Crédito: Divulgação/Juventus Manágua

Desde o início do mês de março o mundo do esporte ficou em alerta. O surto do novo coronavírus rapidamente se espalhou por diversos países de todos os continentes e forçou a parada de competições de futebol, vôlei, basquete, entre outros esporte, e fez com que vários eventos, que estavam programados para os próximos meses, também fossem suspensos.

Porém, alguns países seguem com bola rolando em seus campeonatos nacionais. Um destes países é a Nicarágua, na América Central. Por lá, a rotina da população não foi parada por conta da pandemia de Covid-19. 

"Aqui está normal, pelo incrível que pareça. Nada está fechado. Está uma vida normal. Pelo o que sabemos, só tiveram seis casos até agora. Mas achamos que deva ter mais, porque o governo tipo que não dá os números exatos", relata o paraense Rafael Vieira.

Defendendo o Juventus Manágua, o lateral esquerdo paraense, de 31 anos, está desde julho de 2019 jogando no país. Rafael mora na cidade de Masaya, há 40 minutos da capital Manágua. O jogador conta como tem feito para manter a vida no país e sobre a relação a distância com os pais e a esposa, que estão em Belém.

"A todo momento estou falando com minha esposa e com meus pais. Tem aquela preocupação pelo fato de estar em outro país e também pelo o que estão lidando com esse vírus. Aqui estamos indo só para os treinos, jogos e supermercado. Quando saímos na rua, é com medo. Estamos nos prevenindo. Eu, por exemplo, moro com três estrangeiros. Procuramos lavar bastante as mãos antes e depois do treino. E assim que chegamos em casa, lavamos imediatamente as roupas, seguindo as recomendações", conta. 

Esta é a segunda vez que Rafael joga no futebol da Nicarágua. Em 2016, ele defendeu o Diriangén FC. No futebol paraense, o lateral esquerdo, que começou no Paysandu, em 2007, passou por São Raimundo, Independente, Castanhal, Tuna e Águia. 

Tanto Rafael quanto os outros jogadores que atuam no país, aguardam que a federação nacional tenha bom senso e pense na saúde dos atletas. Entretanto, ele lembra que já foram feitas várias manifestações pedindo a paralisação do torneio, mas todas foram ignoradas pela entidade tendo a maioria dos clubes votando a favor da realização dos jogos.

"O campeonato não tem previsão de parar. Semana passada alguns jogadores se manifestaram no Twitter pedindo a paralisação do campeonato. Depois disso, a federação chamou os clubes para uma assembleia, mas a maioria, se não me engano, votou para continuar o campeonato. Acho que só duas equipes votaram contra. Um dos que votou contra foi o Diriagen (equipe que ocupa a segunda colocação do campeonato). A única medida que foi tomada pela federação foi jogar de portões fechados", finaliza.

Envie denúncias, informações, vídeos e imagens para o Whatsapp do Portal Roma News
(91) 99385-1113ou clique aqui e fale conosco

Deixe seu Comentário

Leia Também

Liverpool marca data para começar a vestir Nike
AGORA É OFICIAL

Liverpool marca data para começar a vestir Nike

01/06/2020 21:00
Liverpool marca data para começar a vestir Nike
Andre Fili revela desejo de enfrentar McGregor
UFC

Andre Fili revela desejo de enfrentar McGregor

01/06/2020 20:00
Andre Fili revela desejo de enfrentar McGregor
Ricardo Gluck Paul: 'Não acredito no retorno do Parazão'
OPINIÃO

Ricardo Gluck Paul: 'Não acredito no retorno do Parazão'

01/06/2020 18:55
Ricardo Gluck Paul: 'Não acredito no retorno do Parazão'
De bicicleta, Fred inicia trajeto de 600 km entre BH e RJ para se apresentar ao Fluminense
VOLTANDO PARA CASA

De bicicleta, Fred inicia trajeto de 600 km entre BH e RJ para se apresentar ao Fluminense

01/06/2020 14:02
De bicicleta, Fred inicia trajeto de 600 km entre BH e RJ para se apresentar ao Fluminense
Manifestações contra o racismo repercutem no mundo do esporte
PROTESTO

Manifestações contra o racismo repercutem no mundo do esporte

01/06/2020 13:42
Manifestações contra o racismo repercutem no mundo do esporte
Últimas Notícias