Dólar Comercial compra R$ 4,3909 venda R$ 4,3916 máxima 4,3915
Euro compra R$ 4,7404 venda R$ 4,7425 máxima 4,7416
20 Fev - 10h53
quinta, 20 de fevereiro de 2020
Unique
Vale ITV mobile
FUROU A BOLA

Marketing multinível ou pirâmide financeira? Ronaldinho Gaúcho vira réu por danos morais

14 Fev 2020 - 12h53Atualizado 14 Fev 2020 - 14h25
Marketing multinível ou pirâmide financeira? Ronaldinho Gaúcho vira réu por danos morais -

 O ex-jogador Ronaldinho Gaúcho virou réu em uma ação civil coletiva que pede R$300 milhões por danos morais e materiais por causa de sua ligação com a empresa 18kRonaldinho. Desde o ano passado, a firma tem bloqueado o dinheiro de clientes que investiram em suas atividades.

A ação coletiva está sendo movida pelo Instituto Brasileiro de Estudo e Defesa das Relações de Consumo (Ibedec), de Goiás, diz ter identificado 150 pessoas lesadas pelo bloqueio das contas da 18k. De acordo com o Ibedec, as vítimas moram em vários estados brasileiros e em países como Estados Unidos, Portugal e Itália.

O valor estipulado na ação foi calculado com base nos supostos prejuízos das vítimas, mas o pedido ainda será apreciado pela Justiça.

Além de Ronaldinho e da empresa que leva seu nome, aparecem como réus da ação os diretores e colaboradores, que eram responsáveis por arregimentar clientes em reuniões pelo Brasil.

A empresa praticava marketing multinível e prometia rendimentos de até 2% ao dia, além de prêmios como um Porsche Panamera para quem comprasse pacotes que iam de US$30 a US$12 mil (aproximadamente, de R$130 a R$52mil). A promessa era auferir rendimento de operações na criptomoeda Bitcoin.

Em Outubro, o Ministério Público Federal investigava a 18k por suspeita de ser uma pirâmide financeira, prática considerada crime contra a economia popular, Ronaldinho anunciou seu desligamento e passou a se dizer vítima da empresa. Logo depois, os clientes começaram a não conseguir mais retirar o dinheiro investido na plataforma online.

O advogado Fernando Barbosa, do Ibedec goiano, incluiu Ronaldinho como réu da ação coletiva pela convicção de que ele foi mais do que apenas um garoto-propaganda do negócio. “Tem várias propagandas, vários vídeos na internet, anunciando o ex-jogador como sócio da empresa”, afirmou ele.

Apesar do nome de Ronaldinho não estar vinculado formalmente à empresa batizada em sua homenagem, em uma reunião da 18k no ano passado presenciada pela reportagem, a firma apresentou Ronaldinho como sócio-proprietário. Em encontros com membros e em vídeos institucionais, o ex-atleta promovia a associação à empresa.

Procurado, o advogado Sérgio Queiroz, que defende Ronaldinho, disse que não se manifestaria porque ainda não teria sido notificado oficialmente. Mas disse que o ex-jogador “é parte ilegítima para figurar em qualquer ação que envolva a empresa do Sr. Marcelo Lara”.

O advogado Gabriel Villarreal, que defende a 18k, também não quis se pronunciar, por ainda não ter sido notificado oficialmente. Ele afirmou não saber se o presidente e colaboradores da empresa iriam responder sobre o bloqueio das contas dos clientes.

Marcelo Lara Marcelino, que se apresenta como CEO da 18k e mora nos Estados Unidos, tem gravado vídeos distribuídos pelo WhatsApp, nos quais afirma que seu negócio foi vítima de uma fraude e que por isso teria bloqueado os saques de sua plataforma.

Ele já prometeu devolver o valor investido em relógios e ações de outras empresas, mas os clientes dizem que, até agora, as promessas não se concretizaram.

Além da ação civil, a 18kRonaldinho é alvo de uma investigação na esfera criminal, levada a cabo pelo Ministério Público de São Paulo. A promotoria já ouviu o ex-jogador. Na ocasião, ele afirmou ter tido o nome usado indevidamente em ações promocionais.

Os promotores pretendem agora ouvir os sócios da empresa, que vivem no Rio de Janeiro, a respeito da denúncia.

 

Fonte: UOL

Envie denúncias, informações, vídeos e imagens para o Whatsapp do Portal Roma News
(91) 99385-1113ou clique aqui e fale conosco

Deixe seu Comentário

Leia Também

Jogadores do Vasco foram alvos de racismo na Bolívia
ATÉ QUANDO?

Jogadores do Vasco foram alvos de racismo na Bolívia

há 25 minutos atrás
Jogadores do Vasco foram alvos de racismo na Bolívia
Eliminado na 2ª fase, Hélio dos Anjos defende elenco bicolor e afirma: "orgulho dos meus jogadores"
FRUSTRAÇÃO

Eliminado na 2ª fase, Hélio dos Anjos defende elenco bicolor e afirma: "orgulho dos meus jogadores"

20/02/2020 09:45
Eliminado na 2ª fase, Hélio dos Anjos defende elenco bicolor e afirma: "orgulho dos meus jogadores"
Em clima de revanche, Remo encara o Brusque pela Copa do Brasil
PELA SEGUNDA FASE

Em clima de revanche, Remo encara o Brusque pela Copa do Brasil

20/02/2020 04:58
Em clima de revanche, Remo encara o Brusque pela Copa do Brasil
Paysandu perde para o CRB nos pênaltis e é eliminado da Copa do Brasil
DEU GALO!

Paysandu perde para o CRB nos pênaltis e é eliminado da Copa do Brasil

19/02/2020 21:26
Paysandu perde para o CRB nos pênaltis e é eliminado da Copa do Brasil
Vinicius: 'Temos a nossa qualidade'
CONCENTRAÇÃO

Vinicius: 'Temos a nossa qualidade'

19/02/2020 18:56
Vinicius: 'Temos a nossa qualidade'
Últimas Notícias