Dólar Comercial compra R$ 4,2012 venda R$ 4,2018 máxima 4,2085
Euro compra R$ 4,6617 venda R$ 4,6627 máxima 4,673
21 Jan - 14h00
terça, 21 de janeiro de 2020
ASLAN concurso de bolsas
'LUTAR ATÉ O FINAL'

Presidente do Paysandu pede anulação do jogo contra o Náutico

09 Set 2019 - 22h23Atualizado 09 Set 2019 - 22h57
Presidente do Paysandu pede anulação do jogo contra o Náutico - Crédito: Fernando Torres - Ascom Paysandu Crédito: Fernando Torres - Ascom Paysandu

A polêmica que paira sobre os bicolores desde o último domingo, 8, é a eliminação do Paysandu nas quartas de final do Brasileirão da Série C. O pênalti marcado aos 49 minutos e 20 segundos do segundo tempo, de um jogo previsto para encerrar aos 50, mudou o rumo do Papão e acendeu um alerta na diretoria do clube.

A derrota veio na penalidade máxima, por 5 a 3 para o Náutico. Estão sendo contestados desde o pênalti marcado no último minuto de jogo pelo árbitro gaúcho Leandro Pedro Vuaden – quando os bicolores venciam por 2 a 1 –, até a invasão dos torcedores do time pernambucano ao gramado dos Aflitos, quando o jogo já estava decidido.

Nesta segunda-feira, 9, o Ricardo Gluck Paul está no Rio de Janeiro para tomar as providências judiciais, juntamente com um grupo de advogados especialistas em Direito Esportivo. Em entrevista ao Portal Roma News, o diretor afirmou que “a primeira medida foi cancelar a volta para Belém já na madrugada de domingo, 8, para trabalhar uma defesa e solicitar o que puder ser solicitado para reparar o que aconteceu com o clube”, disse.

O ponto inicial da defesa do clube foi que “houve um erro de direito na condução da partida de domingo. Pela circunstância do jogo, um pênalti marcado nos últimos minutos, uma aplicação de pênalti em um jogador que estava com os braços posicionados de forma que não gerou nenhum volume no corpo é uma situação que não é interpretação de pênalti”, afirmou. “O árbitro não deveria ter marcado o pênalti. Da forma que ele marcou, ou ele não conhece a regra ou se esqueceu da regra ou estava com outra intenção”, complementou.

A diretoria do Paysandu espera, ainda nesta semana, que o pedido chegue ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). “Não é uma matéria simples, as chances de êxito são muito pequenas, mas mesmo com isso, vamos lutar até o final para que a gente possa defender o Paysandu e buscar justiça”, finalizou.

Envie denúncias, informações, vídeos e imagens para o Whatsapp do Portal Roma News
(91) 99385-1113ou clique aqui e fale conosco

Deixe seu Comentário

Leia Também

Técnica do elenco feminino do Paysandu comemora apresentação em campo: 'Mais uma conquista'
ELAS VÊM COM TUDO!

Técnica do elenco feminino do Paysandu comemora apresentação em campo: 'Mais uma conquista'

há 20 minutos atrás
Técnica do elenco feminino do Paysandu comemora apresentação em campo: 'Mais uma conquista'
Autor de dois gols, volante se diz emocionado com o apoio do elenco
A redenção

Autor de dois gols, volante se diz emocionado com o apoio do elenco

há 9 horas atrás
Autor de dois gols, volante se diz emocionado com o apoio do elenco
Hélio dos Anjos: 'Facilitamos o nosso jogo porque não jogamos diferente'
Estreia positiva

Hélio dos Anjos: 'Facilitamos o nosso jogo porque não jogamos diferente'

20/01/2020 22:21
Hélio dos Anjos: 'Facilitamos o nosso jogo porque não jogamos diferente'
Paysandu vence o Itupiranga por 3 a 1 na Curuzu
Parazão 2020

Paysandu vence o Itupiranga por 3 a 1 na Curuzu

há 16 horas atrás
Paysandu vence o Itupiranga por 3 a 1 na Curuzu
Árbitro agredido por jogadores do Paysandu presta depoimento à polícia
NA TARDE DE HOJE

Árbitro agredido por jogadores do Paysandu presta depoimento à polícia

20/01/2020 13:00
Árbitro agredido por jogadores do Paysandu presta depoimento à polícia
Últimas Notícias