Dólar Comercial compra R$ 5,3665 venda R$ 5,3675 máxima 5,3672
Euro compra R$ 5,9729 venda R$ 5,9756 máxima 5,9786
01 Jun - 22h15
segunda, 01 de junho de 2020
Basa - Amazônia Vida
Natura mobile
CONTO DO VIGÁRIO

Primeiro de abril: as maiores 'potocas' de Leão e Papão

01 Abr 2020 - 19h37Atualizado 01 Abr 2020 - 19h38
Primeiro de abril: as maiores 'potocas' de Leão e Papão -

O dia primeiro de abril é popularmente conhecido como dia da mentira. No futebol paraense várias histórias são tidas como mentirosas. É jogador que foi contratado e não vestiu a camisa, craque visto no aeroporto para assinar contrato, promessa de disputar competição internacional.
Por isso, o Portal Roma News vai relembrar os torcedores das maiores mentiras de Remo e Paysandu nos últimos 10 anos. Veja:

Remo e o ‘quase gol’

No final de 2013, o Remo iniciou o projeto do “camisa 33”, em alusão ao tabu da década de 90 em cima do maior rival Paysandu, que traria um “grande” jogador do futebol brasileiro, quiça mundial, para ser o principal nome da equipe no ano seguinte, quando o Remo voltaria a tentar uma vaga na Série D do Campeonato Brasileiro.

Rapidamente vários nomes começaram a ser cogitados. Entre eles, os meias Alex e Andrezinho, ambos com passagens pelo Internacional, e o atacante uruguaio Loco Abreu, com destaque na seleção do seu país e no Botafogo.

A cada dia, um novo nome surgia. A apresentação da “grande contratação” foi marcada para o dia 15 de dezembro daquele ano com uma grande festa no Mangueirão, tendo jogo festivo dos atletas que fizeram parte dos 33 jogos do tabu em cima do Paysandu enfrentando o time da imprensa paraense e chegada do novo reforço de helicóptero no meio do gramado.

Na véspera do jogo, surgiu a informação de que o então jogador seria o atacante uruguaio Herrera, o ‘quase gol’ com passagens por Corinthians, Botafogo e Grêmio. Há quem diga até ter visto o atacante desembarcando no aeroporto de Belém.

Porém, não passou de boato. Quem desceu do helicóptero foi o atual camisa 10 azulino, Eduardo Ramos. E o que ficou foi a zoação e o conto do “vi o Herrera no aeroporto”.

Paysandu e a ‘volta à América’

Estava no planejamento do Paysandu Sport Club para a temporada 2017 a participação na Copa Sul-Americana. O Papão, pela conquista da Copa Verde de 2016 teria direito a participar da competição continental. Mas, a Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) negou ao clube paraense a vaga no certame.

A vaga foi perdida devido a uma reformulação da Libertadores e da Copa Sul-Americana. Assim, as vagas brasileiras na Libertadores aumentaram de quatro para seis, enquanto que na Sula diminuíram de oito para seis. Na época, a compensação foi o Paysandu entrar na fase de oitavas de final da Copa do Brasil.

A vaga na Sul-Americana era dada aos campeões da Copa Verde desde a fundação do torneio regional., em 2014. Brasília e Cuiabá disputaram a "Sula" por serem campeões da CV em 2014 e 2015, respectivamente.

Caso tivesse disputado a Sul-Americana, esta teria sido a segunda competição internacional do Paysandu no século XXI. Em 2003 os bicolores participaram da Copa Libertadores da América, onde alcançaram o feito de vencer o todo poderoso Boca Juniors em plena La Bombonera, na Argentina.

Envie denúncias, informações, vídeos e imagens para o Whatsapp do Portal Roma News
(91) 99385-1113ou clique aqui e fale conosco

Deixe seu Comentário

Leia Também

Liverpool marca data para começar a vestir Nike
AGORA É OFICIAL

Liverpool marca data para começar a vestir Nike

01/06/2020 21:00
Liverpool marca data para começar a vestir Nike
Andre Fili revela desejo de enfrentar McGregor
UFC

Andre Fili revela desejo de enfrentar McGregor

01/06/2020 20:00
Andre Fili revela desejo de enfrentar McGregor
Ricardo Gluck Paul: 'Não acredito no retorno do Parazão'
OPINIÃO

Ricardo Gluck Paul: 'Não acredito no retorno do Parazão'

01/06/2020 18:55
Ricardo Gluck Paul: 'Não acredito no retorno do Parazão'
De bicicleta, Fred inicia trajeto de 600 km entre BH e RJ para se apresentar ao Fluminense
VOLTANDO PARA CASA

De bicicleta, Fred inicia trajeto de 600 km entre BH e RJ para se apresentar ao Fluminense

01/06/2020 14:02
De bicicleta, Fred inicia trajeto de 600 km entre BH e RJ para se apresentar ao Fluminense
Manifestações contra o racismo repercutem no mundo do esporte
PROTESTO

Manifestações contra o racismo repercutem no mundo do esporte

01/06/2020 13:42
Manifestações contra o racismo repercutem no mundo do esporte
Últimas Notícias