Dólar Comercial compra R$ 4,6425 venda R$ 4,6443 máxima 4,7246
Euro compra R$ 6,0246 venda R$ 6,0257 máxima 6,0371
25 Mai - 03h15
segunda, 25 de maio de 2020
Natura
Alcoa mobile
SUSTENTABILIDADE

Fundação Vale apoia Cooperativa de Catadores para coleta regular de resíduos em Canaã

07 Fev 2020 - 20h25Atualizado 07 Fev 2020 - 20h58
Contrato irá favorecer proteção ao meio ambiente e incremento de renda para catadores - Contrato irá favorecer proteção ao meio ambiente e incremento de renda para catadores -

A Cooperativa de Catadores de Material Reciclado (Coolettar) e a prefeitura municipal de Canaã dos Carajás assinaram nesta sexta feira, 7/2, contrato para coleta seletiva diária de resíduos sólidos no município. Implantada em 2014, a cooperativa, que reúne ex-trabalhadores do extinto lixão da cidade tem crescido sua atuação, profissionalização das atividades e forma de gestão.  A consolidação do contrato contou também com o apoio de parceiros, entre eles, a Vale e a Fundação Vale, que tem assegurado consultoria técnica ao longo dos últimos anos para o fortalecimento do negócio social.

A presidente da Coolettar, Valeria Pereira da Silva vê a assinatura do contrato como algo que pode ser ainda maior. "Eu vejo que a gente pode fazer uma transformação não só na cidade, mas no Estado, isso pode abrir possibilidades e prática em outras cidades e pode ser um grande exemplo para todo o Pará, que as pessoas abracem a ideia e os catadores que matam um leão por um dia poderão ter mais qualidade de vida", diz Valeria emocionada e entusiasmada. Hoje, a Cooletar já retira do meio ambiente e dá destinação correta para cerca de 50 toneladas de resíduos por mês em Canaã.

Para o prefeito Jeová Andrade, o município avança muito com o fortalecimento da cooperativa. "Esse contrato é a formalização do apoio a essa classe tão trabalhadora. Toneladas de lixo são reaproveitadas todos os dias, o que é muito importante para toda a sociedade. O trabalho é grandioso. Esperamos que todos tenham muito sucesso."

Além do benefício ambiental com a formalização da coleta seletiva no município, o contrato promoverá a geração de  trabalho e renda aos cooperados. Ao longo do ano de vigência do contrato, a Cooperativa receberá pela prestação dos serviços, um aporte financeiro mensal de R$ 35 mil.

Por meio do apoio da Vale, a Cooletar foi um dos empreendimentos sociais beneficiados pelo programa AGIR S11D, iniciativa da Fundação Vale que visa o apoio na gestão, produção, comercialização e governança de empreendimentos sociais. A Cooperativa contou com assessoria técnica para o desenvolvimento e elaboração do plano de negócios, recursos para aquisição de equipamentos e a doação de veículo de transporte de carga, além da consultoria especializada para a formação do contrato assinado hoje com a prefeitura. A cooperativa cresceu, passou de dez para quatorze empreendedores, e a renda mensal dos cooperados aumentou em cerca de 540%, para atuais R$ 950,00 por empreendedor.

"Temos acompanhado o engajamento e evolução dos empreendedores da Coolettar e de seus cooperados ao longo destes últimos anos. Esse contrato é um passo de extrema importância para a alavancagem do negócio, bem como para efeitos multiplicadores, que promovam o desenvolvimento de Canaã como cidade sustentável", destacou o gerente de negócios sociais da Fundação Vale, Marcus Finco.
 
O resultado é fruto também das parcerias com demais órgãos, moradores e empresas que hoje fazem a segregação do lixo para coleta dos resíduos pela Coolettar. Mas a consolidação do município como referência em coleta seletiva irá depender também da adesão da população. Atualmente, a Cooletar já faz ronda periódica em bairros da cidade. Abaixo confira dicas para realizar a coleta seletiva.

Veja quais materiais você pode segregar para fazer a destinação correta:

- Papel, papelão, livros paradidáticos com ou sem espiral, revistas, jornal, entre outros;
- Sacolas plásticas, garrafas PET, embalagens de detergente, amaciante, desinfetante, água sanitária, shampoo, condicionador ou álcool em gel (não precisa lavar);
- Mangueiras, balde, bacias, galões de água mineral;
- Pacotes de salgadinhos, saquinhos de açúcar, feijão, arroz, entre outros;
- Isopor que protege móveis ou eletrodomésticos ou isopor de embalagem sem adesivos; e
- Embalagens longa vida de leite e suco, vidros, latas e latinhas

Fonte: Ascom/Vale

Envie denúncias, informações, vídeos e imagens para o Whatsapp do Portal Roma News
(91) 99385-1113ou clique aqui e fale conosco

Deixe seu Comentário

Leia Também

Doações de testes rápidos e equipamentos de proteção reforçam combate à Covid-19 no Sul e Sudeste do Pará
APOIO

Doações de testes rápidos e equipamentos de proteção reforçam combate à Covid-19 no Sul e Sudeste do Pará

23/05/2020 04:58
Doações de testes rápidos e equipamentos de proteção reforçam combate à Covid-19 no Sul e Sudeste do Pará
Em pouco mais de uma semana, Basa já liberou mais de R$ 58 milhões do FNO emergencial
SOCORRO FINANCEIRO

Em pouco mais de uma semana, Basa já liberou mais de R$ 58 milhões do FNO emergencial

21/05/2020 17:50
Em pouco mais de uma semana, Basa já liberou mais de R$ 58 milhões do FNO emergencial
Em pouco mais de uma semana, Basa já liberou mais de R$ 58 milhões do FNO Emergencial
APOIO AO EMPREENDEDOR

Em pouco mais de uma semana, Basa já liberou mais de R$ 58 milhões do FNO Emergencial

20/05/2020 22:18
Em pouco mais de uma semana, Basa já liberou mais de R$ 58 milhões do FNO Emergencial
AçãoBrasil Investimentos abre vagas e estima dobrar o faturamento
FINANÇAS

AçãoBrasil Investimentos abre vagas e estima dobrar o faturamento

19/05/2020 06:00
AçãoBrasil Investimentos abre vagas e estima dobrar o faturamento
Simineral ON conta histórias de união e cooperação em meio a Pandemia
SOLIDARIEDADE

Simineral ON conta histórias de união e cooperação em meio a Pandemia

15/05/2020 11:38
Simineral ON conta histórias de união e cooperação em meio a Pandemia
Últimas Notícias