Dólar Comercial compra R$ 5,345 venda R$ 5,347 máxima 5,346
Euro compra R$ 5,8544 venda R$ 5,8587 máxima 5,8763
27 Mai - 02h07
quarta, 27 de maio de 2020
Basa Prorrogação de Parcela
XP Invest mobile
POLUIÇÃO

Análise da UFBA aponta que óleo que atinge litoral nordestino é produzido na Venezuela

Segundo pesquisadores da instituição, resultado foi encontrado após diversos testes comparativos com nove amostras

10 Out 2019 - 17h30Atualizado 10 Out 2019 - 17h36
Análise da UFBA aponta que óleo que atinge litoral nordestino é produzido na Venezuela - Crédito: DIVULGAÇÃO/GOVERNO DE SERGIPE Crédito: DIVULGAÇÃO/GOVERNO DE SERGIPE

Um terceiro laudo divulgado nesta quinta-feira, 10, produzido pela Universidade Federal da Bahia (UFBA), indicou mais uma vez que o óleo encontrado no Nordeste é proveniente de bacia petrolífera da Venezuela. Anteriormente, a Marinha do Brasil e a Petrobras haviam chegado à mesma conclusão.

O novo documento foi produzido com a justificativa de ser independente e mais um instrumento de colaboração com as investigações. Também nesta quinta, a Marinha informou que a mancha avançou pelo litoral e já chegou a Arembepe, em Camaçari, na Região Metropolitana de Salvador (RMS).

Em coletiva de imprensa, a diretora do Instituto de Geociências (Igeo-Ufba), Olívia Oliveira, disse que as amostras recolhidas possivelmente são de petróleo cru que perdeu compostos químicos por meio de evaporação. “Devido ao longo tempo em que o material está no mar, a constatação [sobre ser petróleo cru] fica prejudicada”, contou ela. 

Por ter viscosidade alta, os cientistas não descartam a chance de ser bunker, combustível usado em navios. Conforme a nota técnica, a análise dos biomarcadores e da presença de carbono apontaram que o material contaminante tem semelhança com um dos tipos de petróleo produzido na Venezuela. “Nenhum petróleo produzido no Brasil apresenta distribuição de biomarcadores similar aos resultados encontrados”, revelou a diretora.

Este estudo mais recente será remetido ao Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos da Bahia (Inema), que vem acompanhando e reunindo informações sobre o fato no estado. Os pesquisadores eliminaram a possibilidade de o óleo ser proveniente de vazamento de plataformas brasileiras de extração.

A análise do fluido foi concluída em três dias e contou com uma equipe técnica de 16 pessoas, entre geólogos, biólogos, físicos e químicos. O material oleoso usado no estudo foi coletado nas costas sergipana e baiana em parceria com a Universidade Federal de Sergipe (UFS) e a Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs). 

Fonte: Correio 24 Horas

Envie denúncias, informações, vídeos e imagens para o Whatsapp do Portal Roma News
(91) 99385-1113ou clique aqui e fale conosco

Deixe seu Comentário

Leia Também

Câmara aprova MP que aumenta salário mínimo para R$ 1.045
ECONOMIA

Câmara aprova MP que aumenta salário mínimo para R$ 1.045

26/05/2020 23:00
Câmara aprova MP que aumenta salário mínimo para R$ 1.045
Rio passa de 40 mil casos e registra 4.361 mortes por causa do coronavírus
BALANÇO

Rio passa de 40 mil casos e registra 4.361 mortes por causa do coronavírus

26/05/2020 22:00
Rio passa de 40 mil casos e registra 4.361 mortes por causa do coronavírus
Campanha de vacinação contra gripe atinge 62,7% do público-alvo
IMUNIZAÇÃO

Campanha de vacinação contra gripe atinge 62,7% do público-alvo

26/05/2020 21:00
Campanha de vacinação contra gripe atinge 62,7% do público-alvo
Em queda, dólar fecha no menor valor em um mês com valor a R$ 5,33
COTAÇÃO

Em queda, dólar fecha no menor valor em um mês com valor a R$ 5,33

26/05/2020 19:43
Em queda, dólar fecha no menor valor em um mês com valor a R$ 5,33
STF arquiva pedido contra Bolsonaro por falsidade ideológica
DECISÃO

STF arquiva pedido contra Bolsonaro por falsidade ideológica

26/05/2020 19:20
STF arquiva pedido contra Bolsonaro por falsidade ideológica
Últimas Notícias