Dólar Comercial compra R$ 5,3895 venda R$ 5,3901 máxima 5,3914
Euro compra R$ 6,3914 venda R$ 6,3943 máxima 6,3937
20 Set - 23h50
domingo, 20 de setembro de 2020
VLAE - DIA DA AMAZ - DESK - 15.9
SER LIDER DE MERC É ...- MOB
JOGOS OLÍMPÍCOS

Após 1ª morte por coronavírus no Japão, organizadores reafirmam que olimpíadas vão acontecer

O pronunciamento foi feito antes de governo confirmar a primeira morte por Covid-19 no Japão

13 Fev 2020 - 15h22Atualizado 13 Fev 2020 - 15h28
Após 1ª morte por coronavírus no Japão, organizadores reafirmam que olimpíadas vão acontecer - Crédito: Reprodução Crédito: Reprodução
Depois de criticar os "rumores irresponsáveis", o presidente do comitê organizador dos Jogos Olímpicos de Tóquio, Yoshimo Mori, voltou a repetir nesta quinta-feira, 13, que não considera "adiar ou cancelar os Jogos" em razão da epidemia do novo coronavírus. O pronunciamento foi feito antes de governo confirmar a primeira morte por Covid-19 no Japão.
 
O ministro da Saúde do Japão, Katsunobu Kato, disse em entrevista coletiva que a paciente era uma mulher de cerca de 80 anos, moradora da região de Tóquio. Katsunobu também disse que "ainda não está clara" a relação da morte da idosa com o coronavírus, mas informou que o teste para identificar a infecção deu positivo para Covid-19.
 
Faltando apenas 162 dias para a cerimônia de abertura, as perguntas sobre um eventual adiamento dos Jogos Olímpicos em caso de propagação do vírus por toda a Ásia estão aumentando.
 
Durante a reunião com os membros do COI, a governadora de Tóquio, Yuriko Koike, prometeu aplicar "medidas rigorosas" para proteger a população contra o Covid-19 à medida que os Jogos Olímpicos se aproximam.
 
A epidemia oficialmente chamada Covid-19, já forçou o adiamento de uma série de eventos esportivos na China, incluindo competições de qualificação olímpica. 
 
A lista não para de crescer. Na quarta-feira, 12, o Grande Prêmio de Fórmula 1 de Xangai foi adiado e pode ser cancelado. Outros eventos esportivos programados na Ásia também podem ser adiados se a epidemia se expandir.
 
O prefeito da vila olímpica, Saburo Kawabuchi, disse na reunião que espera um aumento da umidade do ar para limitar a doença. "Temos a estação das chuvas que pode derrotar o vírus", disse ele.
 
No Japão há ainda 28 casos confirmados da infecção, quatro deles em estado grave no hospital. Outras 218 pessoas estão infectadas em um cruzeiro colocado em quarentena na costa japonesa.
 
Na Ásia
 
Nesta quinta-feira, 13, uma cidade de 10.000 habitantes perto de Hanói, no Vietnã, foi colocada em quarentena.
 
Ainda hoje, a província chinesa de Hubei, onde o vírus apareceu, anunciou outras 242 mortes e cerca de 15.000 novas infecções. 
 
Pelo menos 1.368 pessoas morreram na China, onde cerca de 60.000 pessoas foram infectadas com o Covid-19, um número que cresceu após a implementação na quarta-feira de um novo método de detecção.
 
Fonte: Correio Braziliente

Envie denúncias, informações, vídeos e imagens para o Whatsapp do Portal Roma News
(91) 99385-1113ou clique aqui e fale conosco

Deixe seu Comentário

Leia Também

TJ-RJ decide que Cristiane Brasil continuará presa
JUSTIÇA

TJ-RJ decide que Cristiane Brasil continuará presa

20/09/2020 22:21
TJ-RJ decide que Cristiane Brasil continuará presa
Livraria Saraiva decide fechar todas as suas lojas em Salvador
BAHIA

Livraria Saraiva decide fechar todas as suas lojas em Salvador

20/09/2020 21:00
Livraria Saraiva decide fechar todas as suas lojas em Salvador
Juiz da Lava-Jato determina bloqueio de R$ 237 milhões de advogado de Lula
JUSTIÇA

Juiz da Lava-Jato determina bloqueio de R$ 237 milhões de advogado de Lula

20/09/2020 19:20
Juiz da Lava-Jato determina bloqueio de R$ 237 milhões de advogado de Lula
Protestos contra monarquia ganham força na Tailândia
MANIFESTAÇÃO

Protestos contra monarquia ganham força na Tailândia

20/09/2020 17:20
Protestos contra monarquia ganham força na Tailândia
Metade das operadoras de turismo vende viagens para novembro e dezembro
DADOS DIVULGADOS

Metade das operadoras de turismo vende viagens para novembro e dezembro

há 7 horas atrás
Metade das operadoras de turismo vende viagens para novembro e dezembro
Últimas Notícias