Dólar Americano/Real Brasileiro compra R$ 5,0757 venda R$ 5,0777 máxima 5,1165
Euro/Real Brasileiro compra R$ 6,0328 venda R$ 6,0348 máxima 6,0788
29 Jul - 17h54
quinta, 29 de julho de 2021
LIDER - MELHOR ELET SECADOR - DESK - 03, 12, 21 E 29.07
FEST VERDE - DE 24.07 A 12.08 - REC - MOB
SAÚDE

Após aprovação dos EUA, Pfizer prevê implantação rápida de vacina contra covid-19 na América Latina

21 Nov 2020 - 10h15Atualizado 21 Nov 2020 - 10h18
Após aprovação dos EUA, Pfizer prevê implantação rápida de vacina contra covid-19 na América Latina - Crédito: Agência Brasil Crédito: Agência Brasil

Depois que receber autorização de emergência nos Estados Unidos, a farmacêutica norte-americana Pfizer espera lançar vacina experimental contra a covid-19 na América Latina o mais rápido possível.

A informação foi dada por um executivo sênior. Para ele, isso poderia ocorrer já em dezembro.

Em uma entrevista em Buenos Aires, Alejandro Cané, chefe de assuntos científicos e médicos da divisão de vacinas da Pfizer para a América do Norte, disse que a América Latina e outras partes do mundo deveriam ter um cronograma semelhante ao dos Estados Unidos. “No início a ideia é ter a vacina autorizada nos Estados Unidos. Estamos confiantes de que nas próximas semanas ou meses teremos a vacina em uso não só nos EUA e na Europa, mas também em países da América Latina,”, declarou.

A Pfizer solicitou, esta semana, aos reguladores de saúde dos EUA, autorização para uso de emergência de sua vacina contra a covid-19. O primeiro pedido desse tipo marca um grande passo para fornecer proteção contra o vírus mortal.

"A ideia é coletar todas as informações desse ensaio e estamos aguardando agora o retorno do governo [dos EUA] para ter uma reunião do Comitê Consultivo de Vacinas e Produtos Biológicos Relacionados e, depois disso, uma potencial autorização para nossa autorização de uso de emergência", disse Cané.

O executivo chegou a dizer que a vacina poderia ser usada e distribuída nos Estados Unidos e afirmou que a autorização poderia ocorrer em torno de uma a duas semanas após a reunião do comitê.

A Pfizer tinha acordos de fornecimento no Chile, México e Peru e que havia várias outras conversas em andamento, inclusive na Argentina, onde o governo disse que poderia receber 750 mil doses da vacina até dezembro, segundo informações de Alejandro Cané.

 

 

Fonte: Agência Brasil

Envie denúncias, informações, vídeos e imagens para o Whatsapp do Portal Roma News
(91) 98547-6589ou clique aqui e fale conosco

Deixe seu Comentário

Leia Também

Bolsonaro: 'a vacina é uma realidade em nosso governo'
EM BRASÍLIA

Bolsonaro: 'a vacina é uma realidade em nosso governo'

há 8 minutos atrás
Bolsonaro: 'a vacina é uma realidade em nosso governo'
Governo Central termina primeiro semestre com déficit de R$ 53,7 bi
ECONOMIA

Governo Central termina primeiro semestre com déficit de R$ 53,7 bi

há 29 minutos atrás
Governo Central termina primeiro semestre com déficit de R$ 53,7 bi
Adolescente virgem diz que ficou grávida após tomar vacina contra gripe
GRAVIDEZ INUSITADA

Adolescente virgem diz que ficou grávida após tomar vacina contra gripe

há 44 minutos atrás
Adolescente virgem diz que ficou grávida após tomar vacina contra gripe
Israel vai oferecer dose de reforço da Pfizer a maiores de 60 anos
SAÚDE

Israel vai oferecer dose de reforço da Pfizer a maiores de 60 anos

29/07/2021 16:50
Israel vai oferecer dose de reforço da Pfizer a maiores de 60 anos
Empresas desenvolvem vacina em pó para combater o coronavírus
NOVIDADE

Empresas desenvolvem vacina em pó para combater o coronavírus

29/07/2021 16:37
Empresas desenvolvem vacina em pó para combater o coronavírus
Últimas Notícias