Dólar Comercial compra R$ 4,1472 venda R$ 4,1479 máxima 4,1830
Euro compra R$ 4,5659 venda R$ 4,5681 máxima 4,5741
23 Set - 04h24
segunda, 23 de setembro de 2019
sebrae
Banco da Amazônia FNO 1 mobile
MAIS UM CAPÍTULO POLÊMICO

Ataque cracker foi mais amplo e atingiu 'coração' da Lava Jato

12 Jun 2019 - 19h33Atualizado 12 Jun 2019 - 19h38
Ataque cracker foi mais amplo e atingiu 'coração' da Lava Jato - Crédito: Jorge William / Agência O Globo Crédito: Jorge William / Agência O Globo

O ataque cracker que expôs conversas entre o ministro da Justiça Sergio Moro e o procurador Deltan Dallagnol foi mais amplo e bem planejado do que se pensa até agora. A confirmação é da Polícia Federal e do Ministério Público Federal (MPF), que confirmam os indícios.

Entre os alvos dos criminosos, estiveram integrantes das forças-tarefas de ao menos quatro estados (Rio, São Paulo, Paraná e Distrito Federal), delegados federais de São Paulo, magistrados do Rio e de Curitiba.

Além do atual ministro da Justiça e do procurador Deltan Dallagnol, estão a juíza substituta da 13ª Vara Federal Gabriela Hardt (que herdou processos de Moro temporariamente quando ele deixou o cargo), o desembargador Abel Gomes, relator da segunda instância da Lava Jato no Rio, o juiz Flávio de Oliveira Lucas, do Rio, o ex-procuradora-geral da República Rodrigo Janot , os procuradores Paulo Galvão , Thaméa Danelon , Ronaldo Pinheir o de Queiroz, Danilo Dias, Eduardo El Haje, Andrey Borges de Mendonça, Marcelo Weitzel e um jornalista do GLOBO.

Em alguns casos, como o da força-tarefa da Lava Jato no Rio, alguns integrantes evitaram a invasão, já que tinha controles mais rígidos, em especial a verificação em duas etapas para acesso remoto ao aplicativo Telegram. As mensagens atribuídas a entre Moro e Deltan indicam uma atuação combinada em determinados momentos da Lava Jato, inclusive no processo que resultou na condenação do ex-presidente Lula, expondo a operação a inédito desgaste.

Mesmo após a revelação do caso, o esquema criminoso continua em atuação. Na noite de terça-feira, 11, um cracker entrou em contato com José Robalinho, ex-presidente da Associação Nacional de Procuradores, se fazendo passar pelo procurador militar Marcelo Weitzel, que teve seu celular invadido, como revelou a revista Época.

 Em meio à crise deflagrada pelos ataques de cracker , procuradores discutem entre si as mais variadas teses sobre as origens dos ataques. Alguns levantam suspeitas até sobre invasões de origem russa, o que não está comprovado. Mas, se os autores ainda são desconhecidos, entre os alvos prevalece a ideia de que as invasões são uma ação orquestrada contra a Lava Jato.

Com informações de IG.

Envie denúncias, informações, vídeos e imagens para o Whatsapp do Portal Roma News
(91) 99385-1113ou clique aqui e fale conosco

Deixe seu Comentário

Leia Também

PRF apreende mais de uma tonelada de maconha em caminhonete com placa clonada
TRÁFICO E RECEPTAÇÃO

PRF apreende mais de uma tonelada de maconha em caminhonete com placa clonada

22/09/2019 20:31
PRF apreende mais de uma tonelada de maconha em caminhonete com placa clonada
Acidente deixa três mortos e cinco feridos em rodovia
EM SÃO PAULO

Acidente deixa três mortos e cinco feridos em rodovia

22/09/2019 20:07
Acidente deixa três mortos e cinco feridos em rodovia
PMs serão ouvidos em investigação sobre morte de menina de 8 anos
NO RIO DE JANEIRO

PMs serão ouvidos em investigação sobre morte de menina de 8 anos

22/09/2019 19:52
PMs serão ouvidos em investigação sobre morte de menina de 8 anos
Governo federal aplicará R$ 1,1 bilhão no Programa Luz para Todos em 2020
ENERGIA

Governo federal aplicará R$ 1,1 bilhão no Programa Luz para Todos em 2020

22/09/2019 18:21
Governo federal aplicará R$ 1,1 bilhão no Programa Luz para Todos em 2020
Dia Mundial da Limpeza conta com mais de mil voluntários
BOA AÇÃO

Dia Mundial da Limpeza conta com mais de mil voluntários

22/09/2019 14:00
Dia Mundial da Limpeza conta com mais de mil voluntários
Últimas Notícias