Dólar Comercial compra R$ 4,459 venda R$ 4,461 máxima 4,5008
Euro compra R$ 4,8906 venda R$ 4,8929 máxima 4,9398
27 Fev - 14h19
quinta, 27 de fevereiro de 2020
Vale ITV Galeria
Vale ITV mobile
BAIXA

Auxiliar de Onyx Lorenzoni é demitido por Bolsonaro após viajar em ‘voo particular’ da FAB

28 Jan 2020 - 11h35Atualizado 28 Jan 2020 - 14h24Por Da Redação
Presidente Jair Bolsonaro e secretário-executivo da Casa Civil, Vicente Santini - Presidente Jair Bolsonaro e secretário-executivo da Casa Civil, Vicente Santini -

Jair Bolsonaro, presidente do Brasil, anunciou nesta terça-feira, 28, o desligamento do secretário executivo da Casa Civil, Vicente Santini. O motivo foi a utilização particular de uma aeronave oficial de número 2 de Onyx Lorenzoni, para se deslocar até Délhi, na Índia.

Bolsonaro não gostou da atitude tomada pelo auxiliar de Lorenzoni, que viajou em companhia de mais duas servidoras. A secretária do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI), Martha Seillier, e a assessora internacional do PPI, a diplomata Bertha Gadelha.

De acordo com o presidente, todos os ministram optaram por viajar em companhias aéreas comerciais e somente Vicente, fretou o voo particular. “Inadmissível o que aconteceu. Já está destituído da função de executivo do Onyx. Destituído por mim. Vou conversar com Onyx para decidir quais outras medidas podem ser tomadas contra ele”, disse Bolsonaro.

O presidente não deixou claro se Santini pode seguir no governo. “O cargo de executivo da Casa Civil já está perdido. Outras coisas virão depois de eu conversar com Onyx”, declarou Bolsonaro.

O ato não é proibido, porém, para o presidente o acontecimento não teve uma visão positiva “O que ele fez não é ilegal, mas é completamente imoral. Ministros antigos foram de avião comercial, classe econômica”, disse Bolsonaro.

Santini, que substitui Lorenzoni durante as férias do ministro, viajou no dia 21 do Brasil para Davos, na Suíça, onde participou do Fórum Econômico Mundial, e de lá para a cidade indiana, onde se juntou à comitiva presidencial. Todos os deslocamentos foram feitos em um jato Legacy, da Aeronáutica.

O governo não disponibiliza o custo da viagem, mas de acordo com oficiais da Força Aérea Brasileira esse trajeto não sai por menos de 740 mil.

Bolsonaro demonstrou ter ficado muito com o voo particular e contrária o discurso de austeridade nas contas públicas adotado pelo governo federal. O presidente não quis se dirigir a Santini, mas fez chegar a “bronca” ao secretário-executivo.

Aos interlocutores, Bolsonaro disse que quer saber como funcionam as regras de solicitação de aviões da FAB para modificá-las, a fim de evitar “abusos”, como classificou este caso.

 

Envie denúncias, informações, vídeos e imagens para o Whatsapp do Portal Roma News
(91) 99385-1113ou clique aqui e fale conosco

Deixe seu Comentário

Leia Também

Países da América Latina reforçam medidas de controle contra Covid-19
APÓS CONFIRMAÇÃO NO BRASIL

Países da América Latina reforçam medidas de controle contra Covid-19

há 59 minutos atrás
Países da América Latina reforçam medidas de controle contra Covid-19
Policial militar de folga mata a tiros suspeitos de assalto e população protesta
À PAISANA

Policial militar de folga mata a tiros suspeitos de assalto e população protesta

27/02/2020 12:58
Policial militar de folga mata a tiros suspeitos de assalto e população protesta
São Paulo lidera registro de casos suspeitos de coronavírus no país
11 PACIENTES

São Paulo lidera registro de casos suspeitos de coronavírus no país

27/02/2020 12:40
São Paulo lidera registro de casos suspeitos de coronavírus no país
Bolsa cai em 2% e dólar passa de R$ 4,47 pela primeira vez na história
ECONOMIA

Bolsa cai em 2% e dólar passa de R$ 4,47 pela primeira vez na história

27/02/2020 11:31
Bolsa cai em 2% e dólar passa de R$ 4,47 pela primeira vez na história
Mais duas mortes por coronavírus são confirmadas na Itália
528 CASOS

Mais duas mortes por coronavírus são confirmadas na Itália

27/02/2020 10:30
Mais duas mortes por coronavírus são confirmadas na Itália
Últimas Notícias