Bar gera polêmica ao instalar placa que diz: 'Não odiamos crianças, é só a sua mesmo'

Nz última terça-feira, 9, o bar e restaurante La Borratxeria Parrilla, em Pinheiros, em São Paulo, voltou a ser alvo de críticas nas redes sociais por conta de uma placa colocada em sua fachada que diz: “Não odiamos crianças, é só a sua mesmo”. No entanto, esta não é a primeira vez que o estabelecimento...

Publicado em 10 de agosto de 2022 às 09:22

Nz última terça-feira, 9, o bar e restaurante La Borratxeria Parrilla, em Pinheiros, em São Paulo, voltou a ser alvo de críticas nas redes sociais por conta de uma placa colocada em sua fachada que diz: 'Não odiamos crianças, é só a sua mesmo'. No entanto, esta não é a primeira vez que o estabelecimento se envolve em polêmicas, pois a hamburgueria já fez marketing com temas como violência contra a mulher e infância em outras ocasiões.

Uma foto da placa foi publicada no Instagram do estabelecimento. Na mesma conta, uma outra postagem mostra uma caixa de papelão com os dizeres: 'Espaço Kids. Deixe aqui seu bebê e coma à vontade'. Em reação, internautas criticaram a mensagem na fachada do bar, dizendo: 'Incrível como o ódio à infância é normalizado, né? Substitua crianças por mulheres/negros/obesos/idosos/chineses, qualquer outro grupo social, e já estava dando até polícia lá', diz. Já outro internauta destaca: 'Se tem coisa mais ridículo e sem noção que este restaurante na João Moura, alguém me avisa', disse outra, no Instagram.

O presidente da Comissão de Adoção e Convivência Familiar de Crianças e Adolescentes da OAB -SP, Ariel de Castro Alves, alerta que as mensagens configuram 'crime de incitação à violência' e explica: 'Várias violações estão sendo cometidas. Aos direitos das crianças ao respeito, proteção integral, dignidade, convivência familiar e comunitária, de não sofrerem humilhações, constrangimentos, opressões e situações vexatórias'.

Ele, que também é integrante do Instituto Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente, afirma que 'a Delegacia de Crimes de Intolerância (Decradi) deveria instaurar inquérito e apurar as condutas dos proprietários do estabelecimento' e avalia que 'a promotoria da Infância e Juventude pode instaurar inquérito civil para apurar as infrações ao ECA e a Constituição Federal cometidas pelo proprietário' da hamburgueria.

Esta não é a primeira vez que o bar faz publicações deste tipo. No ano de 2019, o mesmo estabelecimento, que na época chamava Underdog, publicou dois vídeos em que um funcionário do restaurante encena um agressão a uma colega de trabalho e em 2017, uma outra placa colocada na fachada do estabelecimento comparou crianças a animais: 'Aqui seu cão é bem vindo! Mas crianças favor amarra-las ao poste', dizia a mensagem na lousa.

Com informações do G1