Dólar Comercial compra R$ 4,2177 venda R$ 4,2182 máxima 4,2180
Euro compra R$ 4,6698 venda R$ 4,6708 máxima 4,6710
18 Nov - 20h33
segunda, 18 de novembro de 2019
Vestibular Fibra
Banco da Amazônia FNO 1 mobile
PELO TWITTER

Bolsonaro fala sobre fraudes na Bolívia e renúncia de Evo Morales

Para presidente, voto impresso é sinal de clareza

10 Nov 2019 - 20h45Atualizado 10 Nov 2019 - 20h49
Evo Morales durante transmissão ao vivo da renúncia - Crédito: Reuters/Direitos ReservadoSEvo Morales durante transmissão ao vivo da renúncia - Crédito: Reuters/Direitos ReservadoS

O presidente Jair Bolsonaro se pronunciou na noite deste domingo, 10, a respeito da renúncia do então presidente boliviano Evo Morales. No fim da tarde de hoje Morales anunciou que deixaria o cargo e pediu a convocação de novas eleições.

Segundo a publicação de Bolsonaro nas redes sociais, a lição que fica para os brasileiros é a necessidade de votos que possam ser auditados. Para o presidente, o voto impresso “é sinal de clareza para o Brasil!”

O pronunciamento de Morales foi transmitido a partir da cidade de Cochabamba em meio à escalada dos protestos que se seguiram à eleição de 20 de outubro no país. Ao lado de Morales, o vice-presidente Alvaro García Linera também anunciou que deixa seu posto.

“Queremos preservar a vida dos bolivianos”, disse Morales no pronunciamento. Ele disse que decidiu deixar o cargo “para que não continuem maltratando parentes de líderes sindicais, prejudicando a gente mais humilde. Estou renunciando e lamento muito esse golpe”.

Cerca de uma hora antes do anúncio da renúncia de Morales, o governo brasileiro já havia se manifestado, por meio do Ministério das Relações Exteriores (MRE), sobre as  irregularidades apontadas no processo eleitoral boliviano pela Organização dos Estados Americanos (OEA) que pedia a convocação de um novo processo eleitoral.

“O Brasil considera pertinente a convocação de novas eleições gerais em resposta às legítimas manifestações do povo e às recomendações da OEA, após a constatação das graves irregularidades. O Brasil estima que o novo sufrágio deve ser dotado de todas as condições para assegurar sua absoluta transparência e legitimidade. Nesse sentido, o novo sufrágio deve ser presidido por autoridades reconhecidas por sua honorabilidade e credibilidade para garantir o soberano desejo dos bolivianos, e contar com observação internacional em todas as etapas do processo”, diz a nota.

Fonte: Agência Brasil

Envie denúncias, informações, vídeos e imagens para o Whatsapp do Portal Roma News
(91) 99385-1113ou clique aqui e fale conosco

Deixe seu Comentário

Leia Também

Bolsonaro afirma que reforma administrativa será "suave"
GOVERNO

Bolsonaro afirma que reforma administrativa será "suave"

há 30 minutos atrás
Bolsonaro afirma que reforma administrativa será "suave"
Decisão de STF sobre dados financeiros suspende 935 ações na Justiça
SEGUNDO MPF

Decisão de STF sobre dados financeiros suspende 935 ações na Justiça

há 46 minutos atrás
Decisão de STF sobre dados financeiros suspende 935 ações na Justiça
Governo federal pode fechar 2019 com melhor resultado para as contas públicas desde 2014
ORÇAMENTO

Governo federal pode fechar 2019 com melhor resultado para as contas públicas desde 2014

18/11/2019 18:29
Governo federal pode fechar 2019 com melhor resultado para as contas públicas desde 2014
Homem escapa da morte após cair em trilho de metrô. Assista!
POR UM TRIZ

Homem escapa da morte após cair em trilho de metrô. Assista!

18/11/2019 18:24
Homem escapa da morte após cair em trilho de metrô. Assista!
Após internação, Bruno Covas volta a despachar na sede da prefeitura
SE RECUPERA BEM

Após internação, Bruno Covas volta a despachar na sede da prefeitura

18/11/2019 17:20
Após internação, Bruno Covas volta a despachar na sede da prefeitura
Últimas Notícias