Dólar Comercial compra R$ 4,3895 venda R$ 4,39 máxima 4,4064
Euro compra R$ 4,7609 venda R$ 4,7627 máxima 4,7714
21 Fev - 21h32
sexta, 21 de fevereiro de 2020
Vale ITV Galeria
Unique_mobile
MUDANÇAS

Bolsonaro pretende enviar reforma administrativa na semana que vem ao Congresso

Segundo ele, depois do envio, o Legislativo "pode tudo", inclusive rejeitar a sugestão do Executivo e aproveitar outro texto em tramitação com mudanças nas regras dos servidores públicos

13 Fev 2020 - 16h07Atualizado 13 Fev 2020 - 16h12
Bolsonaro pretende enviar reforma administrativa na semana que vem ao Congresso - Crédito: Reprodução Crédito: Reprodução
O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou nesta quinta-feira, 13, que pretende encaminhar a reforma administrativa ao Congresso na próxima semana, desde que não haja "nenhuma marola até lá". 
 
Segundo ele, depois do envio, o Legislativo "pode tudo", inclusive rejeitar a sugestão do Executivo e aproveitar outro texto em tramitação com mudanças nas regras dos servidores públicos.
 
“Olha só, o Congresso tem autonomia, está certo? Pode rejeitar o nosso, pegar o de alguém lá, melhorar. Pode tudo o Parlamento”, disse Bolsonaro na saída do Palácio da Alvorada.
 
Esta semana, o governo cogitou desistir do envio da proposta para aproveitar apenas matérias já existentes, mas recuou diante da resistência do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ).
 
O presidente avalia que a reforma sugerida pelo governo "está muito tranquila" porque não interfere nos direitos dos atuais servidores. Mas, destacou que só conseguirá enviar a proposta se não houver "nenhuma marola".
 
Esta semana, o ministro da Economia, Paulo Guedes, teve que se desculpar após chamar servidores públicos de "parasitas".
 
"Pretendo encaminhar semana que vem. Se não tiver nenhuma marola até lá, pretendo encaminhar… está muito tranquila a reforma. Não será mexido nos direitos atuais dos servidores, inclusive a questão da estabilidade. Quem é servidor continua com a estabilidade sem problema nenhum. As mudanças propostas ao Congresso valeriam para os futuros servidores. Algumas categorias teriam estabilidade, alguma diferenciação, porque tem que ter: a PF, PRF, Forças Armadas, Receita", afirmou Bolsonaro.
 
Fonte: Estadão

Envie denúncias, informações, vídeos e imagens para o Whatsapp do Portal Roma News
(91) 99385-1113ou clique aqui e fale conosco

Deixe seu Comentário

Leia Também

Em decisão inédita, Anvisa libera terapias alternativas no Brasil
PRIMEIRO DA AMÉRICA LATINA

Em decisão inédita, Anvisa libera terapias alternativas no Brasil

há 56 minutos atrás
Em decisão inédita, Anvisa libera terapias alternativas no Brasil
Em 48 horas, Ceará registra 51 assassinatos
INSEGURANÇA

Em 48 horas, Ceará registra 51 assassinatos

21/02/2020 20:25
Em 48 horas, Ceará registra 51 assassinatos
EUA reabrem mercado de carne bovina in natura para o Brasil, diz ministra
ECONOMIA

EUA reabrem mercado de carne bovina in natura para o Brasil, diz ministra

21/02/2020 19:30
EUA reabrem mercado de carne bovina in natura para o Brasil, diz ministra
Bancos fecham na segunda e terça-feira de carnaval
SERVIÇO

Bancos fecham na segunda e terça-feira de carnaval

21/02/2020 18:58
Bancos fecham na segunda e terça-feira de carnaval
Corpo do ex-PM Adriano Nóbrega é liberado para sepultamento
MILICIANO

Corpo do ex-PM Adriano Nóbrega é liberado para sepultamento

21/02/2020 18:27
Corpo do ex-PM Adriano Nóbrega é liberado para sepultamento
Últimas Notícias