Dólar Comercial compra R$ 3,7412 venda R$ 3,7414 máxima 3,7413
Euro compra R$ 4,1875 venda R$ 4,1885 máxima 4,1936
23 Jul - 04h52
terça, 23 de julho de 2019
Jorge e Mateus Unico
Jorge e Mateus Unico mobile
SUSTENTABILIDADE

Câmara de SP aprova proibição de canudo plástico na capital

18 Abr 2019 - 07h45Atualizado 18 Abr 2019 - 07h50
Câmara de SP aprova proibição de canudo plástico na capital - Crédito: Reprodução / Agência Brasil Crédito: Reprodução / Agência Brasil

A Câmara de Vereadores de São Paulo aprovou nesta quarta-feira, 17, em segunda votação, um projeto de lei que proíbe o fornecimento de canudos plásticos em estabelecimentos comerciais, como restaurantes, bares, padarias e hotéis. O projeto segue agora para sanção do prefeito Bruno Covas (PSDB).

O Projeto de Lei 99/2018 tem autoria do vereador Reginaldo Tripoli (PV). Pelas suas redes sociais, ele comemorou a aprovação. "Uma decisão muito importante para combater o excesso de lixo na cidade e criar uma nova visão sobre o consumo do plástico desnecessário. Agradeço à população engajada na questão, que já entendeu a urgência na mudança de hábitos."

O projeto diz que, no lugar dos canudos, poderão ser fornecidos canudos de papel reciclável ou de material comestível ou biodegradável. Para quem descumprir o determinado, a multa imposta a partir da segunda autuação é de R$ 1 mil, e pode chegar até a R$ 8 mil em caso de reincidência, com fechamento administrativo do estabelecimento flagrado. 

O vereador Fernando Holiday (DEM) votou contra o projeto, sustentando que a proibição "apenas esconde o problema real de descarte irregular de lixo". São Paulo poderá se juntar a outras cidades que já proíbem o canudo, como o Rio de Janeiro.

Ruas

A Câmara também aprovou nesta quarta o Projeto de Lei 695/2017 que proíbe que pessoas condenadas por corrupção, entre outros crimes, possam ser homenageadas com nomes de ruas, avenidas, praças ou de equipamentos públicos como escolas e teatros na cidade de São Paulo.

"A Lava Jato vai criar uma velha geração de políticos condenados por crimes contra o Brasil, que assim que morrerem, poderão ser homenageados com nomes de ruas, já que a lei atual é subjetiva. Vemos nas ruas, pessoas defendendo condenados por corrupção e provas robustas, sem qualquer pudor", disse o vereador Rinaldi Digilio (PRB). As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.
 

Envie denúncias, informações, vídeos e imagens para o Whatsapp do Portal Roma News
(91) 99385-1113ou clique aqui e fale conosco

Deixe seu Comentário

Leia Também

Blecaute atinge mais de 14 estados da Venezuela
APAGÃO TOTAL

Blecaute atinge mais de 14 estados da Venezuela

22/07/2019 23:00
Blecaute atinge mais de 14 estados da Venezuela
Movimento pretende fundar associação para advogados insatisfeitos com a OAB
MAIS DE 150 ASSINATURAS

Movimento pretende fundar associação para advogados insatisfeitos com a OAB

22/07/2019 22:56
Movimento pretende fundar associação para advogados insatisfeitos com a OAB
Mãe perde guarda de filho por morar em lugar "insalubre" do Rio de Janeiro
BRIGA NA JUSTIÇA

Mãe perde guarda de filho por morar em lugar "insalubre" do Rio de Janeiro

22/07/2019 20:50
Mãe perde guarda de filho por morar em lugar "insalubre" do Rio de Janeiro
Cachorro comparece a julgamento como vítima de maus-tratos na Costa Rica
CAMPEÃO, VENCEDOR

Cachorro comparece a julgamento como vítima de maus-tratos na Costa Rica

22/07/2019 20:14
Cachorro comparece a julgamento como vítima de maus-tratos na Costa Rica
Mãe é condenada por torturar a filha de três anos
CRUELDADE

Mãe é condenada por torturar a filha de três anos

22/07/2019 18:39
Mãe é condenada por torturar a filha de três anos
Últimas Notícias