Dólar Comercial compra R$ 3,9530 venda R$ 3,9554 máxima 3,9542
Euro compra R$ 4,4036 venda R$ 4,4079 máxima 4,4079
26 Abr - 05h05
sexta, 26 de abril de 2019
chinthya charone
chinthya_mobile
É HOJE!

Collor tenta adiar, mas Fachin mantém audiência no STF

Ex-presidente é acusado de corrupção passiva, lavagem de dinheiro e comando de organização criminosa

13 Fev 2019 - 07h28Por Da Redação
O senador Fernando Collor (Pros-AL) - Crédito: Edilson Rodrigues/Agência Senado/ArquivoO senador Fernando Collor (Pros-AL) - Crédito: Edilson Rodrigues/Agência Senado/Arquivo

A defesa do senador Fernando Collor (Pros-AL) pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF) o adiamento de uma audiência marcada para esta quarta-feira (13), mas o ministro Edson Fachinmanteve a oitiva, na sede do STF, às 9h.

Em 2017, a Segunda Turma do STF aceitou a denúncia apresentada pelo Ministério Público Federal, e Fernando Collor virou réu por corrupção passiva, lavagem de dinheiro e comando de organização criminosa. O processo tramita no âmbito da Operação Lava Jato.

A defesa do senador pediu o adiamento da audiência "com intuito de conhecer detidamente" o processo. Acrescentou, ainda, que o senador deveria estar "genuinamente apto" a rebater as acusações. O ministro Fachin, no entanto, rejeitou o pedido.

A Procuradoria-Geral da República acusa o grupo de Collor de ter recebido, entre 2010 e 2014, quase R$ 31 milhões em propina para viabilizar contratos da BR Distribuidora com postos de combustíveis e empreiteiras.

O ministro Fachin afirmou, em 2017, que pelo menos três repasses foram feitos pelo doleiro e delator Alberto Youssef.

Fachin disse ainda que a acusação demonstrou claramente que parte do dinheiro foi lavada na compra de imóveis e obras de arte, incluindo um quadro de Di Cavalcanti, além de uma lancha e carros de luxo, encontrados na Casa da Dinda, a mansão da família Collor em Brasília.

A ação já passou pela fase de coleta de provas e depoimentos de testemunhas de defesa e acusação. Agora, os réus serão interrogados, e a Segunda Turma do STF decidirá se eles serão condenados ou absolvidos.

O que diz a defesa

Procurada, a advogada Livia Novak, que defende Collor, confirmou o pedido para adiar o depoimento para o cliente se preparar melhor. Mas disse que, diante da negativa do ministro, o senador irá depor nesta quarta.

Desde que as investigações começaram, a defesa de Collor nega irregularidades, afirmando que o senador provará inocência ao final do processo.

Com informações do G1.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Ex-superintendente do Ibama é preso no Amazonas
OPERAÇÃO ARQUIMEDES

Ex-superintendente do Ibama é preso no Amazonas

25/04/2019 22:42
Ex-superintendente do Ibama é preso no Amazonas
Bolsonaro veta campanha do BB sobre diversidade. Assista!
NÃO CURTIU

Bolsonaro veta campanha do BB sobre diversidade. Assista!

25/04/2019 20:17
Bolsonaro veta campanha do BB sobre diversidade. Assista!
Sobrinho de Jair Bolsonaro ganha cargo de confiança no Senado
POLÍTICA

Sobrinho de Jair Bolsonaro ganha cargo de confiança no Senado

25/04/2019 18:56
Sobrinho de Jair Bolsonaro ganha cargo de confiança no Senado
Cerco de Trump dá forma à arte na Bienal de Havana
ARTE POLÍTICA

Cerco de Trump dá forma à arte na Bienal de Havana

25/04/2019 18:20
Cerco de Trump dá forma à arte na Bienal de Havana
Raquel Dodge pede condenação do senador Fernando Collor e cassação de seu mandato
DEU RUIM

Raquel Dodge pede condenação do senador Fernando Collor e cassação de seu mandato

25/04/2019 18:17
Raquel Dodge pede condenação do senador Fernando Collor e cassação de seu mandato
Últimas Notícias