Dólar Comercial compra R$ 3,9343 venda R$ 3,9348 máxima 3,9515
Euro compra R$ 4,4190 venda R$ 4,4200 máxima 4,4523
18 Abr - 15h32
quinta, 18 de abril de 2019
Unique
encarte_formosa_mobile
ATRÁS DAS GRADES

Condenado por desvio de recursos públicos, ex-deputado amapaense se entrega à Polícia

11 Fev 2019 - 08h41Por Da Redação
Ex-deputado estadual Agnaldo Balieiro - Crédito: Arquivo / Selesnafes.comEx-deputado estadual Agnaldo Balieiro - Crédito: Arquivo / Selesnafes.com

Com prisão decretada desde o dia 5, o ex-deputado estadual Agnaldo Balieiro se apresentou à polícia no fim da tarde desse domingo (10). Ele está encarcerado no Iapen (a penitenciária do Estado do Amapá) onde já cumprem pena seus colegas ex-deputados Moisés Souza, Edinho Duarte e Eider Pena. Todos condenados por desvio de recursos públicos.

Em maio de 2015 o Ministério Público do Amapá (MP-AP), por meio da Procuradoria-Geral de Justiça, ofereceu ao Tribunal de Justiça do Amapá (TJAP) a denúncia contra o ex-deputado estadual Agnaldo Balieiro da Gama.

Segundo apurou o MP-AP, com base nos documentos apreendidos durante a Operação Eclésia, em maio de 2012,  Balieiro recebeu da Assembleia Legislativa do Amapá, a título de ressarcimento, no período de fevereiro de 2011 a abril de 2012, quase R$ 1 milhão (982.149,89), usando notas frias.

“O ex-deputado Agnaldo Balieiro se utilizou de notas fiscais falsas para justificar o pedido de ressarcimento, além de não ter havido a contraprestação descrita no documento fiscal por ele apresentado à Casa de Leis. Em junho de 2011, por exemplo, o denunciado recebeu, a título de ressarcimento, o montante de R$ 86.034,50 (Oitenta e seis mil, trinta e quatro reais e cinquenta centavos) destinado a cobrir despesas supostamente realizadas por ele, no âmbito da chamada verba indenizatória”, destacou o MP-AP na denúncia.

Em junho de 2011, o ex-deputado apresentou nota fiscal no valor de R$ 9 mil, supostamente emitida por uma empresa de informática. Durante as investigações, o MP comprovou que a referida nota era falsa, sendo confirmada pela própria dona da loja. “A loja encerrou as atividades, de fato, no mês de abril de 2009, inclusive entregando o ponto ao locador”, disse a empresária em depoimento.

Agnaldo Balieiro foi eleito deputado pelo PSB em 2010 e no governo do PSB exerceu o cargo de secretário de Estado. Ele foi condenado a 5 anos e 9 meses de prisão em regime semi- aberto.

Com informações do portal alcinea.com

Deixe seu Comentário

Leia Também

CAMINHONEIROS

CAMINHONEIROS - POUCAS E BOAS

há 32 minutos atrás
TOFFOLI

TOFFOLI - POUCAS E BOAS

18/04/2019 14:02
Facebook coletou lista de contatos de 1,5 milhão de usuários
ADEUS PRIVACIDADE

Facebook coletou lista de contatos de 1,5 milhão de usuários

18/04/2019 13:39
Facebook coletou lista de contatos de 1,5 milhão de usuários
ETANOL

ETANOL - POUCAS E BOAS

18/04/2019 13:01
'Mordaça', diz Marco Aurélio sobre decisão do STF de tirar reportagens do ar
POLÊMICA SEM FIM

'Mordaça', diz Marco Aurélio sobre decisão do STF de tirar reportagens do ar

18/04/2019 12:46
'Mordaça', diz Marco Aurélio sobre decisão do STF de tirar reportagens do ar
Últimas Notícias