Euro compra R$ 4,2507 venda R$ 4,2528 máxima 4,2778
Dólar Comercial compra R$ 3,7481 venda R$ 3,7483 máxima 3,7696
23 Fev - 22h11
sábado, 23 de fevereiro de 2019
Unique
unique_mobile
ATRÁS DAS GRADES

Condenado por desvio de recursos públicos, ex-deputado amapaense se entrega à Polícia

11 Fev 2019 - 08h41Por Da Redação
Ex-deputado estadual Agnaldo Balieiro - Crédito: Arquivo / Selesnafes.comEx-deputado estadual Agnaldo Balieiro - Crédito: Arquivo / Selesnafes.com

Com prisão decretada desde o dia 5, o ex-deputado estadual Agnaldo Balieiro se apresentou à polícia no fim da tarde desse domingo (10). Ele está encarcerado no Iapen (a penitenciária do Estado do Amapá) onde já cumprem pena seus colegas ex-deputados Moisés Souza, Edinho Duarte e Eider Pena. Todos condenados por desvio de recursos públicos.

Em maio de 2015 o Ministério Público do Amapá (MP-AP), por meio da Procuradoria-Geral de Justiça, ofereceu ao Tribunal de Justiça do Amapá (TJAP) a denúncia contra o ex-deputado estadual Agnaldo Balieiro da Gama.

Segundo apurou o MP-AP, com base nos documentos apreendidos durante a Operação Eclésia, em maio de 2012,  Balieiro recebeu da Assembleia Legislativa do Amapá, a título de ressarcimento, no período de fevereiro de 2011 a abril de 2012, quase R$ 1 milhão (982.149,89), usando notas frias.

“O ex-deputado Agnaldo Balieiro se utilizou de notas fiscais falsas para justificar o pedido de ressarcimento, além de não ter havido a contraprestação descrita no documento fiscal por ele apresentado à Casa de Leis. Em junho de 2011, por exemplo, o denunciado recebeu, a título de ressarcimento, o montante de R$ 86.034,50 (Oitenta e seis mil, trinta e quatro reais e cinquenta centavos) destinado a cobrir despesas supostamente realizadas por ele, no âmbito da chamada verba indenizatória”, destacou o MP-AP na denúncia.

Em junho de 2011, o ex-deputado apresentou nota fiscal no valor de R$ 9 mil, supostamente emitida por uma empresa de informática. Durante as investigações, o MP comprovou que a referida nota era falsa, sendo confirmada pela própria dona da loja. “A loja encerrou as atividades, de fato, no mês de abril de 2009, inclusive entregando o ponto ao locador”, disse a empresária em depoimento.

Agnaldo Balieiro foi eleito deputado pelo PSB em 2010 e no governo do PSB exerceu o cargo de secretário de Estado. Ele foi condenado a 5 anos e 9 meses de prisão em regime semi- aberto.

Com informações do portal alcinea.com

Deixe seu Comentário

Leia Também

Caminhões com ajuda humanitária são incendiados na fronteira pela polícia venezuelana. Assista!
CRUELDADE

Caminhões com ajuda humanitária são incendiados na fronteira pela polícia venezuelana. Assista!

23/02/2019 19:25
Caminhões com ajuda humanitária são incendiados na fronteira pela polícia venezuelana. Assista!
PGR defende que transexuais possam ser transferidas a presídios femininos
DIREITOS HUMANOS

PGR defende que transexuais possam ser transferidas a presídios femininos

23/02/2019 18:08
PGR defende que transexuais possam ser transferidas a presídios femininos
Bolsonaro manda recado ao povo venezuelano: ‘¡Dios al mando!’
DEUS NO COMANDO

Bolsonaro manda recado ao povo venezuelano: ‘¡Dios al mando!’

23/02/2019 16:47
Bolsonaro manda recado ao povo venezuelano: ‘¡Dios al mando!’
Militares começam a desertar do Exército venezuelano. Assista!
TENSÃO NA FRONTEIRA

Militares começam a desertar do Exército venezuelano. Assista!

23/02/2019 16:08
Militares começam a desertar do Exército venezuelano. Assista!
Fronteira entre Colômbia e Venezuela é palco de confrontos
CRISE NA VENEZUELA

Fronteira entre Colômbia e Venezuela é palco de confrontos

23/02/2019 14:43
Fronteira entre Colômbia e Venezuela é palco de confrontos
Últimas Notícias