Dólar Comercial compra R$ 5,3315 venda R$ 5,334 máxima 5,3327
Euro compra R$ 6,3029 venda R$ 6,3075 máxima 6,3372
07 Ago - 01h04
sexta, 07 de agosto de 2020
PMB ICOAR E OUT 27.7
PMB ICOAR E OUT - MOB 27.7
IMPOSTO DE RENDA

Contribuinte não poderá deduzir gasto com previdência de doméstica

14 Jan 2020 - 07h00Atualizado 14 Jan 2020 - 07h30
Contribuinte não poderá deduzir gasto com previdência de doméstica - Crédito: Agência Brasil Crédito: Agência Brasil

Um dos benefícios destinados a aumentar a formalização dos empregados domésticos acabou neste ano. A dedução de até R$ 1.251,07 do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) dos gastos dos patrões com a Previdência Social e com a cota de acidente de trabalho perdeu a validade para a declaração de 2020. 

Em vigor desde 2006, a lei que criou o benefício estabelecia que a dedução valeria até o pagamento do Imposto de Renda de 2019. Em outubro, os senadores aprovaram um projeto de autoria do senador Reguffe (Podemos-DF) para estender o benefício até 2024, mas a proposta só foi enviada à Câmara dos Deputados no fim de novembro, sem tempo de ser votada. 

O senador Acir Gurgacz (PDT-RO) também apresentou um projeto para tornar permanente o abatimento das contribuições dos empregados domésticos. A proposta, no entanto, ainda está na Comissão de Assuntos Econômicos do Senado. 

Arrecadação 

Segundo a Receita Federal, a dedução levou o governo a abrir mão de R$ 674 milhões em 2019. Para este ano, o órgão espera reforçar a arrecadação em R$ 700 milhões com a extinção do benefício. 

Pela legislação anterior, o limite para o abatimento equivalia à contribuição de 8% para o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), mais a cota de acidente de trabalho de 0,8% referente a um único empregado doméstico que recebia o salário mínimo em vigor entre dezembro de dois anos anteriores a novembro do exercício anterior. Dessa forma, o patrão que pagava salário mínimo tinha dedução integral das contribuições para a Previdência Social. 

Em nota, o Instituto Doméstica Legal informou que a extinção do mecanismo de abatimento deve agravar a informalidade entre os trabalhadores domésticos. Segundo a entidade, atualmente apenas um em cada quatro domésticos trabalham com carteira assinada, e o número deve diminuir com o fim do benefício fiscal.

Fonte: Agência Brasil

Envie denúncias, informações, vídeos e imagens para o Whatsapp do Portal Roma News
(91) 99385-1113ou clique aqui e fale conosco

Deixe seu Comentário

Leia Também

Dólar fecha no maior valor em 20 dias após queda nos juros
ECONOMIA

Dólar fecha no maior valor em 20 dias após queda nos juros

06/08/2020 21:00
Dólar fecha no maior valor em 20 dias após queda nos juros
PIB do agronegócio cresce 4,62% nos primeiros cinco meses de 2020
JANEIRO A MAIO

PIB do agronegócio cresce 4,62% nos primeiros cinco meses de 2020

06/08/2020 18:51
PIB do agronegócio cresce 4,62% nos primeiros cinco meses de 2020
Vídeo: Mulher estava em trabalho de parto quando explosão atingiu hospital em Beirute
DESESPERO

Vídeo: Mulher estava em trabalho de parto quando explosão atingiu hospital em Beirute

06/08/2020 16:15
Vídeo: Mulher estava em trabalho de parto quando explosão atingiu hospital em Beirute
Menino de 11 anos morre ao tentar tirar foto com ursos na Rússia
TRAGÉDIA

Menino de 11 anos morre ao tentar tirar foto com ursos na Rússia

06/08/2020 15:01
Menino de 11 anos morre ao tentar tirar foto com ursos na Rússia
Doria afasta secretário de Transporte após prisão e novo nome deve sair ainda hoje
DESDOBRAMENTO LAVA JATO

Doria afasta secretário de Transporte após prisão e novo nome deve sair ainda hoje

06/08/2020 15:00
Doria afasta secretário de Transporte após prisão e novo nome deve sair ainda hoje
Últimas Notícias