Dólar Americano/Real Brasileiro compra R$ 5,3263 venda R$ 5,3275 máxima 5,3286
Euro/Real Brasileiro compra R$ 6,4246 venda R$ 6,4282 máxima 6,4284
13 Mai - 14h51
quinta, 13 de maio de 2021
LIDER - MELHOR LAVAD - DESK - 04, 13, 22 e 30/05
ALUBAR - COND ENERGIA - MOB - 07.05 a 07.06
COVID-19

CPI da Pandemia pode convocar atuais e ex-ministros durante trabalhos

Comissão também pode ser dividia em frentes

19 Abr 2021 - 20h42Atualizado 19 Abr 2021 - 21h22
CPI da Pandemia pode convocar atuais e ex-ministros durante trabalhos - Crédito: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil Crédito: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

De acordo com o possível plano de trabalho da CPI da Pandemia, está prevista a divisão da comissão em quatro frentes: vacinas e outras medidas para a contenção do vírus; colapso da saúde em Manaus; insumos para tratamento de enfermos; e emprego de recursos federais. Mas, o documento pode ser alterado pelos parlamentares que estarão à frete da comissão.

Caso seja esse o plano usado na CPI, ministros como Paulo Guedes, da Economia, e ex-membros do governo federal, como o ex-chanceler Ernesto Araújo e o ex-secretário de Comunicação Social Fábio Wajngarten, poderão ser convocados para prestar esclarecimentos.

Além disso, a CPI deverá contar com acareações e quebras de sigilo.

Além disso, a política de isolamento social também será investigada. A comissão busca por informações do Ministério da Saúde sobre quais os instrumentos utilizados para promoção do tema. Feito isso, deverão ser ouvidos os ex-ministros Luiz Henrique Mandetta, Nelson Teich, Eduardo Pazuello e o atual chefe da pasta, Marcelo Queiroga.

A comissão irá investigar a orientação dada à população. A CPI quer apurar também as propagandas realizadas na internet, que orienta sobre medidas adotadas para conter a pandemia. Sobre o tema, serão os ouvidos o ex-chefe da Secretaria de Comunicação do Governo, Fábio Wajngarten, e o responsável pela comunicação social do Ministério da Saúde.

Os senadores também deverão investigar a compra de vacinas. O objetivo é saber junto ao Ministério da Saúde qual a quantidade de vacinas prometida e o prazo para entrega. Além dos ex-ministros da Saúde e do atual chefe da pasta, a CPI deverá ouvir representantes das indústrias farmacêuticas como Pfizer, AstraZeneca, Sputnik e Janssen.

Além disso, de acordo com o documento, o Itamaraty também poderá ser investigado. A comissão tem como objetivo saber como o ministério das Relações Exteriores atuou para aquisição de vacinas e insumos para o país. Para isso seriam chamados o ex-ministro Ernesto Araújo, o embaixador e secretário-geral do Itamaraty, Otávio Brandelli, e secretário especial da Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República, almirante Flávio Rocha.

Sobre medidas econômicas e auxílio emergencial, deverão ser chamados o ministro da Economia, Paulo Guedes e o secretário do Tesouro Nacional, Bruno Funchal.

 

Com informações da CNN

Envie denúncias, informações, vídeos e imagens para o Whatsapp do Portal Roma News
(91) 98469-4559ou clique aqui e fale conosco

Deixe seu Comentário

Leia Também

Receita Federal fecha galpão com R$ 500 milhões em mercadoria irregular
APREENSÃO

Receita Federal fecha galpão com R$ 500 milhões em mercadoria irregular

há 11 minutos atrás
Receita Federal fecha galpão com R$ 500 milhões em mercadoria irregular
Em meio a CPI, Bolsonaro recebe apoio de multidão em Alagoas; assista
APROVAÇÃO

Em meio a CPI, Bolsonaro recebe apoio de multidão em Alagoas; assista

há 36 minutos atrás
Em meio a CPI, Bolsonaro recebe apoio de multidão em Alagoas; assista
Bolsonaro diz que Renan Calheiros é 'vagabundo inquirindo pessoas de bem'
CRÍTICA

Bolsonaro diz que Renan Calheiros é 'vagabundo inquirindo pessoas de bem'

há 42 minutos atrás
Bolsonaro diz que Renan Calheiros é 'vagabundo inquirindo pessoas de bem'
Conselho Federal de Medicina divulga resolução sobre uso da hidroxicloroquina por inalação
SAÚDE

Conselho Federal de Medicina divulga resolução sobre uso da hidroxicloroquina por inalação

13/05/2021 13:40
Conselho Federal de Medicina divulga resolução sobre uso da hidroxicloroquina por inalação
Após vários registros de violência doméstica sem sucesso, mulher mata marido
CRIME

Após vários registros de violência doméstica sem sucesso, mulher mata marido

13/05/2021 12:23
Após vários registros de violência doméstica sem sucesso, mulher mata marido
Últimas Notícias