Dólar Americano/Real Brasileiro compra R$ 5,5868 venda R$ 5,5873 máxima 5,6769
Euro/Real Brasileiro compra R$ 6,6941 venda R$ 6,6993 máxima 6,8041
18 Abr - 02h56
domingo, 18 de abril de 2021
LIDER - MELHOR MODA - MOB - 18 E 27/04
GOIÁS

Ex-governador de GO Marconi Perillo é preso pela Polícia Federal

Ele prestava depoimento quando teve prisão decretada

10 Out 2018 - 19h53Atualizado 10 Out 2018 - 19h54
Ex-governador de GO Marconi Perillo é preso pela Polícia Federal - Crédito: Reprodução Crédito: Reprodução

O ex-governador de Goiás Marconi Perillo (PSDB) foi preso nesta quarta-feira (10) enquanto prestava depoimento à Polícia Federal na Operaçã Cash Delivery, que investiga pagamento de propinas em campanhas eleitorais, em Goiânia. O advogado dele, Antônio Carlos Almeida, conhecido como Kakay, confirmou a informação e declarou estar "perplexo".

O ex-governador tinha depoimento marcado para as 15h, mas teria chegado duas horas mais cedo e entrado pelos fundos para evitar os jornalistas. Segundo a defesa de Perillo, ele "recebeu o decreto de prisão quando estava iniciando o seu depoimento [...] e optou por manter o depoimento por ser o principal interessado no esclarecimento dos fatos".

A assessoria de comunicação da PF informou que Perillo continuava em depoimento às 16h30. A corporação disse ainda que o mandado dele é de prisão preventiva, ou seja, por tempo indeterminado. Motoristas que passavam em frente ao prédio buzinavam em apoio à detenção.

O político é considerado suspeito de receber R$ 12 milhões em propina de empreiteiras para os pleitos eleitorais em 2010 e 2014. A operação ocorreu em decorrência de delações da Odebrecht na Operação Lava Jato.

Kakay afirmou que "não há absolutamente nenhum fato novo que justifique o decreto do ex-governador Marconi Perillo, principalmente pelas mencionadas decisões anteriores que já afastaram a necessidade de prisão neste momento". Veja a nota na íntegra ao fim da reportagem.

A data do depoimento foi marcada após a defesa de Marconi pedir à Polícia Federal que o político fosse ouvido após as eleições. Perillo deixou o governdo de Goiás para disputar o cargo de senador, mas recebeu apenas 416.613 votos e não foi eleito.

A atual gestão informou que "por se tratar de matéria eminentemente judicial, sobre ela o Governo de Goiás não vai se manifestar".

Com informações do Globo.com.

Envie denúncias, informações, vídeos e imagens para o Whatsapp do Portal Roma News
(91) 98469-4559ou clique aqui e fale conosco

Deixe seu Comentário

Leia Também

Brasil terá em maio 4 milhões de doses do Covax Facility, diz Ministério da Saúde
IMUNIZAÇÃO NACIONAL

Brasil terá em maio 4 milhões de doses do Covax Facility, diz Ministério da Saúde

17/04/2021 23:32
Brasil terá em maio 4 milhões de doses do Covax Facility, diz Ministério da Saúde
Brasil tem 13,9 milhões de casos e 371,6 mil mortes
CORONAVÍRUS

Brasil tem 13,9 milhões de casos e 371,6 mil mortes

17/04/2021 22:31
Brasil tem 13,9 milhões de casos e 371,6 mil mortes
Caso Henri Borel: defesa de Jairinho vai usar argumento de 'distúrbios psicológicos' para justificar agressões
ARTICUÇÃO

Caso Henri Borel: defesa de Jairinho vai usar argumento de 'distúrbios psicológicos' para justificar agressões

17/04/2021 22:11
Caso Henri Borel: defesa de Jairinho vai usar argumento de 'distúrbios psicológicos' para justificar agressões
Flávio Bolsonaro sofre acidente de quadriciclo no Ceará
SUSTO

Flávio Bolsonaro sofre acidente de quadriciclo no Ceará

17/04/2021 21:34
Flávio Bolsonaro sofre acidente de quadriciclo no Ceará
Bebê morre ao morder fio de carregador de celular plugado na tomada
TRAGÉDIA

Bebê morre ao morder fio de carregador de celular plugado na tomada

17/04/2021 21:09
Bebê morre ao morder fio de carregador de celular plugado na tomada
Últimas Notícias