Dólar Comercial compra R$ 5,3237 venda R$ 5,3246 máxima 5,3939
Euro compra R$ 6,0147 venda R$ 6,0179 máxima 6,086
11 Jul - 07h41
sábado, 11 de julho de 2020
Basa Sua Conta
Basa Sua Conta
CASO MIGUEL

Ex-patroa disse à polícia que simulou apertar botão do elevador onde Miguel estava antes de cair

30 Jun 2020 - 14h30Atualizado 30 Jun 2020 - 15h13
Ex-patroa disse à polícia que simulou apertar botão do elevador onde Miguel estava antes de cair - Crédito: Reprodução Crédito: Reprodução

O advogado de Sari Corte Real, Pedro Avelino, revelou, nesta terça-feira, 30, parte do que disse à polícia a ex-patroa da doméstica Mirtes Souza, mãe de Miguel Otávio, que morreu após cair de um prédio de luxo no Recife em 2 de junho. Sari , que é primeira-dama de Tamandaré, estava responsável pelo menino quando ele caiu do 9º andar. Ela prestou depoimento na ontem, 29, assim como o marido dela, o prefeito Sérgio Hacker (PSB).

De acordo com Avelino, Sari contou ao delegado Ramon Teixeira, que investiga o caso, que não apertou o botão do elevador, enviando Miguel para andares superiores do edifício como parece demonstrar as imagens da câmera de segurança. No depoimento, a primeira-dama disse que apenas "simulou" apertar o botão para que o menino saísse do local, afirmou o advogado à TV Globo.

Ainda segundo o advogado, Sari declarou que a simulação era uma tentativa de convencer Miguel a sair do elevador, pois, em outras seis vezes, o menino entrou e saiu do mesmo. Também conforme informações de Pedro Avelino, a primeira-dama disse ser solidária a Mirtes, mas afirmou que não era responsável pela morte de Miguel.

Na delegacia, Sari afirmou também que telefonou pra Mirtes três vezes, mas que todas as chamadas caíram na caixa-postal, ainda de acordo com o defensor da ex-patroa.

Na segunda, por volta das 8h20, a mãe de Miguel chegou ao local e declarou que esperaria até a ex-patroa sair da delegacia para "dizer uma verdade na cara dela". Assim que houve sinal do fim do depoimento, Mirtes ficou diante da porta da delegacia, abraçada com o retrato do filho.

Às 10h50, a mãe do menino foi autorizada a entrar no local, acompanhada de um advogado. Quando saiu, ao falar com a imprensa, Mirtes contou que Sari não pediu desculpas e que a ex-patroa lhe disse que a empregada doméstica "não tinha obrigação nenhuma de cuidar dos filhos dela".

Segundo um comissário que estava no local, o depoimento de Sari terminou por volta das 12h. Mirtes saiu do local pouco depois das 13h, acompanhada pelo advogado. A saída da ex-patroa ocorreu por volta das 14h30.

 

Outros depoimentos

De acordo com investigadores ouvidos pela TV Globo, 20 depoimentos foram tomados pela polícia, ao longo da apuração do caso Miguel. Entre eles, estão os de pessoas que participaram do atendimento no Hospital da Restauração (HR), no Recife, além de policiais que registraram a ocorrência.

O prazo de entrega do inquérito termina na quinta-feira, 2. O titular do caso, Ramon Teixeira, disse na segunda que vai concluir o documento ainda esta semana.

No dia 25 de junho, Mirtes Souza, a mãe de Miguel, prestou depoimento na mesma delegacia e saiu sem conceder entrevista. A avó materna do menino, Marta Santana, também esteve na delegacia. Na segunda, elas também voltaram a falar com a polícia. Segundo o advogado delas, os depoimentos foram tomados também em horário alternativo de expediente.

No dia 12 de junho, a Polícia Civil ouviu depoimentos de Tomaz Silva, gerente de operações do Pier Maurício de Nassau, edifício onde ocorreu o acidente; e de Eliane Lopes, manicure que estava no apartamento de Sari no momento em que Miguel caiu.

O ex-síndico do prédio e o porteiro foram ouvidos no dia 10 de junho. Na ocasião, o ex-síndico Carlos Lopes relatou que o prédio seguia todas as normas de segurança necessárias.

Fonte: G1

Envie denúncias, informações, vídeos e imagens para o Whatsapp do Portal Roma News
(91) 99385-1113ou clique aqui e fale conosco

Deixe seu Comentário

Leia Também

Conselho Nacional de Saúde discute enfrentamento à pandemia
CORONAVÍRUS

Conselho Nacional de Saúde discute enfrentamento à pandemia

10/07/2020 23:15
Conselho Nacional de Saúde discute enfrentamento à pandemia
Queiroz deixa a prisão usando tornozeleira eletrônica
JUSTIÇA

Queiroz deixa a prisão usando tornozeleira eletrônica

10/07/2020 22:20
Queiroz deixa a prisão usando tornozeleira eletrônica
Banco do Brasil amplia limite de crédito do Pronampe em R$ 1,24 bi
EFEITO DA PANDEMIA

Banco do Brasil amplia limite de crédito do Pronampe em R$ 1,24 bi

10/07/2020 22:00
Banco do Brasil amplia limite de crédito do Pronampe em R$ 1,24 bi
Pesquisa associa consumo de álcool e mortes violentas na capital de São Paulo
LEVANTAMENTO

Pesquisa associa consumo de álcool e mortes violentas na capital de São Paulo

10/07/2020 21:30
Pesquisa associa consumo de álcool e mortes violentas na capital de São Paulo
Mourão: empresários pedem definição de metas para a Amazônia
COMBATE AO DESMATAMENTO

Mourão: empresários pedem definição de metas para a Amazônia

10/07/2020 20:30
Mourão: empresários pedem definição de metas para a Amazônia
Últimas Notícias