Dólar Comercial compra R$ 4,0054 venda R$ 4,0062 máxima 4,0080
Euro compra R$ 4,4420 venda R$ 4,4433 máxima 4,4449
17 Ago - 23h49
sábado, 17 de agosto de 2019
Banco da Amazônia 940x230px
Banco da Amazônia 300x100 mobile
CRIME AMBIENTAL

Governo avalia acesso de vítima de Brumadinho ao Minha Casa Minha Vida

Para Onyx, prejuízos dos atingidos devem ser cobrados da Vale

12 Fev 2019 - 16h47Atualizado 12 Fev 2019 - 16h50
Governo avalia acesso de vítima de Brumadinho ao Minha Casa Minha Vida - Crédito: Divulgação Corpo de Bombeiros de Minas Gerais Crédito: Divulgação Corpo de Bombeiros de Minas Gerais

Nesta terça-feira, 12, o ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, disse que o governo estuda uma forma de atingidos pela tragédia em Brumadinho (MG) acessarem o programa Minha Casa Minha Vida para reconstrução de suas casas. Onxy citou uma previsão no regulamento do programa para a participação de pessoas vítimas de episódios de emergência ou calamidade. Desta forma, segundo o ministro, as famílias não teriam de usar o dinheiro do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para arcar com os prejuízos, que devem ser cobrados da mineradora Vale.

“Estamos tentando resolver isso através do Minha Casa Minha Vida calamidade, que dá a mesma condição de resolver sem ter que mexer no fundo de garantia. E depois a AGU vai cobrar da Vale, que é quem tem que pagar a conta”, afirmou, após almoço com o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli.

Para o ministro, não é justo alguém usar o dinheiro acumulado com “o suor do seu esforço” para se recuperar de um dano causado por um terceiro, no caso a empresa. “É justo que as pessoas tenham que acessar esse dinheiro [do FGTS] para corrigir algo que foi feito por uma empresa? Achamos que não é justo. Estamos trabalhando para corrigir o decreto anterior”.

A Caixa Econômica Federal anunciou a liberação de saques do FGTS para trabalhadores que tiveram suas casas afetadas. A Advocacia-Geral da União (AGU) confirmou que o governo manterá a liberação do FGTS.

Atualmente, a Lei 8.036/1990, que trata do FGTS, permite que os beneficiários movimentem suas contas em caso de “necessidade pessoal, cuja urgência e gravidade decorra de desastre natural”. Desde o rompimento da barragem da Samarco, em Mariana, Minas Gerais, em 2015, esse tipo de acidente passou a ser equiparado a desastre natural para que as vítimas pudessem movimentar esses recursos.

Com informações, Agência Brasil.

Envie denúncias, informações, vídeos e imagens para o Whatsapp do Portal Roma News
(91) 99385-1113ou clique aqui e fale conosco

Deixe seu Comentário

Leia Também

Âncora da Fox Nancy Parker morre em acidente de avião
GRANDE PERDA

Âncora da Fox Nancy Parker morre em acidente de avião

17/08/2019 21:42
Âncora da Fox Nancy Parker morre em acidente de avião
Em meio a crise política, ministro da Fazenda da Argentina renuncia
POLÍTICA INTERNACIONAL

Em meio a crise política, ministro da Fazenda da Argentina renuncia

17/08/2019 21:13
Em meio a crise política, ministro da Fazenda da Argentina renuncia
Mais de 11 mil pássaros são encontrados mortos nos EUA após tempestade de granizo
INTERNACIONAL

Mais de 11 mil pássaros são encontrados mortos nos EUA após tempestade de granizo

17/08/2019 20:31
Mais de 11 mil pássaros são encontrados mortos nos EUA após tempestade de granizo
Homem emociona internautas após estar sozinho no enterro da mãe
GOIÂNIA

Homem emociona internautas após estar sozinho no enterro da mãe

17/08/2019 19:29
Homem emociona internautas após estar sozinho no enterro da mãe
Justiça nega habeas corpus para Roger Abdelmassih voltar à prisão domiciliar
SEM PERDÃO

Justiça nega habeas corpus para Roger Abdelmassih voltar à prisão domiciliar

17/08/2019 18:07
Justiça nega habeas corpus para Roger Abdelmassih voltar à prisão domiciliar
Últimas Notícias