Dólar Comercial compra R$ 4,1411 venda R$ 4,1416 máxima 4,1944
Euro compra R$ 4,5788 venda R$ 4,5810 máxima 4,6506
06 Dez - 20h28
sexta, 06 de dezembro de 2019
Unique
Unique_mobile
POLÍTICA

Governo quer entender melhor taxa americana ao aço, diz chanceler

Araújo diz que momento é de analisar para depois negociar com EUA

02 Dez 2019 - 19h40Atualizado 02 Dez 2019 - 19h48
Governo quer entender melhor taxa americana ao aço, diz chanceler - Crédito: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil Crédito: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

O ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, afirmou hoje, 2, que o governo quer entender melhor a decisão do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de retomar a cobrança de tarifas sobre aço e alumínio brasileiros. Segundo o ministro, “é preciso agir com "calma".

"É um setor que, desde o ano passado, já preocupava os americanos, então vamos, como eu digo, tentar entender e depois ver como é que a gente vai conversar com os Estados Unidos. Com muita calma, vamos chegar a um entendimento sobre isso", afirmou a jornalistas, no Palácio do Planalto, após participar de um cerimônia que também contou com a presença do presidente Jair Bolsonaro e do ministro Paulo Guedes (Economia). 

Apesar do anúncio de Trump, o governo dos EUA ainda não formalizou nenhuma mudança específica nas atuais regras tarifárias para a importação de aço e alumínio vendidos pelo Brasil. Durante a tarde, o presidente Jair Bolsonaro se reuniu com Paulo Guedes, no Palácio do Planalto, para tratar do assunto, mas não falaram com a imprensa após o encontro. Pela manhã, Bolsonaro disse que poderia fazer uso de canal aberto que tem com Trump para evitar a imposição de tarifas anunciada. 

Perguntado por jornalistas se Bolsonaro ligará para o presidente dos EUA de forma imediata, o chanceler brasileiro disse que não, ao menos "por enquanto". Ernesto Araújo disse também que o momento é de avaliar a questão no "nível técnico", para entender que tipo de medida será eventualmente adotada. 

"Nós estamos no nível técnico, nesse nível de entender as medidas", disse. O ministro afirmou ainda que a medida não o preocupa. "Essa medida não nos preocupa e não nos tira desse trilho rumo à uma relação mais profunda".    

No final de agosto deste ano, o governo dos Estados Unidos flexibilizou as importações destes produtos, quando decidiu que companhias norte-americanas que negociarem aço do Brasil não precisariam pagar 25% a mais sobre o preço original, desde que provem que há ausência de matéria-prima no mercado interno. O Brasil está entre os principais fornecedores de aço e ferro para os Estados Unidos.

Fonte: Agência Brasil

Envie denúncias, informações, vídeos e imagens para o Whatsapp do Portal Roma News
(91) 99385-1113ou clique aqui e fale conosco

Deixe seu Comentário

Leia Também

Dólar cai para R$ 4,146 e fecha no menor nível em quase um mês
ECONOMIA

Dólar cai para R$ 4,146 e fecha no menor nível em quase um mês

há 27 minutos atrás
Dólar cai para R$ 4,146 e fecha no menor nível em quase um mês
Deputado que brigou na Alesp vira personagem do Mortal Kombat em meme
INTERNET

Deputado que brigou na Alesp vira personagem do Mortal Kombat em meme

06/12/2019 19:15
Deputado que brigou na Alesp vira personagem do Mortal Kombat em meme
Justiça determina que empresa reconheça vínculo trabalhista com motoboys
Notícias

Justiça determina que empresa reconheça vínculo trabalhista com motoboys

06/12/2019 18:05
Justiça determina que empresa reconheça vínculo trabalhista com motoboys
Votação da PEC sobre prisão em 2ª instância fica para março de 2020, prevê Maia
NA CÂMARA

Votação da PEC sobre prisão em 2ª instância fica para março de 2020, prevê Maia

06/12/2019 17:36
Votação da PEC sobre prisão em 2ª instância fica para março de 2020, prevê Maia
Inep divulga o resultado do Encceja. Consulte!
EDUCAÇÃO

Inep divulga o resultado do Encceja. Consulte!

06/12/2019 17:26
Inep divulga o resultado do Encceja. Consulte!
Últimas Notícias