Dólar Comercial compra R$ 3,9260 venda R$ 3,9290 máxima 3,9275
Euro compra R$ 4,4148 venda R$ 4,4186 máxima 4,4195
20 Abr - 05h56
sábado, 20 de abril de 2019
Unique
encarte_formosa_mobile
IMPACTO NEGATIVO

Grupo de Lima pede mais sanções contra governo Maduro na Venezuela

15 Abr 2019 - 22h15
Grupo de Lima pede mais sanções contra governo Maduro na Venezuela - Crédito: Divulgação Crédito: Divulgação

O Grupo de Lima pediu nesta segunda-feira, 15,  à comunidade internacional que siga impondo sanções contra o governo do presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, ao mesmo tempo em que pediu a China, Cuba, Rússia e Turquia o apoio a um processo de transição no país sul-americano, após considerar que o apoio dessas nações a Maduro tem um impacto negativo na região.

Horas antes da divulgação de uma declaração de 17 pontos - firmada por Argentina, Brasil, Canadá, Chile, Colômbia, Costa Rica, Guatemala, Honduras, Panamá, Paraguai e Peru -, o governo canadense anunciou a imposição de mais sanções contra o governo do presidente Maduro, que considera "ilegítimo".

A ministra das Relações Exteriores canadense, Chrystia Freeland, afirmou que as sanções afetam 43 altos funcionários venezuelanos, entre eles governadores regionais, por estar implicados no enfraquecimento das instituições democráticas. O Canadá já havia imposto sanções contra outras 70 pessoas ligadas ao governo do líder socialista. As sanções incluem o congelamento de ativos e a proibição de que canadenses possam realizar qualquer transação financeira com essas pessoas.

Em seu comunicado, o Grupo de Lima ainda pediu que o chamado Grupo de Contato - formado por países europeus e alguns latino-americanos, como México, Uruguai e Bolívia, além de outros membros da comunidade internacional - concorde em agir para "exigir o fim da usurpação e a celebração de eleições livres, justas e transparentes, com acompanhamento e observação internacional".

O Grupo de Lima reiterou seu reconhecimento e apoio ao oposicionista Juan Guaidó como líder legítimo do país. O encontro do grupo ocorreu 48 horas após um giro do secretário de Estado dos Estados Unidos, Mike Pompeo, por Chile, Paraguai, Peru e Colômbia, com o quadro na Venezuela em pauta.

Com informações de Estadão e Associated Press.

 

 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Vazam fotos de João de Deus que está internado para tratar uma pneumonia
EM GOIÂNIA

Vazam fotos de João de Deus que está internado para tratar uma pneumonia

19/04/2019 22:49
Vazam fotos de João de Deus que está internado para tratar uma pneumonia
Juiz ordena prisão preventiva para ex-presidente peruano Kuczynski pelo caso Odebrecht
INTERNACIONAL

Juiz ordena prisão preventiva para ex-presidente peruano Kuczynski pelo caso Odebrecht

19/04/2019 20:35
Juiz ordena prisão preventiva para ex-presidente peruano Kuczynski pelo caso Odebrecht
Professor é demitido após criticar Bolsonaro em sala de aula
POLÊMICA!

Professor é demitido após criticar Bolsonaro em sala de aula

19/04/2019 19:37
Professor é demitido após criticar Bolsonaro em sala de aula
Grávida de 7 meses morre afogada ao tentar salvar filho de 5 anos em represa
TRAGÉDIA

Grávida de 7 meses morre afogada ao tentar salvar filho de 5 anos em represa

19/04/2019 19:00
Grávida de 7 meses morre afogada ao tentar salvar filho de 5 anos em represa
Suspeitos de desabamentos no Rio estão foragidos, diz polícia
JUSTIÇA

Suspeitos de desabamentos no Rio estão foragidos, diz polícia

19/04/2019 18:32
Suspeitos de desabamentos no Rio estão foragidos, diz polícia
Últimas Notícias